Claques em silêncio na despedida do FC Porto da 1ªLiga

Fernando Veludo / EPA

-

O FC Porto despediu-se hoje da I Liga portuguesa de futebol com uma tímida vitória por 2-0 sobre o último classificado Penafiel, conseguida apenas nos derradeiros 10 minutos, com os golos de Aboubakar e Danilo.

Numa partida em que as duas equipas jogavam apenas pela honra e dignidade, uma vez que o FC Porto já sabia que não podia conseguir mais que o segundo lugar e o Penafiel já estava despromovido, acabaram por ser os forasteiros a deixar uma imagem de resiliência.

Os ‘dragões’, com uma exibição cinzenta, não escaparam às críticas dos adeptos, desde logo pelo silêncio das duas claques durante quase todo o jogo, como também por vários assobios pela falta de eficácia da equipa durante 80 minutos.

A formação da Invicta até nem demorou a impor o seu ascendente sobre o frágil Penafiel, colocando a defesa forasteira em sentido logo a partir dos dois minutos, com um remate de Danilo que o guardião Coelho susteve, e, pouco depois, com uma cabeceamento de Jackson ao lado.

O Penafiel sentia muitas dificuldades para suster a pressão contrária, e raramente conseguia armar uma resposta de contra-ataque. A exceção surgiu, perto do quarto de hora, num remate de Rabiola, que Helton segurou.

A reação penafidelense foi um oásis no domínio ‘azul e branco’, que apesar de intenso, pecava, invariavelmente, na finalização.

Quaresma ainda ‘iludiu’ os adeptos com sensação de golo, num livre que embateu nas malhas laterais da baliza de Coelho, mas foi Brahimi, já perto do intervalo, a desperdiçar a melhor oportunidade até então.

O argelino, com a baliza completamente à mercê, fez o mais difícil, falhando a emenda com um remate disparatado, por cima, que manteve o surpreendente nulo até ao intervalo.

No regresso do descanso, a toada do jogo manteve-se com um futebol 100 por cento dominador dos ‘azuis e brancos’, embora sem eficácia concretizadora, e um Penafiel acometido às tarefas defensivas, tentando tapar todos os espaços.

Danilo, no jogo da despedida antes da partida do Real Madrid, ainda tentou inverter a tendência pouco eficaz, com uma arranca pelo corredor direito, mas que terminou com um remate pouco enquadrado de Quaresma.

Com o avançar do cronómetro, as tentativas do FC Porto em quebrar nulo assumiram contornos de desespero, com Jackson, num pontapé de bicicleta, a atirar ao lado.

Só nos últimos 10 minutos, e já depois do Penafiel ter obrigado Helton a defesa atenta, a inspiração caiu sobre os comandos de Lopetegui, com Aboubakar as fintar as críticas das bancadas num desvio certeiro ao cruzamento de José Angel, que abriu o marcador.

Já nos descontos, Danilo ainda conseguiu que a equipa pudesse sair do relvado sobre aplausos, terminado a sua passagem pelo FC Porto com um golo que fixou o 2-0 final.

Claques do FC Porto estiveram em silêncio durante o jogo

As claques do FC Porto escolheram o silêncio como forma de mostrar hoje o descontentamento com a equipa portista durante o jogo .

Numa atitude pouco habitual, os Super Dragões, em número reduzido, apresentaram-se no Estádio do Dragão em silêncio e assim permaneceram durante os 85 minutos, mostrando tarjas nas quais se podia ler uma frase de Fernando Pessoa – “Existe no silêncio tão profunda sabedoria, que às vezes ele se transforma na mais perfeita resposta” – ou “Dos fracos não reza a história. Boas férias para vocês”.

A outra claque, o Coletivo, exibiu quatro tarjas, a dizer: “Euros não compram mística“, “Hoje são 90 minutos à vossa imagem, sem mexer uma palha”, “Vão de férias? Parecia que já estavam” e “Felizmente foi filmado. Dificilmente será esquecido”.

