/

Festas ilegais aumentaram nos últimos 15 dias. PSP já deixa avisos para a Páscoa

1

Numa altura em que a população já está confinada há mais de um mês, a tendência é cada vez mais para sair de casa e procurar algum contacto social. Por isso mesmo, a PSP já está a planear o controlo na Páscoa, altura em que a presença das autoridades nas ruas pode aumentar.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Segundo a Renascença, a PSP registou, só em janeiro, 70 autos de contraordenação, um número “fora do normal”. Esta dado é avançado à radio pelo porta-voz da PSP, Nuno Carocha.

“No mês de janeiro, que normalmente é um mês em que há poucas situações deste género, poucas solicitações de ruído e, consequentemente, poucos autos, o ano começou com muitas situações assim”, explicou o intendente, que disse que se verificou “uma inversão da tendência que depois em fevereiro já não se verificou”.

No mês passado, desceu para 22 os autos perante o ruído de vizinhos, mas estes números não acompanham as ocorrências registadas no que toca a eventos ilegais, por isso Nuno Carocha fala em registos contraditórios.

A PSP tem identificado cada vez mais festas ilegais, sendo que nos últimos 15 dias, a PSP interrompeu 57 eventos que não estavam autorizados.

“Notamos que existe uma tendência de crescimento e a título de exemplo podemos referir que a PSP, entre 15 a 30 de janeiro, registou 33 eventos que não poderiam ser organizados e em que tivemos de intervir para fazer cessar esse tipo de ilícito”, explica.

Com o calendário perto do fim de semana da Páscoa, a PSP já alerta que a presença das autoridades nas ruas pode aumentar.

“Estaremos presentes em termos de fiscalização, em termos de apoio à população também. Multiplicaremos os nossos apelos à população para que sigam as regras e recomendações das autoridades de saúde”, remata.

  ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.