Sexta-feira é dia de Clássico. FC Porto procura o inédito 5.º triunfo consecutivo frente ao Benfica

José Coelho / Lusa

O FC Porto pode conseguir na sexta-feira o quinto triunfo consecutivo frente ao Benfica, na ronda 14 da I Liga de futebol, algo que nenhuma das duas formações alcançou no Clássico, em quase 90 anos de história.

Desde o primeiro encontro, no longínquo dia 28 de junho de 1931 (3-0 para o Benfica, na final do Campeonato de Portugal), o recorde de qualquer dos clubes é de quatro triunfos, conseguidos quatro vezes pelos ‘dragões’ e um pelas ‘águias’.

O último registo dos ‘azuis e brancos’ está, no entanto, ativo, pelo que os comandados de Sérgio Conceição podem fazer história no embate marcado para o Estádio do Dragão, depois de três vitórias na época passada e uma já em 2020/21.

Há menos de um mês, em 23 de dezembro de 2020, o FC Porto impôs-se aos ‘encarnados’ por 2-0, em Aveiro, na Supertaça Cândido de Oliveira, graças aos golos de Sérgio Oliveira, aos 25 minutos, de penálti, e do suplente colombiano Luis Díaz, aos 90.

Na época transata, os ‘dragões’ também se superiorizaram nos três encontros com o Benfica, o primeiro na Luz, em 24 de agosto de 2019, para a terceira jornada da I Liga: o cabo-verdiano Zé Luís (22 minutos) e o maliano Marega (86) selaram o 2-0.

Na segunda volta, no Dragão, os ‘encarnados’ vinham com intenções de somar o 17.º triunfo consecutivo na prova, precisamente depois do desaire caseiro com os portistas, mas os comandados de Sérgio Conceição voltaram a prevalecer, por 3-2.

Em 8 de fevereiro de 2020, Sérgio Oliveira, aos 10 minutos, Alex Telles, aos 38, de grande penalidade, e Vlachodimos, aos 44, na própria baliza, selaram o triunfo dos portistas. Pelo Benfica, Vinícius logrou um ‘bis’, com tentos aos 18 e 50.

A terminar uma época muito longa, culpa da pandemia da covid-19, os ‘dragões’ também derrotaram as ‘águias’ na final da Taça de Portugal, em 01 de agosto, mesmo reduzido a 10 elementos desde os 38 minutos, por expulsão de Luis Díaz.

O central congolês Chancel Mbemba vestiu a capa de ‘herói’ e resolveu o encontro com dois cabeamentos certeiros, aos 47 e 59 minutos, após livres de Alex Telles e Otávio, respetivamente, com Vinícius a marcar novo golo que para nada serviu (84, de penálti).

Benfica não vence o Porto desde 2018/2019

Para encontrar um ‘clássico’ entre Benfica e FC Porto que não tenha acabado com triunfo ‘azul e branco’ é preciso recuar a 2018/19, mais precisamente a 2 de março de 2019, dia em que o ‘onze’ de Bruno Lage triunfou em pleno Dragão por 2-1.

O espanhol Adrián López adiantou os anfitriões, aos 19 minutos, mas João Félix, aos 26, e Rafa, aos 52, selaram a reviravolta no encontro da 24.ª jornada e também na edição 2018/19 da I Liga, lançando o Benfica para o 37.º título.

Depois disso, o FC Porto já vai em quatro vitórias, igualando o registo máximo em clássicos, que os ‘dragões’ já tinham alcançado entre 1956/57 e 57/58, entre 83/84 e 84/85 e entre 2001/02 e 2003/04, e o Benfica entre 1971/72 e 72/73.

Na primeira vez, os ‘dragões’ bateram em casa o Benfica por 3-0 na ronda 17 do campeonato de 1956/57 e, na época seguinte, venceram os três jogos disputados: 1-0 em casa e 3-2 fora, para o campeonato, e 1-0 na final da Taça de Portugal.

Entre 1983/84 e 84/85, Benfica e FC Porto defrontaram-se nada menos do que 12 vezes, à média de seis por temporada, e, pelo meio, os ‘azuis e brancos’ venceram os dois últimos jogos de 1983/84 época e os dois primeiros de 84/85.

Os ‘dragões’ começaram por um 2-1 fora na segunda mão da Supertaça, arrecadando a prova, e, depois, ganharam três jogos seguidos para o campeonato, os dois primeiros nas Antas (3-1 em 83/84 e 2-0 em 84/85) e o outro na Luz (1-0 em 84/85).

