Falta de pessoal cria “graves problemas” à ADSE

O Conselho Geral e de Supervisão da ADSE alerta que a falta de recursos humanos no instituto que gere o sistema de assistência na doença da função pública coloca “graves problemas de gestão”.

No parecer aprovado na quinta-feira, o Conselho Geral e de Supervisão da ADSE mostra preocupação com a perda de 7% dos trabalhadores e pede ao conselho diretivo que dê conta das diligências para reforçar os seus quadros.

O conselho presidido por João Proença deu parecer favorável às contas de 2018. Como pontos positivos destacou o aumento de 0,8% do número de beneficiários titulares entre 2016 e 2018, o crescimento de 3% da receita dos descontos e os resultados líquidos de 46 milhões de euros, com um saldo de caixa de 90 milhões de euros no final do ano passado.​

No entanto, exigiu também que o Relatório de Atividades seja reformulado para integrar “matérias relevantes” que ficaram fora do documento e para explicar com mais detalhe a atividade do instituo ao longo de 2018.

Uma das principais questões que o CGS quer ver esclarecida prende-e com a perda de recursos humanos, uma vez que, no final do ano passado, a ADSE tinha 184 trabalhadores, “um dos valores mais baixos dos últimos anos”, enquanto o mapa de pessoal prevê a existência de 242 postos de trabalho.

“A falta de recursos humanos faz com que a ADSE se confronte com graves problemas de gestão, incluindo nas áreas de auditoria e de combate à fraude e de pagamento das comparticipações”, alerta o parecer do CGS, citado pelo Público.

O documento refere ainda que o aumento dos prazos médios de pagamento das comparticipações aos beneficiários que recorrem ao regime livre quase duplicou (para 60 dias) e que isso “é sobretudo devido à falta de recursos humanos e aos acréscimos resultantes da integração dos beneficiários nas Regiões Autónomas”.

Os membros do CGS pedem também ao conselho diretivo da ADSE que explicite o movimento das entradas e saídas de trabalhadores, as justificações e as medidas tomadas para reforço dos recursos humanos.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Hospital Santa Maria abre inquérito a morte de Ruben Carvalho

A administração do Centro Hospitalar Lisboa Norte decidiu abrir um processo de inquérito na sequência de notícias sobre eventual negligência hospitalar no internamento do histórico dirigente do PCP. Fonte oficial do Centro Hospitalar, que integra o …

Nós, Cidadãos! convida Aliança para coligação. Partido de Santana ainda está "a examinar"

O partido Nós, Cidadãos! desafiou a Aliança para uma coligação eleitoral “ao centro”, mas fonte oficial da força política liderada por Santana Lopes esclareceu que ainda está “a examinar”. O presidente do Nós, Cidadãos!, Mendo Castro Henriques, confirmou à …

Benfica desmente negociações com Atlético de Madrid por João Félix

O Benfica desmentiu, em nota divulgada esta segunda-feira, todas as notícias que dão conta de uma transferência iminente de João Félix para o Atlético de Madrid. João Félix tem feito capa em vários jornais espanhóis, que insistem …

Não havia tantos pré-avisos de greve desde o tempo da troika

Nas próximas semanas, são poucos os dias úteis que não têm pelo menos uma greve. Se o ritmo se mantiver, este será o ano da legislatura com mais pré-avisos. Dos hospitais aos tribunais, passando pelos transportes …

“Maré vermelha” interdita banhos em várias praias do Algarve

As praias entre a Ilha do Farol e Vilamoura, no Algarve, estão interditadas a banhos devido a uma concentração de uma alga marinha que pode ser perigosa para a saúde. As praias algarvias entre a Ilha …

Gulbenkian vende petrolífera Partex por 555 milhões de euros

A Fundação Gulbenkian assinou, esta segunda-feira, um acordo para a venda da Partex com a PTT Exploration and Production por 555 milhões de euros. Em comunicado hoje divulgado, a Fundação Gulbenkian informou que "a operação terá um …

Ex-diretor revela carta que desmente Berardo sobre créditos na CGD

O ex-diretor de grandes empresas da CGD afirmou que José Berardo enviou uma carta dirigida a Carlos Santos Ferreira, ex presidente do banco, a solicitar a abertura do crédito de 350 milhões de euros para …

Suecos burlaram multinacionais em 1,7 milhões de euros a partir de Setúbal

Um casal de suecos burlou várias empresas multinacionais com um esquema de roubo de emails praticado a partir de Setúbal. Estas empresas chegaram a transferir 1,7 milhões de euros até à detenção do casal. Michel M., …

Huawei admite quebra de receitas superior a 26 mil milhões de euros

O fundador da Huawei admitiu esta segunda-feira uma quebra de receitas em 30.000 milhões de dólares (26.760 milhões de euros), face à pressão de Washington, que acusa o grupo de telecomunicações de estar exposto à …

Relação agrava pena de subcomissário da PSP que agrediu adeptos do Benfica

O Tribunal da Relação de Guimarães agravou para três anos e meio a pena de prisão, suspensa na sua execução, de um subcomissário da PSP por agressão a dois adeptos do Benfica naquela cidade, em …