Farmácias passam a fazer teste do VIH e hepatite B e C

Esta segunda-feira é publicado em Diário da República um despacho que autoriza a realização de testes diagnósticos do vírus VIH e da hepatite B e C em farmácias.

Foi pela “defesa do interesse público” que o Ministério da Saúde autorizou a realização de testes rápidos para a deteção do VIH e de hepatites virais (B e C) nas farmácias.

Com a publicação do despacho em Diário da República esta segunda-feira, os utentes passam a poder realizar o teste sem necessidade de prescrição médica. Basta um picada no dedo e a recolha de três gotas de sangue e, em 15 minutos, o utente tem acesso aos resultados.

Os preços dos testes ainda não são conhecidos e a adesão dos estabelecimentos é voluntária, revela o Público.

Estes testes já estão disponíveis há alguns anos de forma gratuita, quer em hospitais e centros de saúde, quer em centros de aconselhamento de deteção precoce da infeção VIH/sida (CAD), em centros de respostas integradas para comportamentos aditivos e dependências (CRI) e em diversas organizações de base comunitária.

No entanto, a sua venda ainda era vedada a farmácias. Em 2011 e 2012, foi realizado no Algarve um projeto-piloto, que acabou por não ser alargado ao resto do país.

Em Espanha, o custo deste tipo de dispositivos varia entre os 25 e os 30 euros, mas em Portugal os preços ainda terão que ser definidos pelo Infarmed (Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde).

A diretora dos programas nacionais para a infeção VIH/sida e hepatites virais da Direção-Geral da Saúde (DGS), a médica Isabel Aldir, acredita que o mais importante é “diversificar as formas de as pessoas acederem aos testes. Esta medida vai permitir identificar de forma mais precoce casos de infeção e acabará por contribuir para reduzir o estigma social”.

Paula Martins, bastonária da Ordem dos Farmacêuticos, reforça, por sua vez, que o objetivo é chegar a grupos que geralmente não aderem às medidas convencionais, “quebrando o ciclo de transmissão e mudando o padrão epidemiológico”.

Estes testes rápidos que passarão a estar disponíveis nas farmácias que aderirem à iniciativa terão sempre que ser confirmados posteriormente em caso de reação (positivos). No caso do VIH, é preciso observar o chamado “período janela”, que é de três meses após a exposição ou contacto.

A vantagem é que, com este modelo que envolve as farmácias e os laboratórios, existe a garantia de que o farmacêutico ou outro profissional de saúde comunica o resultado e encaminha a pessoa para cuidados médicos, enfatiza a médica Isabel Aldir.

“É uma medida emblemática, um passo em frente. Estes testes serão efetuados em condições de privacidade, num gabinete, os resultados serão transmitidos ali e a ocasião será aproveitada para fornecer informação adicional”, explica ainda a bastonária Paula Martins.

“Já temos a experiência do programa troca de seringas e, apesar de se falar então no risco de discriminação, nada disso aconteceu”, recorda.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Ora bem.
    Eu tenho um estabelecimento comercial e gostaria de saber se também posso vender produtos farmacêuticos.
    Esta questão que coloco é pelo que constato quando entro numa farmácia e vejo que lá se vende de tudo.
    Grato antecipadamente pela informação que vier a ser disponibilizada.

RESPONDER

Dez funcionários agredidos no aeroporto de Lisboa em 3 meses

O Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos (Sitava) alertou, na quinta-feira, para as sucessivas agressões a trabalhadores da Groundforce nas portas de embarque do aeroporto de Lisboa, referindo "mais de uma dezena de episódios" …

Brasil vs Costa Rica | Triunfo arrancado a ferros

O Brasil deu um passo importante rumo aos oitavos-de-final do Campeonato do Mundo, vencendo a Costa Rica por duas bolas a zero. Num jogo muito difícil do Grupo E ante uma Costa Rica muito fechada …

Europeus que quiserem continuar a viver no Reino Unido vão ter de pagar 74 euros

Se quiserem continuar a viver no Reino Unidos, os cidadãos europeus vão ter de pedir uma autorização de residência permanente. O Governo britânico prometeu um sistema fácil para quem quiser permanecer no país. Os cidadãos europeus …

Pode haver uma ligação entre o Alzheimer e vírus no cérebro

Cientistas sugerem a ligação entre a doença de Alzheimer, a forma mais comum de demência, e a presença de vírus no cérebro. O estudo identificou níveis elevados de dois tipos de herpesvírus humanos - 6A e …

Está provado: a teoria da gravidade de Einstein é válida noutras galáxias

Astrónomos provaram que a teoria da gravidade de Einstein é válida também em galáxias "vizinhas" da Via Láctea, ao realizarem pela primeira vez um teste preciso sobre a gravidade fora do Sistema Solar. Para fazer este …

"Mal-estar" no PSD. Deputados votaram à revelia de Rui Rio

A direcção do PSD considera "gravíssima" a decisão da bancada social-democrata de votar a favor do projecto do CDS-PP sobre combustíveis, notando que foi tomada "à revelia" de Rui Rio. Um dado que surge numa …

Fim das isenções para os Recibos Verdes na Segurança Social

O regime de contribuições para a Segurança Social dos chamados Recibos Verdes vai mudar em Janeiro de 2019. Uma das alterações mais significativas é o fim das isenções de pagamento para quem acumule o trabalho …

ERC "reprova veementemente" Porto Canal por divulgar e-mails do Benfica

A Entidade Reguladora para a Comunicação Social decidiu "reprovar veementemente" o Porto Canal pela divulgação de e-mails do Benfica, após queixa das "águias". O operador televisivo anunciou que vai "impugnar judicialmente" a decisão. A decisão da …

Detido suspeito do homicídio do rapper XXXTentacion

Um homem suspeito de ter assassinado o rapper XXXTentacion foi detido na quarta-feira, dois dias depois do jovem de 20 anos ter sido baleado mortalmente, na Flórida, nos EUA. Segundo a agência Reuters, o suspeito, …

Constituição impede redução do preço dos combustíveis (pelo menos para já)

A esquerda e a direita juntaram-se contra o Governo e aprovaram a redução do imposto sobre os combustíveis, mas isso não significa que o preço final que os condutores portugueses pagam nas bombas de gasolina …