Ex-presidente do INEM detido no caso “máfia do sangue” está de férias há um ano

Health Cluster Portugal

Luís Cunha Ribeiro, ex-presidente da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo

Luís Cunha Ribeiro, ex-presidente do INEM e da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo.

O ex-presidente do INEM, Luís Cunha Ribeiro, um dos detidos no caso da “máfia do sangue”, está a gozar férias há cerca de 11 meses, recebendo ordenado, o que suscita dúvidas legais.

Detido no âmbito da operação “O negativo”, que investiga suspeitas de corrupção na venda de plasma a instituições do Serviço Nacional de Saúde (SNS), Luís Cunha Ribeiro é remunerado pelo Centro Hospitalar de S. João, onde está actualmente colocado, mas está a gozar férias há quase 11 meses.

Este dado foi confirmado ao Jornal de Notícias por uma fonte da unidade hospitalar.

O diário nota que as férias em atraso respeitam ao período acumulado e não gozado nas funções anteriormente ocupadas por Cunha Ribeiro no INEM e na Administração Regional de Saúde (ARS) de Lisboa e Vale do Tejo.

Incitado a comentar a situação, o advogado do Sindicato dos Médicos da Zona Centro, Carlos Ferrer dos Santos, salienta no JN que a situação “não pode ter suporte legal”.

Luís Cunha Ribeiro demitiu-se da ARS de Lisboa no seguimento do caso do jovem que morreu com um aneurisma cerebral, no Hospital de S. José, em Lisboa, por não haver profissionais de serviço, ao fim-de-semana, para o operar.

Depois disso, a 22 de Janeiro de 2016, voltou às funções que tinha ocupado no Hospital de São João, assumindo o lugar de assistente graduado sénior de imunohemoterapia. Foi nessa altura, que meteu as férias em atraso.

Cunha Ribeiro foi também presidente do INEM entre 2003 e 2008.

No processo da “máfia do sangue”, é suspeito de ter recebido “luvas” para favorecer a farmacêutica Octapharma no concurso para a venda do plasma sanguíneo aos hospitais do SNS.

ZAP

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. « Este país é um colosso. Está tudo grosso, está tudo grosso…» é parte da letra de uma cantiga que foi interpretada por actores portugueses de seu nome Camilo de Oliveira e Ivone Silva. Lembram-se decerto alguns desta divertida canção que retratava há talvez mais de 20 e tal anos o nosso Portugal. Eu fiquei completamente admirado que a ser verdade o alto dirigente Cunha Ribeiro esteja de férias há bastantes meses e ainda assim a continuar a receber o seu ordenadão todos os santos meses. O homem é do além…

RESPONDER

"Contra tudo e contra todos". Moedas fez história em Lisboa

O cabeça de lista da coligação PSD/CDS-PP/MPT/PPM/Aliança à Câmara de Lisboa, Carlos Moedas, afirmou hoje ter vencido “contra tudo e contra todos”, porque “a democracia não tem dono”, agradeceu o “voto de confiança” e comprometeu-se …

Ventura admite que “vitória não foi total” ao falhar objetivo de ficar em terceiro

O líder do Chega admitiu hoje que a “vitória não foi total” nas autárquicas de domingo, ao falhar o objetivo de ser a terceira força política, mas defendeu que se “fez história” em Portugal, recusando …

Liveblog Autárquicas. Carlos Moedas ganha Lisboa

Realizam-se este domingo Eleições Autárquicas em Portugal, nas quais está em jogo a eleição de 308 presidentes de câmaras municipais, os seus vereadores e assembleias municipais, bem como 3091 assembleias de freguesia. Acompanhe tudo no …

Contra a "vigarice" das sondagens, "o PSD teve um excelente resultado"

O PSD conseguiu todos os objectivos a que se propôs nestas eleições autárquicas, segundo Rui Rio. O presidente do PSD considera que o partido teve "um excelente resultado" contra a "vigarice" das sondagens e "contra …

Medina assume derrota em Lisboa. "É uma indiscutível vitória de Carlos Moedas"

Fernando Medina acaba de assumir a derrota nas eleições autárquicas, felicitando Carlos Moedas pela vitória na Câmara de Lisboa. "É uma indiscutível vitória pessoal e política de Carlos Moedas", sublinha Medina. "Foi um privilégio servir esta …

Costa: "PS continua a ser o maior partido autárquico nacional"

António Costa canta vitória nas eleições autárquicas, apesar de ainda não se conhecerem os resultados finais de Lisboa, Sintra e Loures. Para o secretário-geral socialista, não há dúvida de que o "PS continua a ser …

O "primeiro amarelo" para Costa e o "CDS superou todos os objectivos"

"O CDS superou todos os objectivos a que se propôs nestas autárquicas". É assim que Francisco Rodrigues dos Santos, líder do CDS-PP, canta vitória, considerando que António Costa "viu o seu primeiro cartão amarelo". Na reacção …

Pegadas provam que as Américas foram povoadas milhares de anos antes do que pensávamos

Investigadores descobriram evidências da presença de humanos nas Américas: pegadas com, pelo menos, cerca de 23.000 anos. A nossa espécie começou a migrar para fora de África há cerca de 100.000 anos. Além da Antártida, as …

Jerónimo assume que CDU ficou "aquém", mas não é "determinante para a política nacional"

Jerónimo de Sousa reconhece que os resultados da CDU, nas eleições autárquicas, ficaram "aquém" dos objectivos, mas alerta que não são "determinantes para a política nacional" e rejeita a hipótese de deixar a liderança do …

Geringonça à direita... ou à esquerda? Com Moedas e Medina taco a taco, IL e Bloco entram em jogo

Freguesia a freguesia, eis como Fernando Medina e Carlos Moedas estão a disputar a eleição para a Câmara de Lisboa. As sondagens dão um empate técnico e a Iniciativa Liberal já manifestou que está disponível …