No início do século, o terceiro registo ‘atravessou’ três épocas e só incluiu jogos da I Liga, três em casa (3-2 em 2001/02, 2-1 em 2002/03 e 2-0 em 2003/04) e um na Luz (1-0 em 2002/03). Quanto ao Benfica, que já tem um atraso de nove vitórias em relação ao FC Porto no histórico dos 245 jogos, só conseguiu uma vez quatro triunfos de ‘rajada’, há quase meio século.

Os ‘encarnados’ fizeram o pleno em 1971/72, com um 3-1 nas Antas, a abrir o campeonato, um 1-0 caseiro, na segunda volta do ‘nacional’, e, a fechar, um 6-0 na Luz, nas meias-finais da Taça de Portugal, com ‘bis’ de Nené e Vítor Baptista.

Na época seguinte, o Benfica venceu em casa o primeiro duelo para o campeonato, por 3-2, num embate decidido por Humberto Coelho, aos 90 minutos, para ao segundo, já campeão, falhar nas Antas o quinto (Flávio empatou para os anfitriões aos 86 minutos), depois de 23 triunfos nas primeiras 23 jornadas.

Sexta-feira, nas Antas, os comandados de Sérgio Conceição podem conseguir o que os seus antepassados, os de um lado ou do outro, nunca conseguiram no ‘clássico’, uma inédita quinta vitória consecutiva.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Sporting 2-2 Belenenses SAD | Líder salva virgindade nos descontos

A Belenenses SAD esteve a segundos de cumprir a promessa de Petit, que na antevisão da partida apontava para a primeira derrota do Sporting. Os “azuis” estiveram a vencer por 2-0, graças a uma eficácia …

Quatro anos depois, Danny recuperou a sua prancha. Estava a 2700 quilómetros

Um surfista australiano recuperou a sua prancha quatro anos depois de a ter perdido. Estava a 2700 quilómetros do sítio onde a tinha visto pela última vez. Danny Griffiths, um surfista habituado a ondas grandes, perdeu …

Os astronautas precisam de um frigorífico. Engenheiros trabalham num que funciona de "cabeça para baixo"

Para que os astronautas façam longas missões à Lua ou a Marte, precisam de um frigorífico, mas estes eletrodomésticos não são projetados para funcionar em gravidade zero. Os astronautas precisam de frigoríficos para as missões prolongadas …

A maior "cidade-fantasma" da China voltou a florescer (graças à educação)

Kangbashi, na Mongólia Interior, é considerada há muitos anos a maior "cidade-fantasma" da China. Agora, tem muito a agradecer a uma jogada inesperada, mas muito eficaz: o setor da Educação. Há alguns anos que Kangbashi, uma …

Carro da Tesla ajuda o FBI a capturar homem suspeito de atear fogo em igreja

As câmaras de um Tesla ajudaram as autoridades a prender um homem suspeito de atear fogo numa igreja na cidade de Springfield, no estado de Massachusetts. A congregação foi atacada mais de uma vez em …

Destemida e aventureira. Com apenas 18 anos, Simone Segouin ajudou a França a derrotar os nazis

Quando tinha apenas 18 anos, Simone Segouin juntou-se à Resistência Francesa para capturar as tropas nazis, sabotar os planos alemães e lutar contra o fascismo no seu país. Apesar de ter abandonado a escola bastante cedo, …

Orgulho e ciúmes. Corrida armamentista entre Coreias coloca ambiente de paz em risco

A relação entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul é conhecida por ser bastante conturbada, sendo que nos últimos anos já ocorreram alguns incidentes entre os países. Agora, as duas nações peninsulares …

"Estória mal contada": a saída de João Marques do Famalicão

Perto do final do campeonato feminino de futebol, o treinador das candidatas ao título abandona o emblema minhoto. Provavelmente porque vai liderar outra equipa minhota. Adeptos não gostaram. A Liga BPI, a primeira divisão nacional feminina …

Livre cede lugares à IL e ao Volt. Vasco Lourenço fala em "chicana política"

O Livre cedeu, esta quarta-feira, quatro lugares da sua comitiva no desfile que assinala o 25 de Abril à Iniciativa Liberal e ao Volt Portugal, depois da comissão promotora os ter informado de que não …

Pena de morte diminuiu. Execuções globais atingem o número mais baixo numa década

Globalmente, foram executadas 483 pessoas em 2020, o número mais baixo registado pela Amnistia Internacional (AI) numa década, marcando uma redução de 26% em relação a 2019 e 70% comparativamente a 2015. Segundo um artigo da …