Ferramentas de madeira encontradas em Espanha eram de neandertais

(dr) Joseba Rios

Não é muito comum encontrarem-se na Europa ferramentas de madeira associadas a neandertais. Os instrumentos encontrados em Espanha têm cerca de 90 mil anos e as ferramentas de madeira descobertas em Itália têm cerca de 170 mil anos.

Nos últimos tempos, foram anunciadas duas descobertas de instrumentos deste género, que pertenciam a neandertais. Em fevereiro, cientistas italianos encontraram 40 instrumentos de madeira com cerca de 171 mil anos em Poggetti Vecchi, na região da Toscânia.

Agora, cientistas descobriram duas ferramentas de madeira com cerca de 90.000 anos, no sítio arqueológico de Aranbaltza, no País Basco, Espanha. Devido à idade destas ferramentas, pensa-se que pertenciam a neandertais, humanos que surgiram na Europa e no Médio Oriente há cerca de 400 mil anos.

As duas últimas ferramentas foram encontradas em escavações em 2015, por uma equipa liderada por Joseba Rios, do Centro Nacional de Investigação sobre Evolução Humana (CENIEH), em Espanha. Os dois instrumentos foram apresentados na Plos One.

Ambas foram feitas de madeira de teixo e encontram-se muito bem preservadas. “O teixo é muito apreciado no trabalho em madeira porque é forte, flexível e resistente ao apodrecimento”, lê-se no artigo científico.

Para perceberem como foram feitos estes instrumentos, os cientistas usaram a técnica de microtomografia e, assim, conseguiu ver que o tronco de teixo foi cortado de forma longitudinal em duas metades, e que uma dessas metades foi raspada com um instrumnto de pedra e tratada com fogo, de modo a ficar pontiaguda.

Por sua vez, através da datação por luminescência, os cientistas descobriram que as duas ferramentas têm cerca de 90.000 anos e, portanto, seriam de neandertais.

“A preservação de ferramentas de madeira associadas aos neandertais é muito rara porque a madeira degrada-se muito depressa. Apenas em ambientes muito específicos, como os sedimentos cobertos de água em Aranbaltza, tem sido possível descobrir provas da tecnologia de madeira”, refere um comunicado do CENIEH, citado pelo Público.

Devido à forma de ambas as ferramentas, os investigadores pensam que este tipo de tecnologia era “relevante na vida diária dos neandertais”, sendo usadas para procurar comida ou fazer buracos no solo.

39 ferramentas e um fóssil de elefante

Já em Itália, a descoberta foi feita em 2012, durante escavações para a construção de piscinas termais em Poggetti Vecchi. Ao todo, foram identificadas 39 ferramentas feitas por humanos, com 171 mil anos. Os instrumentos foram encontrados junto ao fóssil de um elefante já extinto.

Segundo Biancamaria Aranguren, arqueóloga do Ministério dos Bens e da Actividade Cultural e do Turismo (Itália) e principal autora do artigo, as ferramentas foram fabricadas com buxo, uma planta da família das buxáceas, e têm entre um metro e 1,20 metros.

“Provavelmente, o buxo é a madeira mais pesada, dura e forte entre a madeira europeia”, lê-se no artigo científico, publicado na Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS).

Na altura desta descoberta em Itália, alguns cientistas duvidaram que essas ferramentas pertencessem a neandertais. Na Europa, além de Aranbaltza e Poggetti Vecchi, considera-se que foram descobertas ferramentas de madeira associadas aos neandertais ou pré-neandertais em mais quatro sítios: Abric Romaní (Espanha), Clacton-on-Sea (Inglaterra), Schöningen e Lehringen (ambas na Alemanha).

Estas duas descobertas recentes são mais um elemento para o estudo do uso da madeira e da tecnologia associada aos neandertais.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Casaco e guitarra de Kurt Cobain vão a leilão (e valem milhares de euros)

O casaco que o líder dos Nirvana usou no lendário concerto MTV Unplugged in New York vai ser leiloado, com um preço de venda estimado em 270 mil euros. Uma guitarra de Cobain pode ficar …

"50 sombras" da Idade Média. Páginas censuradas de um livro francês encontradas nos EUA

As páginas de um romance medieval foram descobertas nos arquivos da Diocese de Worcester, no estado norte-americano de Massachusetts.  Investigadores descobriram uma versão perdida de um romance medieval, que contém cenas eróticas. O poema francês - …

A tecnologia usada na Bitcoin também está a ser usada para encontrar o amor

Várias dating apps (aplicações de encontros) estão a recorrer ao blockchain para que os seus utilizadores possam encontrar a cara-metade de uma forma mais segura e transparente. O Tinder é provavelmente a dating app mais usada …

Elon Musk quer enviar passageiros para o Espaço já no próximo ano

O bilionário Elon Musk, também fundador da fabricante de automóveis elétricos Tesla, fez um anúncio surpreendente: quer que pôr passageiros no Espaço já em 2020. “Isto pode soar totalmente louco, mas queremos tentar entrar em órbita …

Cientistas reverteram principal sintoma da esquizofrenia em camundongos

Um medicamento que está atualmente a ser desenvolvido para tratar a leucemia reverteu (em camundongos) um sintoma de esquizofrenia anteriormente intratável: o enfraquecimento da memória de trabalho. A memória de trabalho é um processo cerebral fundamental usado …

Para as criaturas marinhas, as doenças infecciosas são a sentinela da mudança

Uma recente investigação analisou as mudanças nas doenças relatadas em espécies submarinas num período de 44 anos. A conclusão não surpreende: a saúde dos oceanos está a piorar a passos largos. A compreensão das tendências oceânicas …

Solidariedade e ambiente. Nos EUA, já é possível doar as suas peças Lego

Nunca somos demasiado velhos para brincar com peças Lego. No entanto, se estiver a ficar sem espaço para as arrumar e estiver à procura de uma forma de garantir que os seus blocos acabam em …

Eis os primeiros smartphones pensados e fabricados em África

https://vimeo.com/365789486 No Ruanda nasceram os primeiros rebentos do grupo Mara, que anunciou o lançamento dos seus dois primeiros smartphones. São os primeiros a serem totalmente fabricados em África. Estes são os dois primeiros smartphones totalmente fabricados em …

Siza Vieira recebe Grande Prémio da Academia de Belas-Artes francesa

O arquitecto Álvaro Siza Vieira recebeu o Grande Prémio de Arquitetura da Académie des Beaux-Arts, pelo conjunto do seu percurso, no valor de 35 mil euros. “É uma grande honra, porque é um prémio importante. É …

Para os jovens refugiados, um telemóvel pode ser tão importante quanto comida ou água

Entre 2015 e 2018, mais de 200.000 jovens não acompanhados reivindicaram asilo na Europa. Muitos deles, agora na União Europeia, têm uma coisa em comum: os seus smartphones. Não são apenas ferramentas para entretenimento nem uma …