Falta de enfermeiros obriga diretor e guardas a administrar medicamentos aos reclusos

Dan Buczynski / Flickr

O diretor de uma prisão ou guardas prisionais a distribuírem medicamentos aos reclusos são alguns exemplos do impacto da falta de profissionais de saúde denunciada, esta segunda-feira, pelo diretor-geral de Reinserção e Serviços Prisionais.

Depois de uma visita dos secretários de Estado Adjuntos da Justiça e da Saúde, Helena Mesquita Ribeiro e Fernando Araújo, respetivamente, ao Hospital Prisional de São João de Deus, Celso Manata falou de algumas das maiores dificuldades que se vivem no meio.

A visita tinha o objetivo de acompanhar e verificar as condições de aplicação do despacho conjunto que pretende melhorar o acesso de reclusos ao Serviço Nacional de Saúde em condições de igualdade aos demais cidadãos.

O diretor geral de Reinserção e Serviços Prisionais reconheceu então existir um problema “gravíssimo de recursos humanos”, que não está em fase de resolução, já que as empresas se recusam a assegurar a presença de profissionais, tendo em conta o valor que lhes pagam. “Tínhamos o sistema assente no relacionamento com as empresas. Esse relacionamento já se percebeu que não funciona porque falha com muita frequência“, disse.

Perante a ausência de profissionais, são cada vez mais frequentes as situações em que, chegada a hora de administrar os medicamentos, têm de ser os guardas a fazê-lo. A situação é complicada em todas as prisões, mas especialmente grave em Setúbal.

No Algarve, por exemplo, teve de ser o diretor do estabelecimento de Silves, a administrar a medicação aos reclusos num dia em que não foi possível outra solução.

Celso Manata referiu que foram solicitados ao Ministério da Justiça cerca de 50 médicos e 59 enfermeiros, um pedido aceite pela tutela, mas que aguarda ainda pela autorização das Finanças.

O diretor-geral de Reinserção e Serviços Prisionais alerta para outras consequências desta falta de pessoal que passam por uma desnecessária repetição de exames: “Como o médico está sempre a rodar e não conhece a pessoa está sempre a pedir os exames todos e prescreve toda a medicação que é pedida”, disse, lamentando esta situação que, além de não ser a mais indicada em termos de saúde, custa muito dinheiro ao Estado.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Liderança da bancada do PSD: Negrão quis sair, Rio é "boa solução" a curto prazo

Fernando Negrão, que no último ano e meio liderou a bancada parlamentar do PSD, admitiu esta terça-feira não estava disponível para continuar no cargo. "Não estava disponível [para continuar à frente da bancada] porque foi …

José Maria Ricciardi diz que está disponível para "erguer o Sporting"

José Maria Ricciardi, um dos candidatos nas eleições de setembro de 2018, anunciou através das redes sociais que está disponível para "erguer o Sporting". Na página do Facebook "Ricciardi - Erguer o Sporting", José Maria Ricciardi …

Boris Johnson volta aos Comuns para aprovar Brexit em tempo recorde e sair dia 31 de outubro

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, vai tentar esta terça-feira aprovar a legislação necessária para poder garantir que o Reino Unido sai da União Europeia no dia 31 de outubro quer haja ou não consenso na …

Líbano. Governo corta metade dos salários de políticos em resposta aos protestos

Ao quinto dia de manifestações, o governo libanês respondeu com a aprovação de um pacote de emergência de reformas económicas que deixa cair a introdução de novos impostos e passa pela redução do défice. O primeiro-ministro …

Caso Griezmann. Barcelona paga 15 milhões pelo silêncio do Atlético (e fica com benefício futuro)

Escreve o jornal espanhol El Mundo que Barcelona e Atlético de Madrid já chegaram a acordo no "caso Griezmann". O clube catalão pagou 15 milhões de euros pelo silêncio dos colchoneros, ficando ainda com benefício …

Professor detido depois de ser acusado de agredir aluno “com enorme violência”

Um aluno do 8.º ano da Escola Secundária Rainha Dona Leonor, em Alvalade, em Lisboa, terá sido esta segunda-feira agredido por um professor durante uma aula. Segundo o relato da Associação de Encarregados de Educação dos …

Gabinetes dos novos membros do Governo custam 71 milhões de euros

O novo Governo terá 70 gabinetes no total, que representarão uma despesa anual de, pelo menos, 71 milhões de euros aos cofres públicos, mais sete milhões de euros do que o último. O primeiro-ministro, António Costa, …

Fim do cessar fogo na Síria. Turquia ameaça que milicianos curdos no terreno serão abatidos

O período de cessar-fogo de 120 horas acordado entre a Turquia e os Estados Unidos (EUA) para permitir que as milícias curdas saiam do nordeste da Síria termina esta terça-feira, pelas 19:00 (20:00 em Lisboa), …

Ministro adjunto cabo-verdiano encontrado morto no gabinete

O ministro adjunto do primeiro-ministro de Cabo Verde para a Integração Regional, Júlio Herbert, foi encontrado morto, esta segunda-feira, no seu gabinete, no Palácio do Governo, na Praia, confirmou fonte governamental. Elementos da Polícia Nacional cabo-verdiana …

"Risco de desvio significativo" nas contas do Governo. Bruxelas com reservas sobre esboço do OE2020

A Comissão Europeia (CE) pediu esta terça-feira ao Governo português que apresente uma versão atualizada do projeto orçamental para 2020 “tão cedo quanto possível”, observando que o ‘esboço’ recebido aponta para o risco de um …