Há uma família no Bangladesh que não tem impressões digitais (e a culpa é do seu ADN)

Numa família que vive no distrito de Rajshahi, no norte do Bangladesh, os homens sofrem de uma rara mutação genética que faz com que não tenham impressões digitais.

De acordo com a BBC, Apu Sarker, de 22 anos, que mora com a família numa vila no distrito de Rajshahi, no norte do Bangladesh, não tem impressões digitais, tal como o pai e o avô. Os homens da família de Apu parecem partilhar uma rara mutação genética que afeta apenas algumas pessoas no mundo.

Na época do avô de Apu, não ter impressões digitais não era um problema. Porém, os pequenos sulcos nas pontas dos dedos — chamados dermatóglifos — tornaram-se nos dados biométricos mais colhidos do mundo, sendo usados para tudo, desde viagens de avião até desbloquear smartphones.



Em 2008, o Bangladesh introduziu um documento de identidade nacional para todos os adultos e o banco de dados exigia uma impressão digital. Os funcionários não sabiam se deviam emitir um cartão para o pai de Apu. Mas, Amal Sarker acabou por receber um cartão com o selo “SEM IMPRESSÃO DIGITAL”.

Em 2010, as impressões digitais tornaram-se obrigatórias para obter o passaporte e carta de condução. Amal conseguiu obter um passaporte depois de mostrar um atestado médico. No entanto, nunca usou o passaporte, porque teme ter problemas no aeroporto.

Quanto à carta de condução, Amal nunca a conseguiu obter. “Paguei a taxa, passei no exame, mas não me deram a licença porque não puderam colher a minha impressão digital”, explicou.

Amal tem sempre consigo o recibo do pagamento da licença, mas já foi multado duas vezes. Apesar de ter explicado aos polícias a sua doença e mostrado as pontas dos dedos, a multa não foi perdoada. “É sempre uma experiência constrangedora para mim”, disse.

Em 2016, o Governo tornou obrigatória a comparação da impressão digital com o banco de dados nacional para a compra de um cartão SIM para telemóvel. “O software do sistema deles travava sempre que colocava o meu dedo no sensor”, lembrou Apu. A compra foi rejeitada. Todos os homens da família precisam de usar cartões SIM registados no nome da sua mãe.

Que doença “apaga” as impressões digitais?

A rara doença que afeta a família Sarker chama-se adermatoglifia. Tornou-se conhecida em 2007, quando Peter Itin, um dermatologista suíço, foi contactado por uma mulher que estava com problemas a entrar nos Estados Unidos. O seu rosto combinava com a fotografia no passaporte, mas não era possível registar as suas impressões digitais.

Ao examiná-la, Itin descobriu que a mulher e oito membros da sua família sofriam de uma condição rara, com pontas dos dedos achatadas e um número reduzido de glândulas sudoríparas nas mãos.

Trabalhando com outro dermatologista, Eli Sprecher, e o estudante Jann Nousbeck, Itin examinou o ADN de 16 membros da família — sete com impressões digitais e nove sem.

Em 2011, a equipa concentrou-se num gene, SMARCAD1, que sofreu mutação nos nove indivíduos sem impressões digitais da família e identificaram-no como a causa da rara doença. A mutação não pareceu, no entanto, causar outros efeitos negativos, além de alterações nas mãos.

A doença foi chamada de adermatoglifia, mas Itin apelidou-a de “doença do atraso na imigração” — em homenagem ao primeiro paciente que teve problemas para entrar nos Estados Unidos.

É necessário fazer mais testes para confirmar se a família possui alguma forma de adermatoglifia. Os resultados desses testes podem dar aos Sarkers alguma certeza, mas não aliviarão o fardo de enfrentar um universo sem impressões digitais no dia-a-dia.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

O misterioso escurecimento da Betelgeuse foi oficialmente desvendado

A causa da misteriosa perda de brilho da estrela foi causada por uma nuvem gigante de poeira, expelida pela própria supergigante vermelha. O "Grande Escurecimento da Betelgeuse", como passou a ser conhecido, foi um fenómeno que …

Entre cursos de água e "kahns", a Alemanha ainda alberga uma minoria étnica de língua eslava

As nações europeias nasceram e desvaneceram ao longo do tempo, mas há uma minoria étnica de língua eslava que permanece dentro da Alemanha. Lehde é uma pacata vila, com cerca 150 habitantes, de ilhas pantanosas interligadas …

Itália 3-0 Suíça | Squadra Azzurra volta a ganhar e a encantar

A Itália tornou-se hoje a primeira seleção a garantir o apuramento para os oitavos de final do Euro2020 de futebol, ao vencer a Suíça por 3-0, em encontro da segunda jornada do Grupo A, disputado …

Sony apresenta o seu primeiro drone, o Airpeak S1

Há algum tempo que a Sony planeava lançar um drone, agora, é oficial. A empresa de tecnologia apresentou um drone chamado Airpeak S1 que será, muito provavelmente, o primeiro de muitos. A Sony anunciou oficialmente o …

Candidaturas a astronauta da Agência Espacial Europeia encerram na sexta-feira

Os candidatos têm de ter, pelo menos, um mestrado e experiência profissional, serem fluentes em inglês e ter mais de 1,30 metros.  O prazo para apresentação de candidaturas a vagas para novos astronautas da Agência Espacial …

Dois meses no escuro. Valentina Miozzo passou a quarentena sozinha no Ártico

A pandemia de covid-19 foi um duro golpe de solidão forçada para a maioria das pessoas, mas para a italiana Valentina Miozzo foi a oportunidade perfeita para usufruir de alguns momentos a sós. A meio da …

Pedras misteriosas provocam "corrida aos diamantes" na África do Sul

Uma verdadeira "febre de diamantes" assolou a vila de KwaHlathi, na província de KwaZulu-Natal, litoral da África do Sul. Centenas de pessoas, com utensílios caseiros a servir de engenhos de mineração, ocuparam um terreno à …

Designer cria um "terceiro olho" para quem vive agarrado ao telemóvel

Um designer industrial sul-coreano criou, recentemente, um “terceiro olho” para ajudar aqueles que, mesmo em andamento, não conseguem tirar os olhos do telemóvel. O designer industrial Minwook Paeng criou recentemente o The Third Eye ('terceiro olho' …

Depois de Ronaldo e da Coca Cola, Pogba imitou-o com a Heineken (e a UEFA podia castigar Portugal e França)

Após Cristiano Ronaldo ter removido duas garrafas de Coca Cola da mesa onde se sentou para uma conferência de imprensa no Euro 2020, foi a vez do francês Paul Pogba ter feito o mesmo com …

Adeptos portugueses proibidos de entrar na "fan zone" de Budapeste

Momento confuso numa zona da capital da Hungria, na véspera do jogo com Portugal, na estreia no Europeu 2020. A Hungria não escapou ao coronavírus mas, entre os países que recebem jogos do Europeu 2020, é …