A cinco minutos do final do jogo, as claques começaram a aplaudir, a cantar o hino do FC Porto e entoar cânticos de apoio ao clube, saindo depois do Estádio do Dragão, ainda antes do jogo terminar, cantando “O Porto é nosso e há de ser”.

Depois da saída das claques, os adeptos aplaudiram os jogadores, nomeadamente Danilo, que entretanto marcou um golo, na sua despedida antes de ir para o Real Madrid.

No passado domingo, no final do jogo com o Belenenses (no qual o FC Porto empatou 1-1, entregando o título nacional ao Benfica), cerca de três centenas de adeptos terem ficado à espera que o autocarro da equipa chegasse ao Dragão para mostrar o descontentamento, e, no início da semana, bloquearam as ruas de acesso ao Centro de Estágio, impedindo os jogadores de realizarem o treino.

Futebol 365

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Adesão ao IVAucher quase duplicou no último mês - mas restauração quer mais medidas

No último mês, quase duplicou o número de contribuintes que se inscreveu no programa que permitirá rebater os descontos acumulados no âmbito da iniciativa IVAucher. De acordo com o Jornal de Notícias, a 23 de agosto, …

Tribunal Europeu dos Direitos Humanos culpa Rússia pelo assassinato de Alexander Litvinenko

Decisão remonta ao incidente de novembro de 2006, que ocorreu num hotel londrino, seis anos após o dissidente político se ter mudado para o Reino Unido, precisamente para fugir às ameaças do regime de Vladimir …

"Tratam-nos assim por causa da cor da nossa pele". Polícias nos EUA filmados a chicotear migrantes

Fotos e vídeos mostram polícias na fronteira a carregar contra migrantes e a usar objectos semelhantes a chicotes. A Casa Branca já condenou a situação e promete que vai investigar o sucedido. Pareciam imagens do tempo …

Benfica: a principal ameaça na Liga dos Campeões será Darwin

Pelo menos é a visão catalã. Benfica é o próximo adversário do Barcelona. Mais um jogo, mais uma vitória. O Benfica só sabe ganhar no campeonato português, para já, e na noite passada venceu em casa …

Estado vai financiar formação de funcionários públicos em universidades e politécnicos

Verbas destinadas ao projeto provêm do Orçamento do Estado e do Plano de Recuperação e Resiliência — cerca de 600 milhões. O Estado vai financiar, inteira ou parcialmente, as formações profissionais dos profissionais públicos, através do …

Sevilha rescinde com jogador por má forma física

O Sevilha anunciou a rescisão de contrato com o defesa-central Joris Gnagnon por falta de profissionalismo relativamente à sua forma física. De acordo com o jornal A Bola, o Sevilha rescindiu contrato com o defesa-central francês …

"O nosso Governo está pronto". Trudeau volta a ganhar as eleições - mas sem maioria absoluta

O líder do Partido Liberal do Canadá (LP) Justin Trudeau disse hoje, depois de ganhar as eleições gerais do país, que os eleitores canadianos escolheram "um plano progressivo" e que está pronto para formar um …

Travar margens nos combustíveis pode acabar por prejudicar os consumidores (e até fechar bombas)

A proposta de lei do Governo aprovada, na semana passada, para a limitação das margens das petrolíferas nos preços dos combustíveis pode acabar por travar a concorrência e até levar ao encerramento de bombas de …

"Nunca se pode tirar Messi" (mas há um gesto que pode explicar a sua substituição)

A substituição de Messi, e a forma como reagiu, no jogo entre o Paris Saint-Germain e o Lyon da Liga francesa, continua a dar que falar. E agora avança-se a possibilidade de o craque argentino …

Médicos querem que norma de isolamento tenha em conta a atual taxa de vacinação

Com o regresso às aulas, médicos de saúde pública defendem a revisão da norma referente ao isolamento de contactos de risco, para que esta tenha em consideração a elevada taxa de vacinação. O ano letivo arrancou …