Filho mais velho de Bolsonaro investigado pelo Ministério Público brasileiro

Senado Federal / Flickr

O senador Flávio Bolsonaro, filho do Presidente brasileiro Jair Bolsonaro

O Ministério Público (MP) brasileiro instaurou na segunda-feira uma investigação criminal para apurar a alegada divulgação de uma operação policial sigilosa ao senador Flávio Bolsonaro, filho mais velho do Presidente, Jair Bolsonaro.

Em causa estão as declarações do empresário brasileiro Paulo Marinho, figura central na campanha presidencial de Bolsonaro, em 2018, que no domingo afirmou que o senador Flávio Bolsonaro foi informado por um delegado da Polícia Federal, entre a primeira e a segunda volta da eleição, que seria iniciada uma operação que o envolvia.

Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, citada pela agência Lusa, Paulo Marinho, que cedeu a sua casa no Rio de Janeiro para a estrutura de campanha presidencial de Bolsonaro, revelou ainda que autoridades policiais atrasaram a divulgação da operação para beneficiar a eleição de Bolsonaro.

Trata-se da Operação Furna da Onça, que expôs detalhes das movimentações financeiras atípicas de Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio. Queiroz é acusado de operar um esquema de “rachadinha” – prática em que funcionários devolvem parte dos seus salários pagos pelo Estado a quem os contrata – no gabinete de Flávio na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

A investigação tem como objetivo descobrir se polícias federais divulgaram informações sigilosas que privilegiaram “quem quer que seja”, indicou o coordenador do Núcleo de Controlo Externo da Atividade Policial do MP do Rio de Janeiro, órgão que ficará responsável pelo procedimento.

Caso seja provado que houve divulgação de informações sigilosas, explicou, “os polícias responsáveis podem ser presos e até perder o cargo por improbidade”.

Além da abertura do procedimento investigatório criminal, o MP pediu ainda à Justiça Federal para desarquivar um inquérito policial que apurou suspeitas de que informações privilegiadas foram divulgadas.

Ao justificar o pedido, o procurador da República Eduardo Benones argumentou que “há notícias de novas provas que demandam atividade investigatória”, referindo-se à entrevista de Paulo Marinho.

Num comunicado enviado à imprensa, Flávio disse que a declaração do ex-aliado é uma “invenção de alguém desesperado e sem votos” e que Marinho tem interesse em prejudicá-lo porque é seu substituto no Senado.

Lusa //

PARTILHAR

RESPONDER

Mais seis mortes e 232 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, nesta segunda-feira, mais seis mortes por covid-19 e mais 232 novos casos, dos quais 195 na região de Lisboa e Vale do Tejo. O boletim epidemiológico desta segunda-feira, divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS), …

Quebras no turismo triplicam desemprego no Algarve

O desemprego no Algarve aumentou mais de 200% em maio para quase 28 mil desempregados, atingindo sobretudo o setor da hotelaria, que desespera pela chegada de turistas para atenuar o "golpe" de quase três meses …

Marques Mendes elogia "voz independente" de Medina (e diz que a TAP pode ser um crematório político)

Luís Marques Mendes elogiou neste domingo as críticas que o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, fez ao combate à pandemia, considerando ainda que a resolução da TAP, que culminou na saída de David …

O “Grenadier” já não vai ser português. Fabricante automóvel Ineos desiste de fábrica em Estarreja

A INEOS Automotive, empresa do ramo automóvel, transmitiu à Câmara de Estarreja que vai suspender o investimento de 300 milhões de euros numa fábrica no concelho, revelou este domingo fonte municipal. "A empresa transmitiu à Câmara …

Grécia e Austrália recuam na abertura de fronteiras. Marrocos isola cidade após recorde de casos

Grécia e Austrália anunciaram neste fim-de-semana um recuo na abertura das suas fronteiras, enquanto que Marrocos isolou uma cidade após um número recorde de novas infeções de covid-19 registadas em 24 horas. A Grécia anunciou …

Dinheiro dos pobres usado para "vida de luxo". Presidente, mulher e filha da Mão Amiga acusados

O presidente da Associação Mão Amiga, em Gulpilhares, Vila Nova de Gaia, a mulher e a filha foram acusados pelo Ministério Público (MP) de usarem o dinheiro da instituição para pagarem uma "vida de luxo". …

Fisco tem por cobrar 15 mil milhões de euros em impostos

O Jornal Económico escreve esta segunda-feira que a Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) tem por cobrar 14.919 milhões de euros em impostos. De acordo com o diário de economia, mais de metade da dívida dos contribuintes está …

"Armada espanhola" assegura 70% do mercado das obras públicas em Portugal

As empresas espanholas estão a assegurar 70% do mercado das obras públicas em Portugal, escreve esta segunda-feira o jornal Público, citando uma análise ao Portal Base, às obras públicas acima de sete milhões de euros No …

"Oitavos" da Liga dos Campeões não vão ser jogados em Portugal

A UEFA cedeu à pressão dos clubes e decidiu que os encontros da segunda mão dos oitavos-de-final vão ser disputadas nos respetivos estádios dos clubes. Os encontros por jogar relativos aos oitavos-de-final da Liga dos Campeões …

Turmas repartidas e aulas ao sábado. O que muda no novo normal do Ensino Superior

Para o regresso às aulas do Ensino Superior no próximo ano letivo, as universidades estão a preparar medidas que permitam cumprir as regras sanitárias e zelar pela aprendizagem dos seus alunos. Se tudo correr como planeado, …