/

Duas explosões junto ao aeroporto de Cabul. Pode haver pelo menos 60 mortos

1

Twitter

Poucas horas depois dos alertas para uma ameaça terrorista iminente, foram confirmadas duas explosões e, possivelmente, um tiroteio junto ao aeroporto de Cabul.

“Podemos confirmar uma explosão no exterior do aeroporto de Cabul”, escreveu o porta-voz do Pentágono, John Kirby, através da rede social Twitter. Segundo a BBC, que cita fontes norte-americanas, as explosões foram provocadas por bombistas suicidas.

Entretanto, confirmou-se a ocorrência de uma segunda explosão. Houve ainda alguns relatos de um tiroteio.

Inicialmente, um membro dos talibãs disse que pelo menos 11 pessoas morreram no ataque ao aeroporto de Cabul. A agência Reuters elevava o número de mortos para 13.

Mais tarde, o The Wall Street Journal falava em, pelo menos, 60 afegãos e 4 soldados americanos mortos nas explosões. Pelo menos outras 140 pessoas ficaram feridas, segundo um oficial de saúde citado pela BBC.

Os feridos, que incluem soldados talibãs que estavam na zona, já foram transportados para o hospital local, avança o órgão afegão TOLO News.

O Ministério da Defesa turco disse que houve duas explosões fora do aeroporto de Cabul. Dan Sabbagh, jornalista do The Guardian, confirmou a ocorrência de duas explosões.

O jornalista afegão Bilal Sarwary avança que “um bombista suicida explodiu-se no meio de uma grande multidão”. Pelo menos outro atacante começou a disparar, de acordo com relatos de várias testemunhas oculares na área e de um amigo do jornalista.

As fotografias divulgadas através do Twitter mostram o canal de esgoto onde estavam vários afegãos, incluindo mulheres e crianças.

O embaixador francês em Cabul, David Martinon, apelou às pessoas para se afastarem dos portões do aeroporto devido ao risco de outra explosão.

“A todos os nossos amigos afegãos, se você estiver perto dos portões do aeroporto, afaste-se com urgência e proteja-se — uma segunda explosão é possível”, escreveu num tweet.

O Presidente da República adiantou que “os portugueses estão seguros em Cabul, nomeadamente os quatro que foram em missão”.

O porta-voz dos talibãs, Zabihullah Mujahid, disse que o seu grupo “condena veementemente” o ataque e que os seus autores “serão severamente dissuadidos”.

  Daniel Costa, ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.