Exército israelita lança “ataque em larga escala” na Síria

As forças israelitas lançaram este sábado um ataque contra alvos iranianos na Síria e contra o sistema de defesa antiaéreo sírio, depois de um caça israelita ter sido abatido durante a manhã.

O exército israelita anunciou este sábado um “ataque em larga escala” na Síria. “Doze alvos, incluindo três baterias de defesa aérea e quatro alvos iranianos que fazem parte do estabelecimento militar do Irão na Síria, foram atacados”, declarou o exército em comunicado.

As baterias antimísseis dispararam contra a aviação israelita durante o ataque, levando à ativação dos alarme antiaéreos nos ocupados Montes Golan, a norte de Israel, pela segunda vez este sábado.

Um caça F-16 israelita foi derrubado pela Síria quando seguia para um raide para atingir um local onde teria saído um drone iraniano que entrou em Israel e que foi intercetado pelo exército israelita.

De acordo com o Público, este é um dos mais graves incidentes entre Israel, o Hezbollah (grupo xiita libanês que combate ao lado do regime de Bashar al-Assad em Damasco) e a Síria desde o início da guerra civil, há quase oito anos, e faz com que muitos temam que seja um sinal da possibilidade de um confronto direto entre Israel e o Hezbollah, apoiado pelo Irão.

O avião caiu em território israelita e os pilotos foram transportados para um centro de saúde, tendo um ficado gravemente ferido. “O Exército vê os ataques iranianos e a resposta síria como uma violação grave e irregular da soberania israelita“, advertiu um porta-voz militar pouco depois do incidente.

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, manifestou a sua preocupação com o aumento das forças pró-iranianas na Síria que combatem em conjunto com o Presidente sírio, Bashar Al Asad, assegurando que não irá permitir que se posicionem perto da linha divisória.

Israel afirmou, depois dos ataques deste sábado, que “está preparado para todos os cenários” e que “continuará a atacar quando for necessário”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Até que enfim abateram um aviao israelita depois deste entrar em territorio sirio sem autorização. Espero que este acto se multiplique por 10 ou por 100, e que abatam todos os avioes israelitas que entrem ilegalmente na siria. Também está na hora da siria e seus aliados ripostarem de igual modo sobre israel. Por outro lado, gostaria de saber que a siria ou a as tropas iranianas estão na posse dos sistemas S300 e S400 para melhor poderem se defenderem das agressões israelitas. E se a noticia no titulo for verdadeira espero que a siria e os seus aliados consigam derrotar totalmente israel. E a russia anda na siria a fazer o quê??? Turismo??? Se nao ajudam os seus amigos sirios estão lá a fazer o quê??? Para mim a russia tem medo da reacção dos eua, mas nao devia, devia ripostar de imediato logo que um aviao americano ou israelita entre em territorio sirio. E para mim os sistemas anti aereos russos devem ser uma falacia. Como é possivel que os eua bombardeiem tropas do governo legitimo da sirio e nao tenha consequencias????

      • Porque????por condenar agressoes dos EUA e de Israel??? Então sou mesmo terrorista. Não é terrorismo os EUA bombardearem o exército nacional de um país e assassinarem 100 soldados???? Agora você ao apoiar este crime, também é terrorista??? E a ocupação ilegal dos montes golan, não é também um acto criminoso é terrorista?? Também apoia, então também é terrorista. Mas eu sou terrorista bom porque apoio a legalidade e você apoia crimes contra nações independentes. Temos pena.

  2. O pior é que os israelitas tem equipamento e treinamento militar suficiente para fazer da Síria e Irão terra queimada se for preciso e, no mínimo, fazer daquilo tudo uma cangalhada. Neste momento Síria e Irão já meteram o rabo entre as pernas porque aos judeus, naquela parte do mundo, nunca ninguém ganhou ou fez frente. Dizer isto, não significa que esteja a ilibar os judeus dos muitos crimes que têm cometido, nomeadamente contra os palestinianos. Mas o criminoso sírio, Bashar Al Asad, não é melhor que o seu homólogo israelita Benjamin Netanyahu. Teoricamente, a Rússia poderia resolver o problema, mas a questão é que ela só é uma potência em armas nucleares que não podem ser usadas em lado nenhum, porque de uma guerra desse tipo não há vencedores.

