FDA aprova fármaco eficaz contra 5% de todos os tipos de cancro

Annie Cavanagh / Wellcome Images

Células cancerígenas

Células cancerígenas

A agência reguladora dos Estados Unidos aprovou um medicamento contra o cancro que pode ser usado em diversos tipos de neoplasia – não apenas nos tipos mais comuns (cancro de mama, intestino, pâncreas ou pele), mas genericamente em qualquer tipo de cancro.

A FDA, Food and Drug Administration, agência reguladora dos EUA, aprovou no dia 23 o primeiro medicamento de sempre que actua com base em alterações biológicas do tumor. O novo medicamento não é usado em função do órgão atingido pela neoplasia, mas de acordo com os traços biológicos do próprio tumor.

“Todas as abordagens anteriores ao tratamento do cancro baseavam-se no órgão atingido. O que é revolucionário neste fármaco é o facto de alvejar uma característica molecular do cancro, descoberta com exames relativamente simples”, explica Jacques Tabacof, coordenador de Oncologia Clínica do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em São Paulo.

Na prática, o medicamento, chamado pembrolizumabe e desenvolvido pela farmacêutica MSD, poderá ser usada em quaisquer tipos de tumor avançado que não respondam ao tratamento convencional, desde que a doença apresente a alteração molecular referida, que se encontra presente em 5% de todos pacientes.

Esta é uma percentagem relativamente reduzida de todos os pacientes com cancro, mas a perspectiva de haver agora mais uma arma que actua em todos os tipos de cancro é encorajadora, em particular contra os pacientes que hoje têm um arsenal exíguo à sua disposição, e abre o caminho para tratamentos futuros com uma abordagem semelhante.

Segundo um artigo publicado na Cancer Therapy Advisor, o medicamento é eficaz no tratamento de neoplasia em adultos e crianças com instabilidade de micro-satélite (MSI-H) ou dMMR, uma deficiência na reparação do ADN.

“A MSI-H é uma alteração nas células que dificulta a reparação no nosso ADN”, explica Jacques Tabacof, “que faz com que uma mutação perigosa, que normalmente seria reparada pelo organismo, continue incólume e possa originar um cancro”.

Mas essa mesma particularidade torna a neoplasia mais vulnerável à acção do pembrolizumabe, medicamento do grupo da imunoterapia, que actua estimulando as células de defesa do próprio organismo a identificarem o cancro e atacarem-no. Este princípio activo já era usado nos EUA contra o linfoma de Hodgkin e nódulos no pulmão.

PARTILHAR

RESPONDER

Freiras desviaram 500 milhões de escola católica para jogar em Las Vegas

Duas freiras norte-americanas admitiram terem desviado fundos escolares estimados em 500 milhões de dólares para realizarem viagens aos casinos de Las Vegas, anunciou na segunda-feira a arquidiocese de Los Angeles. O desvio de fundos destinados a …

Greve dos enfermeiros. “Não posso garantir” que não haja pessoas a morrer, diz bastonário

Miguel Guimarães, bastonário da Ordem dos Médicos, esteve na segunda-feira reunido com vários diretores clínicos de hospitais afetados pela greve dos enfermeiros da área cirúrgica. À saída, foi questionado: "Pode garantir que não haja doentes a …

Buscas na Inspecção-Geral de Finanças após denúncias de subornos e toupeiras

Inspectores da Unidade de Combate à Corrupção da Polícia Judiciária (PJ) estão a realizar buscas na Inspecção-Geral de Finanças (IGF) em Lisboa, e em instalações dos ministérios das Finanças e da Defesa e também da …

Empresa que facturou 16 milhões tem sede num casebre sem luz

Uma empresa que facturou 16 milhões de euros em 2012 tem como sede uma casa em ruínas, sem electricidade e quase sem janelas, em Mira. Suspeita-se da ligação a uma fraude fiscal com a exportação …

Bruno de Carvalho suspeito de tirar meio milhão de euros ao Sporting

Duas avultadas transferências de dinheiro, que saíram do Sporting a 24 de junho, estão sob suspeita. Estão em causa cerca de meio milhão de euros que terão sido pagos a duas construtoras. Não se sabe exatamente …

Voyager 2 da NASA já entrou no espaço interestelar

Pela segunda vez na história, um objeto feito pelo homem alcançou o espaço entre as estrelas. A sonda Voyager 2 da NASA saiu da heliosfera - a bolha protetora de partículas e campos magnéticos criada …

Bombeiros não informaram Proteção Civil de 50% das ocorrências

O corte de relações entre os bombeiros voluntários e a Proteção Civil está a fazer-se sentir. Os bombeiros não informaram a Proteção Civil de 50% das ocorrências no país. A Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC) …

Funcionários públicos que continuem no ativo depois dos 70 não vão perder dinheiro

Os trabalhadores da Função Pública com mais de 70 anos que queiram continuar a trabalhar e, que para isso tenham a autorização do Estado, vão passar a receber, além do salário a que têm direito, …

Viagens podem obrigar deputados a entregar novas declarações de rendimentos

Os deputados podem ter de alterar as declarações de rendimentos para incluírem o reembolso das despesas de transporte como “rendimentos do trabalho”. A notícia foi avançada esta manhã pelo Diário de Notícias e surge depois de, …

Portugal já não deve ao FMI. Pagamento antecipado poupa 100 milhões de euros

O ministro das Finanças, Mário Centeno, anunciou que Portugal concretiza esta segunda-feira o pagamento do total da dívida ao Fundo Monetário Internacional (FMI), com a liquidação de 4,7 mil milhões de euros. Numa conferência de imprensa …