Mulheres que comem muito fast food podem ter mais dificuldades em engravidar

Mulheres que comem fast food com regularidade e deixam de lado o consumo de fruta podem ter mais dificuldades em engravidar.

No fundo, a conclusão do estudo é que uma dieta nutritiva aumenta a capacidade reprodutiva. A “comida de plástico” e a ausência de fruta aumentam as probabilidades de uma mulher ter problemas a engravidar.

Uma análise com 5.598 mulheres mostrou que as que se alimentam quatro ou mais vezes por semana de fast food tendiam a demorar um mês a mais a engravidar do que as que comiam raramente ou nunca.

Além disso, os investigadores concluíram que as mulheres que comem menos do que três peças de fruta por mês demoram, em média, mais 50% de tempo a engravidar, em comparação com mulheres que comem mais do que três unidades mensalmente.

Avaliando a possibilidade de as mulheres analisada não engravidarem no período de um anos, os cientistas identificaram que, na média geral, essa possibilidade era de 8% e que subia para 12% entre as mulheres que comiam pouca fruta e para 16% entre as mulheres que consumiam fast food excessivamente.

“Os resultados mostram que uma dieta de qualidade, equilibrada, com muitas frutos e o mínimo consumo de fast food, melhora a fertilidade e reduz o tempo de engravidar”, afirmou Claire Roberts, líder da investigação de professora da Universidade de Adelaide, na Austrália.

O estudo, publicado recentemente na Human Reproduction, mostrou ainda – para surpresa dos investigadores – que não existe qualquer ligação entre o tempo que uma mulher demora a engravidar e a ingestão de vegetais ou peixe.

Assim, só foram identificados os efeitos “protetores” das frutas. “Frutas e vegetais contêm uma variedade enorme de antioxidantes que podem, de facto, beneficiar a fertilidade. No entanto, como só questionamos as participantes a respeito de vegetais com folhas verdes, e não de outro tipo de vegetais, limitamos o nosso conhecimento sobre o impacto que os vegetais podem ter na fertilidade de uma mulher”, adianta a especialista.

Além disso, os cientistas admitem a possibilidade de outros fatores externos poderem ter afetado os resultados da investigação. No entanto, garantem que existem várias evidências de que a dieta da mulher afeta a sua probabilidade de engravidar.

Ainda assim, foram registadas complicações no estudo – para as quais os cientistas chamam a atenção – tais como a dificuldade de as mulheres entrevistadas se lembrarem do que tinham comido nos meses antes de engravidar.

Apesar disso, o estudo sustenta algo que muitos profissionais de saúde têm vindo a defender ao longo dos tempos: “refeições saudáveis são benéficas para casais que estão a tentar ter filhos”, conclui Claire Roberts.

ZAP // BBC

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Também quero uma bolsa de estudo para investigar coisas completamente descabidas (lá vai a comunidade médica cair-me em cima), e insistir num “mainstream” inventado. Não tenho nada contra a alimentação saudável, mas parece-me que há uma corrente que se está a tornar demasiado fanática, querendo impor à força um determinado estilo de vida. Já presenciei esta postura noutras sociedades e algumas acabaram bastante mal. Como se já diz o povo “nem oito, nem oitenta”.

RESPONDER

Virgin Galactic abre as portas do primeiro aeroporto espacial do mundo

A empresa norte-americana Virgin Galactic, do bilionário Richard Branson, está a preparar o primeiro aeroporto espacial comercial do mundo, tendo revelado esta semana algumas das imagens daquelas que vão ser as instalações. O aeroporto, localizado …

A Internet está a regar esta planta há três anos

A comunidade online do Reddit tem tratado de uma planta durante três anos. Os utilizadores escolhem diariamente se a planta de ou não ser regada. Tudo começou com uma pequena brincadeira no Reddit, um dos maiores …

O pulmão de um chinês colapsou (e a culpa foi do karaoke)

O pulmão de um homem de 65 anos, na China, colapsou após ter tentado atingir uma nota alta durante uma intensa sessão de karaoke. O homem, residente em Nanchang, na província de Jiangxi, teria estado a …

"Emergência nacional". Deputados pedem a Boris que convoque imediatamente o Parlamento

Mais de 100 deputados britânicos pediram, numa carta divulgada este domingo, ao primeiro-ministro Boris Johnson para convocar imediatamente o Parlamento e voltar a debater o Brexit. As férias de verão do Parlamento terminam normalmente a 03 …

Rambo Luso. Há um português a viver na selva venezuelana há 25 anos

Há 25 anos que o português António Pestana Drumond realiza expedições às regiões de selva do Delta Amacuro e do Parque Nacional Canaima, leste da Venezuela, onde é conhecido pelos indígenas locais como o Rambo …

Já é possível saber se alguém está a mentir. Basta olhar nos olhos

Os olhos não mentem. Pelo menos é o que acham os investigadores da Universidade de Stirling, na Escócia, que criaram uma prova que diz se a pessoa está a mentir ou não com a monitorização …

NASA detetou (e mediu) o primeiro choque interplanetário

A Multiscale Magnetospheric Mission (MMS) da agência espacial norte-americana conseguir fazer as primeiras medições de um choque interplanetário. Em comunicado, a NASA explica que os choques interplanetários são um tipo de choque sem colisão, no …

Quem ganhou a Segunda Guerra Mundial? Aliados e Eixo dizem que foram eles próprios

Em média, tanto os cidadãos de países dos Aliados como cidadãos de países do Eixo dizem que foram eles mesmos os vencedores da Segunda Guerra Mundial. Se perguntarmos a qualquer um dos poucos veteranos remanescentes da …

Norte-americano passou 30 anos na prisão por erro. Vai ser indemnizado em 10 milhões

Um norte-americano que há 30 anos foi erradamente condenado a 57 anos de prisão por violação e roubo vai agora receber uma indemnização de quase 10 milhões de dólares, avança o jornal New York Post. …

O Pólo Norte está a ser atingido por relâmpagos (e isso não é normal)

Uma tempestade perto do Pólo Norte pode não parecer a maior preocupação, tendo em conta o rápido aquecimento do Ártico. Mas é mais um sinal de que o Ártico continua a ter um verão anormal. A …