  3. Meterem-se com Israel tem-lhes saído sempre o tiro pela culatra no passado, melhor será mesmo perceberem de uma vez por todas de que Israel tem direito à sua soberania como qualquer outro.

    • Responder isso significa não conhecer a história da criação do estado de Israel. A mera existencia do estado de Israel resulta do atropelo de soberania.

      O que serve de justificação à existencia do estado de Israel, naquele local, poderia servir para ‘devolver’ metade (ou mais) do território Português aos Marroquinos (por exemplo). Bastaria para tal, e à semelhança do que aconteceu com Israel, meia dúzia de paises decidirem.

      Se a questão for o respeito pela soberania, os Israelitas têm que ser todos postos de lá para fora e os territórios devolvidos a quem de direito.

      A questão Isralita é apenas mais uma ingerencia do Ocidente em áreas e assuntos que não lhe dizem respeito.

RESPONDER

BE quer que direito das grávidas a acompanhante seja respeitado

O Bloco de Esquerda (BE) quer que as normas da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre gravidez e parto no âmbito da covid-19 sejam revistas para que o direito das mulheres grávidas a estarem acompanhadas seja …

Proposta do PCP para passar Novo Banco para esfera pública foi chumbada

A recomendação ao Governo proposta pelo PCP para reverter da venda do Novo Banco, transferindo-o para a esfera pública, foi hoje chumbada no parlamento com os votos contra de PS, PSD, CDS-PP, PAN, Iniciativa Liberal …

Trump ataca voto por correspondência. Resultados podem não ser "determinados de forma precisa"

O Presidente dos EUA, Donald Trump, reforçou na quinta-feira no Twitter os ataques ao voto por correspondência nas eleições de novembro, ao que a rede social reagiu ligando duas das suas mensagens a informação verificada …

Quatro candidatos disputarão sucessão de Santana no Aliança

O novo líder do Aliança, que sucederá ao fundador do partido, Pedro Santana Lopes, vai ser escolhido entre quatro candidatos no próximo congresso nacional, agendado para 26 e 27 de setembro em Torres Vedras. Segundo noticiou esta …

Recomendação do PS para tarifa social de Internet sem oposição (mas partidos querem mais)

A recomendação do PS ao Governo para que crie uma tarifa social de acesso à Internet não mereceu esta quinta-feira oposição de nenhuma bancada, mas foram vários os partidos que defenderam a necessidade de “ir …

Ex-deputado PS acusado de uso abusivo de viaturas da Câmara de Barcelos

O Ministério Público acusou de peculato e abuso de poderes o ex-deputado socialista Domingos Pereira, pela alegada utilização de viaturas do município de Barcelos para deslocações de e para a Assembleia da República. Segundo nota publicada …

Quim Torra acusa Governo espanhol de tentar "excluir um presidente no meio de uma pandemia"

Um recurso do presidente separatista catalão Quim Torra contra uma condenação por desobediência que pode afastá-lo do exercício de cargos públicos durante ano e meio foi analisado na quinta-feira pelo Supremo Tribunal de Espanha. Antes …

Cinco anos depois, Volkswagen nega reembolso a 125 mil portugueses lesados

A marca alemã Volkswagen respondeu à Deco Proteste, cinco anos após o caso "dieselgate", informando que não irá indemnizar mais consumidores, tendo em vista os processos judiciais em curso. Segundo noticiou esta sexta-feira a Madremedia, em …

Novo recorde em cinco meses. Mais 780 casos por covid-19 em Portugal

Portugal regista mais seis mortos e 780 casos de infeção por covid-19 esta sexta-feira, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS). Os números revelados no boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde …

"Podemos chegar a 1.000 novos casos por dia". Costa pede cautela

No final da reunião de emergência com o gabinete de crise para o acompanhamento da evolução da covid-19 em Portugal, Costa deixou conselhos e pediu cautela. A reunião, convocada na quinta-feira por António Costa, surgiu …