FBI espiou o escritor Gabriel García Márquez durante 24 anos

FICG / Wikimedia

O escritor colombiano Gabriel García Márquez

O escritor colombiano Gabriel García Márquez

O FBI espiou durante 24 anos o colombiano Gabriel García Marquez, incluindo durante os anos em que se consagrou como escritor a nível internacional, segundo documentos desclassificados pela agência federal e revelados no sábado pelo The Washington Post.

O jornal norte-americano informou que a seu pedido, a agência federal desclassificou 137 páginas sobre uma investigação desenvolvida durante mais de duas décadas, as quais revelam que o galardoado escritor foi vigiado desde 1961, quando se hospedou durante um mês no Hotel Webster, em Manhattan, Nova Iorque, acompanhado da sua mulher e do filho primogénito Rodrigo García.

Na altura, Gabriel García Márquez tinha acabado de chegar a Nova Iorque para trabalhar para a agência de notícias cubana Prensa Latina.

Com o tempo, o escritor tornou-se um amigo próximo do líder cubano Fidel Castro, apesar de as motivações do FBI para investigar o escritor “serem pouco claras”, reconheceu o jornal.

Os documentos desclassificados não apresentam indícios da abertura de uma investigação criminal, embora a agência federal mantenha 133 páginas classificadas, fora do domínio público.

Segundo se depreende dos documentos, foi o próprio diretor do FBI, Edgar J. Hoover, que instruiu a agência para ser avisado de imediato se o escritor “entrar nos Estados Unidos por qualquer motivo”.

Nos primeiros relatórios sobre as atividades do autor de “Cem Anos de Solidão” (1967), consta que o colombiano pagou 200 dólares por mês para ficar alojado no hotel em Nova Iorque, e que o FBI manteve contato com pelo menos “nove informadores confidenciais” que detalhavam os passos do escritor e jornalista.

Rodrigo García, filho do escritor hoje cineasta radicado em Los Angeles, disse ao jornal que a sua família não tinha ideia de que o seu pai tivesse sido objeto de uma investigação por parte do FBI, embora a notícia não o surpreenda.

“Considerando o fato de que este colombiano estava em Nova Iorque para abrir uma agência de imprensa cubana, teria sido invulgar que não o espiassem”, afirmou Rodrigo Garcia.

Alguns meses depois, revelou Rodrigo Garcia, o seu pai foi demitido da agência de notícias estatal cubana por não ser “suficientemente radical”.

“Ele nunca pertenceu a nenhuma organização política”, disse o realizador e produtor de cinema, que recorda que o pai lhe disse na altura que tinha sido seguido no regresso a casa mais do que uma vez.

O registo do escritor, que contém informações com datas até aos primeiros anos da década de 1980, soma-se a outros também relacionados com a vigilância a políticos, artistas e escritores, todos ordenados pelo controverso ex-diretor da agência Edgar J. Hoover.

Gabriel García Márquez morreu a 17 de abril de 2014, na sua residência na Cidade do México, aos 87 anos.

/Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Sinceramente, não creio que o presidente Obama concorde com tais práticas. Ele é pai, é presidente e é homem; e é inteligente, por mais que a esposa e as filhas lhe andem a mostrar as orelhas de burro. Espiar García Márquez por ” Cem anos de solidão” é passar completamente ao lado da antropologia da condição humana, independentemente de Gabriel ter sido ou não amigo de Fidel Castro, que também está longe de ser o diabo que o pintam. América, grandes E.U.A., se querem viver em paz, façam a paz e provam a concórdia.

RESPONDER

"Narco Drones" apanhados a entregar drogas numa prisão chilena

Reclusos e cúmplices no exterior estão a usar drones para contrabandear droga para a prisão mais antiga do Chile. As autoridades chilenas descobriram que o esquema de contrabando tinha como objetivo transportar drogas para a Ex …

Erupção do vulcão Etna causa problemas económicos na Sicília

Nos últimos meses, o vulcão Etna tem estado em constante erupção e o custo de limpeza das cinzas está a deixar muitas cidades da Sicília à beira da falência. O vulcão Etna – um dos mais …

Argentina cria documento de identidade para pessoas não binárias

O Presidente da Argentina anunciou, esta semana, que o país tem um novo documento de identidade para incluir pessoas não binárias. É o primeiro país da América Latina a fazê-lo. De acordo com o chefe de …

Costa diz que Portugal vai ter "o dobro" de fundos comunitários para investir

O primeiro-ministro afirmou, este sábado, que Portugal vai contar, nos próximos sete anos, com "o dobro" de fundos comunitários para investimento, considerando que esta "é uma oportunidade única" que não pode ser desperdiçada. "Vamos ter a …

Chinesa morre após salvar a filha de deslizamento de terra. Bebé esteve 24 horas nos escombros

Uma mulher morreu após salvar o seu bebé quando um deslizamento de terra e uma forte inundação atingiram a sua casa na China, revelam as equipas de resgate. Como noticia a BBC, a bebé foi resgatada …

Caso Ihor. IGAI pede expulsão do ex-diretor de fronteiras do SEF

A Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) já entregou ao ministro Eduardo Cabrita o relatório final do processo disciplinar contra o inspetor coordenador do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) António Sérgio Henriques, que propõe a …

Chuvas torrenciais fazem mais de uma centena de mortos na Índia

Pelo menos 136 pessoas morreram na Índia, em consequência de chuvas torrenciais que assolaram o país e causaram fortes enchentes e deslizamentos de terra, enterrando casas e submergindo ruas. Numa altura em que as alterações climáticas …

China inaugurou o comboio mais rápido do mundo

O comboio-bala maglev, que pode atingir uma velocidade de 600 quilómetros por hora, fez a sua estreia em Qingdao, na China, esta semana. Tal como conta a cadeia televisiva CNN, este comboio-bala maglev foi desenvolvido pela …

Quatro portugueses detidos em Espanha por alegada violação de duas mulheres

A polícia espanhola anunciou, este sábado, ter detido quatro cidadãos portugueses por suposta violação múltipla e abusos sexuais a duas mulheres de 22 e 23 anos, numa pensão em Gijón, no norte do país. Segundo a …

Stonehenge pode perder estatuto de património mundial da UNESCO

Depois de Liverpool, também Stonehenge pode perder o estatuto de património mundial da UNESCO. O aviso surge após o secretário dos transportes, Grant Shapps, ter dado luz verde aos planos de construção de um túnel …