Febre Chikungunya propaga-se nos EUA, CDC já confirmou 129 casos

PAHO/WHO / Flickr

Chikungunya, "a febre que torce"

Chikungunya, “a febre que torce”

A Febre Chikungunya, doença arboviral transmitida pela picada dos mosquitos Aedes infetados, está a espalhar-se pelos Estados Unidos, onde foram confirmados 129 casos em 27 estados, informou esta quarta-feira o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC).

Em comunicado, a agência do Departamento de Saúde norte-americana mostrou-se “preocupada” com o fato de “a maior parte das pessoas não ter imunidade à doença“, que se está a propagar a várias regiões dos Estados Unidos.

Recentemente, a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou que a Febre Chikungunya, “a febre que torce”, está a propagar-se a novas regiões do globo terrestre e que já foi identificada em quase 40 países.

A OMS garantiu ter registado a ocorrência do vírus Chikungunya no Camboja, em Timor-Leste, na Índia, Indonésia, Laos, Malásia, Maldivas, Birmânia, Paquistão, Filipinas, Ilhas Reunião, Seychelles, Singapura, Taiwan, Tailândia e Vietname.

Também foram notificados casos da doença em países africanos, nomeadamente no Benin, Burundi, Camarões, República Centro Africana, Camarões, República Democrática do Congo, Guiné Equatorial, Quénia, Madagáscar, Malaui, Maurícias, Nigéria, Senegal, África do Sul, Sudão, Tanzânia, Uganda, Zimbabué e nas Ilhas Mayotte, situada no Canal de Moçambique, a sudoeste do Oceano Índico.

Chikungunya é uma doença viral (genero Alphavirus) transmitida aos seres humanos por mosquitos infetados – incluindo o Aedes aegypti (o mesmo mosquito que transmite a dengue) e o Aedes albopictus.

O nome Chikungunya tem origem na língua Kimakonde, falada no norte de Moçambique e na Tanzânia, e significa “tornar-se contorcido“, uma referência à aparência das pessoas que se contorcem quando sofrem com dores nas articulações.

javierdevilman / Flickr

Aedes albopictus, o mosquito-tigre

Aedes albopictus, o mosquito-tigre

Identificada pela primeira vez na Tanzânia, no início de 1952, a enfermidade tem causado surtos periódicos de cerca de uma década na Ásia e no continente africano, desde 1960.

Entre 2001 e 2011, uma série de países notificaram surtos de Chikungunya, doença que só nos anos 2005-2006 infetou mais de 272 mil pessoas nas ilhas Maurícias e Reunião, onde se presume que se tenha sido detetado o vetor.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

As bactérias contradizem Darwin: a mais apta não sobrevive

Uma recente investigação levada a cabo pela Universidade de Copenhaga, na Dinamarca, revela que, no que diz respeito às bactérias, a "sobrevivência das mais cooperativas" excede a "sobrevivência das mais fortes". As bactérias são capazes de …

A Via Láctea roubou minúsculas galáxias à sua vizinha

Utilizando dados obtidos pelo Telescópio Gaia, os cientistas chegaram à conclusão que a Via Láctea "sequestrou" galáxias da Grande Nuvem de Magalhães, uma outra galáxia que a orbita. No nosso Universo, a regra é orbitar: a …

Pode ter sido encontrada (e ignorada) vida em Marte em 1976, defende antigo cientista da NASA

O antigo cientista da agência espacial norte-americana Gilbert V. Levin afirma que foram encontradas evidências de vida em Marte na década de 70. No entender do especialista, deviam ter sido levado a cabo mais investigações …

Era marketing. Fortnite voltou (e está diferente)

Depois de 10 temporadas, um buraco negro engoliu a ilha na qual diariamente milhões de jogadores tentavam sobreviver, matando-se uns aos outros. Durante um dia e meio, ninguém podia jogar. O susto acabou esta terça-feira, …

Cientistas determinam o que diminui a fertilidade das mulheres com o avanço da idade

Investigadores da Universidade de Copenhaga mapearam alguns dos mecanismos que podem afetar a fertilidade das mulheres desde a adolescência até a menopausa. A fertilidade natural das mulheres flutua entre altos e baixos na forma de uma …

Dono do Paris Saint-Germain quer comprar o Leeds (e torná-lo no novo Manchester City)

A Qatar Sports Investments (QSI), empresa que é detida por Nasser Al Khelaifi, quer dar o salto para o mercado inglês e adquirir o Leeds United, emblema que milita atualmente no segundo escalão. Na semana em …

Município italiano proíbe Google Maps. App faz com que muitas pessoas se "percam"

O autarca do município italiano de Baunei, na Sardenha, proibiu o uso do Google Maps na região, argumentando que "muitas" pessoas se perderam por causa de "sugestões enganosas" do serviço de localização. A informação é …

Pedalar mais dá direito a prémios. Tecnologia portuguesa desperta interesse de Copenhaga

Depois de se ter estreado em Matosinhos e de ter despertado interesse em Nova Iorque, um programa português que premeia comportamentos de mobilidade ambientalmente sustentáveis chamou a atenção em Copenhaga. O AYR, desenvolvido pela empresa CEiiA …

Associação de Armas americana editou artigos da Wikipédia para desacreditar o Holocausto

A National Rifle Association (Associação Nacional de Armas) dos Estados Unidos tem estado a editar artigos da Wikipédia de forma a desacreditar o Holocausto. Um trabalho de investigação da Splinter identificou pelo menos 150 edições em …

Bebé recém-nascida encontrada enterrada viva numa sepultura na Índia

Uma bebé recém-nascida enterrada viva foi encontrada na Índia por um pai que estava a enterrar a filha, que morreu após o parto, revelou o chefe da polícia local, Abhinandan Singh. A menina foi encontrada dentro …