Mulheres que comem muito fast food podem ter mais dificuldades em engravidar

Mulheres que comem fast food com regularidade e deixam de lado o consumo de fruta podem ter mais dificuldades em engravidar.

No fundo, a conclusão do estudo é que uma dieta nutritiva aumenta a capacidade reprodutiva. A “comida de plástico” e a ausência de fruta aumentam as probabilidades de uma mulher ter problemas a engravidar.

Uma análise com 5.598 mulheres mostrou que as que se alimentam quatro ou mais vezes por semana de fast food tendiam a demorar um mês a mais a engravidar do que as que comiam raramente ou nunca.

Além disso, os investigadores concluíram que as mulheres que comem menos do que três peças de fruta por mês demoram, em média, mais 50% de tempo a engravidar, em comparação com mulheres que comem mais do que três unidades mensalmente.

Avaliando a possibilidade de as mulheres analisada não engravidarem no período de um anos, os cientistas identificaram que, na média geral, essa possibilidade era de 8% e que subia para 12% entre as mulheres que comiam pouca fruta e para 16% entre as mulheres que consumiam fast food excessivamente.

“Os resultados mostram que uma dieta de qualidade, equilibrada, com muitas frutos e o mínimo consumo de fast food, melhora a fertilidade e reduz o tempo de engravidar”, afirmou Claire Roberts, líder da investigação de professora da Universidade de Adelaide, na Austrália.

O estudo, publicado recentemente na Human Reproduction, mostrou ainda – para surpresa dos investigadores – que não existe qualquer ligação entre o tempo que uma mulher demora a engravidar e a ingestão de vegetais ou peixe.

Assim, só foram identificados os efeitos “protetores” das frutas. “Frutas e vegetais contêm uma variedade enorme de antioxidantes que podem, de facto, beneficiar a fertilidade. No entanto, como só questionamos as participantes a respeito de vegetais com folhas verdes, e não de outro tipo de vegetais, limitamos o nosso conhecimento sobre o impacto que os vegetais podem ter na fertilidade de uma mulher”, adianta a especialista.

Além disso, os cientistas admitem a possibilidade de outros fatores externos poderem ter afetado os resultados da investigação. No entanto, garantem que existem várias evidências de que a dieta da mulher afeta a sua probabilidade de engravidar.

Ainda assim, foram registadas complicações no estudo – para as quais os cientistas chamam a atenção – tais como a dificuldade de as mulheres entrevistadas se lembrarem do que tinham comido nos meses antes de engravidar.

Apesar disso, o estudo sustenta algo que muitos profissionais de saúde têm vindo a defender ao longo dos tempos: “refeições saudáveis são benéficas para casais que estão a tentar ter filhos”, conclui Claire Roberts.

ZAP // BBC

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Também quero uma bolsa de estudo para investigar coisas completamente descabidas (lá vai a comunidade médica cair-me em cima), e insistir num “mainstream” inventado. Não tenho nada contra a alimentação saudável, mas parece-me que há uma corrente que se está a tornar demasiado fanática, querendo impor à força um determinado estilo de vida. Já presenciei esta postura noutras sociedades e algumas acabaram bastante mal. Como se já diz o povo “nem oito, nem oitenta”.

RESPONDER

Portugal tem cada vez menos água disponível

Portugal tem cada vez menos água disponível e nos próximos cem anos a precipitação em certas regiões do país, como o Algarve, pode sofrer uma redução de até 30%, alertou esta terça-feira a Associação Natureza …

Tel Aviv vai ter estradas elétricas que recarregam autocarros em movimento

Tel Aviv, em Israel, está a trabalhar na criação de estradas elétricas sem fios para carregar e fornecer energia aos transportes públicos da cidade. As estradas elétricas são parte de um programa piloto liderado pelo município …

Suicídio entre militares norte-americanos aumenta 20% em época de covid-19

Os suicídios entre os militares subiram 20% este ano em comparação com o mesmo período de 2019, registando-se um aumento nos incidentes de comportamento violento à medida que as tropas lutam contra a covid-19 e …

Turista apanhado a gravar as suas iniciais no Coliseu de Roma. Arrisca ser condenado a prisão

Um turista foi apanhado a gravar as suas iniciais no Coliseu de Roma, em Itália, e arrisca ser punido com um até um ano de prisão. De acordo com o diário italiano La Repubblica, o turista, …

Função Pública. Fesap exige subida de remuneração mínima para 693 euros

A Federação de Sindicatos da Administração Pública (Fesap) exige que a primeira posição da Tabela Remuneratória Única avance para 693,13 euros em 2021 e uma atualização do subsídio de refeição para seis euros. Estas duas medidas …

Escolas encerradas empurram milhões de crianças para o trabalho infantil

Milhões de crianças correm o risco de serem forçadas a fazer trabalho infantil, como resultado da pandemia do novo coronavírus. Isto poderá levar ao primeiro aumento no trabalho infantil, depois de 20 anos de progresso. De …

Oito anos depois, um Schumacher volta à F1

Mick Schumacher vai conduzir um Alfa Romeo em Nürburgring, na 1.ª sessão de treinos livres. Jovem piloto deverá ser campeão da Fórmula 2, já neste ano. Michael Schumacher esteve na Fórmula 1 em 19 épocas, não …

Restauração, cinema e alojamento com condições especiais nas moratórias

Restauração, transportes aéreo, ferroviário e marítimo, educação, atividades de saúde e desportivas, alojamento e cinema são alguns dos setores com condições especiais de pagamento nas moratórias bancárias, segundo diploma publicado. O decreto-lei, esta terça-feira publicado em …

Ex-diretor da agência Elite Models europeia investigado por violação e abuso sexual

Gérald Marie, ex-diretor de uma das maiores agências de modelos do mundo, está a ser investigado pelas autoridades francesas, por suspeitas de agressão sexual e violação, inclusivamente a uma menor. Segundo a Procuradoria-Geral da República francesa, …

Parceiros sociais apanhados de surpresa com alterações ao sucessor do lay-off

O presidente da Confederação Empresarial de Portugal (CIP) disse que o Governo não apresentou aos parceiros sociais as alterações que anunciou para regime de apoio à retoma progressiva, o sucedâneo do lay-off simplificado. "Compreendemos que o …