Há três tipos de consciência e os computadores já dominam um deles

A consciência é um conceito difícil de identificar, mas um pequeno grupo de neurocientistas acabou de tentar fazer exatamente isso. O objetivo deles era determinar se estamos perto do grande objetivo da inteligência artificial – a autoconsciência artificial.

Para já, a resposta é não, mas os cientistas apontam que ainda há a possibilidade de construir mentes totalmente conscientes.

Uma maneira “fácil” de definir a consciência é como o conjunto de pensamentos e sensações que cada pessoa experimenta. O que significa que para já não há forma de saber se este tipo de consciência existe em algo físico, como um computador.

Assumindo que a consciência que damos como certa nos seres humanos é baseada nas mesmas leis físicas descritas nos livros didáticos de física e química, devemos ser capazes, teoricamente, de encontrar uma maneira de criar um modelo.

Esta foi uma das motivações de Alan Turing, um dos criadores da ciência da computação. A resposta foi estabelecer as bases para o computador moderno. Turing sonhava com máquinas de computação universais que poderiam jogar xadrez melhor do que campeões do mundo e ficaria chocado pelo nível de inteligência artificial que existe hoje em programas como o AlphaGo ou o DeepMind.

Por mais fantásticos que esses sistemas computacionais sejam, os seus talentos extraordinários apenas são comparáveis às habilidades cognitivas dos humanos, uma vez que esses sistemas conseguem resolver problemas em velocidades ridiculamente altas, mas ao mesmo tempo ainda não sabem que podem resolver problemas.

Mas será que poderíamos fazer alguns ajustes no futuro próximo para os acordar? Para responder a isso, os cientistas partiram a consciência em três categorias.

Os investigadores chamaram à categoria mais baixa C0, numa comparação com a solução de problemas que os cérebros humanos efetuam sem se aperceberem, como por exemplo quando voltamos do trabalho sem pensar no caminho. Uma “habilidade” facilmente replicada pelos computadores.

Mas é questionável se se pode chamar a isso “consciência” em qualquer sentido real, levando à próxima categoria: a C1, que se “refere à relação entre um sistema cognitivo e um objeto de pensamento específico, como uma representação mental da luz do tanque de combustível”, escrevem os cientistas.

Nesta categoria, esse objeto de pensamento é selecionado para o processamento global, movendo-o de um relacionamento estreito para um que pode ser manipulado em vários contextos. Essa luz de combustível intermitente pode ser modelada em C1, não apenas como um único problema, mas um conceito que pode ser avaliado, priorizado e resolvido  ou não  de forma temporizada.

A categoria final, C2, é como um chefe a olhar para a fábrica do alto de um mezanino, consciente das tarefas que estão a ser desenvolvidas. Abrange o que se chama “meta-cognição”, a sensação de saber o que sabemos.

A categoria C1 pode ocorrer sem a C2, e vice-versa. Mas de acordo com os cientistas, nenhum dos sistemas possui, até ao momento, um equivalente na inteligência das máquinas.

Os investigadores especulam que a categoria C1 evoluiu como uma maneira de quebrar a modularidade dos processos de inconsciência. Os avanços recentes em microchips que podem tanto armazenar como processar informações da mesma forma que as células cerebrais humanas podem potencialmente desempenhar esse papel de revolucionar a tecnologia modular existente.

Para que isso funcione, é necessário aprender mais sobre como é que os cérebros criam o espaço de trabalho global – a arquitetura que dá origem ao que pensamos como nossa consciência.

Para desenvolver a tecnologia C2, os cientistas sugerem vários processos, como alguns que aplicam probabilidade de tomada de decisão e outros que possuem algum tipo de meta-memória para estabelecer uma linha entre o que é conhecido e o que não é.

Embora o relatório não forneça caminhos para a próxima geração de inteligência artificial, argumenta que é perfeitamente possível construir máquinas conscientes com base no nosso próprio hardware mental.

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Cientistas encontraram uma forma de levitar objetos usando apenas luz

Os cientistas afirmam que a sua nova tecnologia de levitação seria capaz de enviar uma nave espacial para a estrela mais próxima em apenas 20 anos. Cientistas do Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech) dizem ter …

Estrela hiper-fugitiva foi expulsa do disco da Via Láctea

De acordo com investigadores da Universidade de Michigan, uma estrela veloz pode ter sido ejetada do disco estelar da Via Láctea por um enxame de estrelas jovens. Os cientistas dizem que a estrela não teve …

Cientistas portugueses participam na criação do maior telescópio do mundo

O SKA, Square Kilometre Array, está já em construção e será o maior telescópio do mundo. Cientistas portugueses estão a participar no seu design e alguns dos testes serão feitos em território luso. A construção do …

Bolsonaro pondera não assinar qualquer acordo na próxima cimeira do clima

O Brasil está a considerar não assinar qualquer acordo climático na próxima COP25, anunciou este sábado em Santiago o Presidente brasileiro Jair Bolsonaro, após uma reunião que manteve no sábado no Palácio de La Moneda …

Portugal vs Sérvia | Massacre luso com pólvora seca

Segunda jornada do Grupo B da qualificação para o Euro 2020, segundo empate de Portugal, ambos em casa. Após o nulo ante a Ucrânia na primeira jornada, os campeões da Europa não foram além de …

O "homem-milagre". Carteiro português esteve morto 21 minutos e acordou a caminho da morgue

Declarado morto pelos médicos, depois de ter tido um ataque cardíaco, e "ressuscitado" 21 minutos depois, quando já ia a caminho da morgue, o português João Araújo continua a ser conhecido como o "homem milagre" …

Um dos fármacos mais promissores para tratar o Alzheimer falha nos testes em humanos

Uma onda de choque instalou-se na comunidade de pesquisa sobre o Alzheimer na sexta-feira, depois que a empresa farmacêutica Biogen anunciou a suspensão - na fase final em humanos - dos testes com o fármaco …

Gerente de agência de viagens deixou 84 clientes em terra. Em tribunal, foi absolvida

Paula chegou a tribunal acusada de burla qualificada por ter deixado 84 clientes da agência de viagens que geria no Montijo com as férias ou viagens estragadas em agosto de 2016. Chegou a ser detida …

Italiana de 91 anos distinguida pelos seus feitos na II Guerra Mundial. Aos 17 anos, salvou 38 pessoas

Gabriella Ezra, de 91 anos, vai receber a Estrela de Itália. O Estado decidiu homenageá-la depois de a embaixada italiana em Inglaterra, onde Gabriella vive, ter recebido uma carta do filho, Mark, de 65 anos, …

Moscovo enviou dois aviões com soldados e armamento para a Venezuela

Duas aeronaves russas aterraram no aeroporto de Caracas, este sábado, trazendo 100 soldados e 35 toneladas de armamento. As tropas chegaram sob supervisão do chefe do comando principal das forças terrestres russas, Vasilly Tonkoshkurov. A chegada …