Família teme que ativista saudita esteja a ser torturada na prisão

Unknown / Wikimedia

A ativista saudita Loujain al-Hathloul

Familiares de uma importante ativista dos direitos das mulheres da Arábia Saudita, detida desde maio de 2018, temem que esteja a ser torturada na prisão, uma vez que não dá notícias há vários meses.

Loujain al-Hathloul, de 31 anos, foi uma das ativistas que lutou para que as mulheres conquistassem o direito de conduzir na Arábia Saudita e foi presa várias vezes por ter quebrado essa proibição.

A saudita, que chegou a ser uma das nomeadas para o Prémio Nobel da Paz, foi detida, em maio de 2018, juntamente com outras dez ativistas que também lutam pelos direitos das mulheres no país.

Agora, em declarações ao jornal Independent, Lina al-Hathloul, a sua irmã mais nova, de 25 anos, que vive em Bruxelas, na Bélgica, conta que a família não sabe nada sobre Loujain há 61 dias.

Estamos muito preocupados porque não poder fazer chamadas ou ter visitas já há dois meses é muito suspeito. A única coisa que os faz querer escondê-la é o facto de estar a ser potencialmente torturada. Quando foi torturada antes, a minha irmã não tinha permissão para receber visitas e é por isso que temos o direito legítimo de pensar que pode estar a ser torturada agora”, afirma.

“Loujain foi para uma prisão não oficial quando foi detida e Saud al-Qahtani, um ex-conselheiro do príncipe herdeiro Mohammed bin Salman, esteve lá em pelo menos uma das sessões de tortura. Foi assediada sexualmente e ele ameaçou que a violava e depois a matava.”

“Durante o seu tempo na cadeia, Loujain também foi vítima de afogamento simulado, eletrocutada, chicoteada, açoitada e alimentada à força durante o mês do Ramadão, quando deveria estar em jejum”, continua a irmã.

Estou sempre a pensar nela. Isto está a afetar a minha vida. Tenho pesadelos em que surgem notícias de que ela está morta ou que foi libertada, mas está bastante mal. Ouvi casos de outras mulheres que foram presas, que entretanto foram libertadas e morreram com as suas famílias duas semanas depois”, refere ao jornal britânico.

Loujain foi transferida, em fevereiro, para a prisão de Al-Ha’ir. Os seus pais têm tentado entrar em contacto com as autoridades, mas não obtiveram qualquer resposta.

A ativista está a aguardar julgamento sob as acusações de ter estado em contacto com forças estrangeiras hostis à Arábia Saudita e de recrutar funcionários do Governo para recolher informações confidenciais.

As autoridades sauditas, por sua vez, negaram as acusações de tortura e disseram que estavam a investigar as denúncias de maus-tratos.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. “…uma das ativistas que lutaram…”

    Uma entre AS que LUTARAM. Atenção à concordância!
    Infelizmente, este erro está mais disseminado do que o CoViD-19…

    Pior, só os políticos que agora começam frases com verbos no infinitivo:
    “Dizer que…”, etc…

    Pobre língua portuguesa, tão maltratada por quem mais devia defendê-la…

RESPONDER

Astrónomos resolvem mistério cósmico com 900 anos

Um mistério cósmico com 900 anos, em torno das origens de uma famosa supernova observada pela primeira vez na China no ano 1181, foi finalmente resolvido. Uma nova investigação, publicada dia 15 de setembro no The …

Bons hábitos alimentares podem reduzir a probabilidade de contrair covid-19

Um novo estudo indica que as pessoas que comem muitas frutas e vegetais podem ter menos probabilidades de contrair covid-19. Num pesquisa que envolveu 590 mil adultos, os investigadores descobriram que as pessoas que eram adeptas …

Inteligência Artificial está a "alimentar" a violação dos direitos humanos, alerta ONU

Num novo relatório, a Organização das Nações Unidas (ONU) alertou os países que o uso imprudente de Inteligência Artificial (IA) pode estar a pôr em causa o respeito pelos direitos humanos. Michelle Bachelet, Alta Comissária das …

Foi viajar e não voltou. O misterioso desaparecimento de Gabby Petito (e do namorado)

Gabrielle Petito, uma jovem norte-americana de 22 anos, desapareceu misteriosamente. Gabby foi viajar com o namorado, que voltou para casa sozinho e não quis contar o que aconteceu — e agora também está desaparecido. Gabby Petito, …

Aos 101 anos, Ginny é a "Senhora Lagosta" e não planeia reformar-se

Virginia Oliver continua a trabalhar na pesca da lagosta, apesar de já ter 101 anos de idade. 'Ginny' não planeia reformar-se e já se tornou um meme na internet. Virginia 'Ginny' Oliver tem 101 anos e …

Dinamarca. Reclusos condenados a prisão perpétua proibidos de iniciar novos romances

Os reclusos que cumprem prisão perpétua na Dinamarca serão proibidos de iniciar novos relacionamentos amorosos, decisão proposta pelo governo após uma jovem de 17 anos se apaixonar por Peter Madsen, que assassinou a jornalista Kim …

Casal queria que o seu filho se chamasse Vladimir Putin. A Suécia não deixou

Na Suécia, os pais são obrigados a comunicar os nomes dos seus filhos recém-nascidos ao Skatteverket nos primeiros três meses a partir do nascimento. Um casal sueco, que vive na cidade de Laholm, foi proibido pela …

44 jogos seguidos sem ganhar. Mas o presidente não está preocupado

O Atlético Mogi não vence qualquer jogo oficial há mais de quatro anos. Perdeu em 42 desses 44 duelos. 17 de Junho de 2017 foi o último dia em que o Atlético Mogi venceu um jogo …

Autárquicas: António Costa promete que os municípios terão mais mil milhões de euros

O secretário-geral do PS, António Costa, indicou hoje, em Celorico de Basto, no distrito de Braga, que os municípios “vão passar a ter, a partir de abril, mais mil milhões de euros que acompanham a …

Mais de trinta anos após ter sido lançada ao mar no Japão, mensagem em garrafa é encontrada no Hawaii

Durante uma viagem ao Hawaii, uma jovem de apenas 9 anos encontrou uma garrafa que foi lançada ao mar há mais de trinta anos. Esta continha uma mensagem que, posteriormente, acabou por revelar uma experiência …