Filial portuguesa de multinacional alemã envolvida em subornos em Angola

José Sena Goulão / Lusa

Panorâmica da baia de Luanda, Angola.

A sucursal portuguesa em Angola da multinacional alemã Fresenius Medical Care, que actua na área médica, esteve envolvida num esquema de pagamento de subornos a médicos e militares angolanos que renderam 124 milhões de euros ilegais.

A Fresenius Portugal, sucursal portuguesa da multinacional alemã em Angola, encontra-se no meio de uma rede de pagamento de subornos a médicos e militares angolanos que foi desmantelada pelas autoridades norte-americanas.

O caso é reportado pelo Observador que constata que foi a própria multinacional a reportar a situação às autoridades dos EUA. A implantação da Fresenius Medical Care (FMC) em Angola, para a realização de tratamentos de diálise, terá envolvido o pagamento de subornos que garantiram à empresa lucros ilegais da ordem dos 140 milhões de dólares (124 milhões de euros).

O esquema de corrupção estende-se a 13 países, não incluindo Portugal, como assegura o Observador, mas implica a filial portuguesa que terá também pago os ditos subornos. A estratégia passava, nomeadamente, pela assinatura de contratos de consultoria fictícios e pelo pagamentos de comissões ilegais pela venda de produtos de diálise.

O relatório da Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (a SEC — Securities and Exchange Commission) aponta que tudo começou em 2004, quando a sucursal da FMC na África do Sul analisou as condições de entrada no mercado angolano, no sector da diálise, como reporta o Observador.

Essa análise concluía que havia “várias situações de corrupção no país“, apontando que “um director de serviços militares (Oficial Militar) recebia uma comissão de 20% em todos os kits de diálise vendidos a hospitais militares e que o Revendedor Angolano era parcialmente detido por funcionários do Governo”, como cita a publicação.

“Entre 2008 e 2010”, a FMC Portugal pagou “subornos na forma de 20% em comissões ao Oficial Militar através do Revendedor Angolano”, destaca a SEC citada pelo Observador.

O processo de averiguações terminou com um acordo extrajudicial, com a FMC a pagar 231 milhões de dólares (205 milhões de euros) ao Departamento de Justiça dos EUA como forma de compensação pelas ilegalidades.

ZAP //

 

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. É bom pôr cobro a estas pessegadas, só não percebo é o que é que os camones têm a ver com os assuntos de Angola…
    A empresa *alemã* paga à justiça americana por factos ocorridos em Angola?????

    • Tem a ver porque esta empresa também tem sucursal nos EUA, onde de resto tem as maiores fábricas, e até o CEO e COO são Americanos. Está cotada na bolsa de NY.

  2. Entao mas alguem faz negocios em Angola sem pagar a taxa para o chá???
    Se nao pagassem o suborno a policia vinha logo no dia seguinte fechar o estaminé com uma desculpa esfarrapada para causar prejuizo.

RESPONDER

200 milhões de euros. Mais de seis mil investidores compraram obrigações da TAP

Mais de seis mil investidores subscreveram as obrigações da TAP, uma operação no valor de 200 milhões de euros, em que a procura superou a oferta em 1,55 vezes. No segmento geral a procura atingiu 162,5 …

Piloto do avião desaparecido da Malaysia Airlines terá cortado o oxigénio

Já lá vão mais de cinco anos desde o desaparecimento do voo MH370 da Malaysia Airlines, que continua um mistério até hoje. Agora, acredita-se que o piloto terá cortado o oxigénio no avião. A noite de …

Sergio Moro diz que sai do Governo caso se provem irregularidades

O ministro da Justiça brasileiro reiterou a sua inocência no Senado, esta quarta-feira, mas afirmou que deixa o cargo caso se provem irregularidades nas mensagens trocadas com procuradores da Operação Lava Jato. "Estou absolutamente convicto das …

Nuvens brilhantes invadiram o céu de Espanha. Foi um "espetáculo quase inédito"

Este fim de semana, as nuvens noctilucentes (que em latim significa “brilho noturno”) ou nuvens mesosféricas polares foram vistas em Espanha. Surgem antes do amanhecer ou depois do pôr do sol, a sua cor varia normalmente …

Luís Enrique deixa comando da seleção espanhola (e já tem substituto)

Luis Enrique foi obrigado a abandonar o cargo de selecionador espanhol devido a um problema familiar que se arrasta desde março. “As razões que me impediram, desde março, de exercer normalmente as minhas funções de treinador …

Urso polar localizado em cidade russa longe do habitat natural

Um urso polar emagrecido foi visto numa cidade industrial da Sibéria, afastado para sul dos seus territórios de caça. As entidades de emergência da cidade de Norilsk, no Ártico Russo, alertaram na terça-feira os residentes locais …

Teixeira dos Santos não se arrepende de ter nomeado Vara e Santos Ferreira

O ex-ministro das Finanças disse, esta quarta-feira, no Parlamento que não tem "razões para se arrepender" de ter nomeado Armando Vara e Carlos Santos Ferreira para a administração da Caixa Geral de Depósitos (CGD). "Até este …

Rio disponível para acordo com PS na Lei de Bases da Saúde

O presidente do PSD considera haver margem para um acordo com o PS para uma nova Lei de Bases da Saúde, estando os sociais-democratas a identificar as propostas que considera essenciais, nas quais inclui as …

Boris Johnson soma e segue. Rory Stewart eliminado

O ministro para o Desenvolvimento Internacional, foi eliminado, esta quarta-feira, da eleição interna para a sucessão de Theresa May no partido conservador e para assumir o cargo de primeiro-ministro britânico, restando assim quatro dos dez …

Homem detido por suspeitas de envolvimento na morte de Emiliano Sala

Um homem de 64 anos, de North Yorkshire, no Reino Unido, foi detido esta quarta-feira por alegado envolvimento na morte do futebolista Emiliano Sala. A polícia de Dorset anunciou, esta tarde, a detenção de um homem …