Evo Morales reconhece primeira derrota nas urnas em 10 anos

Alain Bachellier / Flickr

Evo Morales, Presidente da Bolívia

Evo Morales, Presidente da Bolívia

O presidente da Bolívia, Evo Morales, reconheceu esta quarta-feira a primeira derrota nas urnas em dez anos de governo e prometeu respeitar os resultados do referendo realizado há três dias.

No domingo, os eleitores bolivianos foram às urnas para votar a reforma constitucional proposta pelo governo, que permitiria ao presidente Evo Morales disputar um quarto mandato consecutivo em 2019. A maioria dos bolivianos votou contra.

A votação foi apertada, e o Tribunal Supremo Eleitoral demorou três dias a concluir a contagem.

Com 99,8% dos votos apurados, a vitória da oposição foi confirmada por uma estreita margem: 51,3% dos eleitores votaram “Não”, contra os 48,7% que optaram pelo “Sim”.

Esta quarta-feira, Evo Morales criticou o que chamou de campanha suja da oposição, mas não questionou os resultados.

O presidente lembrou que, mesmo derrotado, tem um índice de popularidade alto (50%) e quatro anos de governo para continuar a implementar as suas politicas.

Perdemos a batalha, mas não a guerra”, disse o presidente, prometendo continuar com o seu programa de governo até 2020, ano em que o seu terceiro e último mandato termina.

Primeiro presidente indígena da Bolívia, Evo chegou ao poder em 2006, com a promessa de uma revolução socialista, para acabar com a pobreza e a discriminação.

Mal assumiu a presidência, o ex-líder sindical dos cultivadores de coca nacionalizou os recursos naturais e investiu em infra-estrutura e educação.

Em uma década, Morales eliminou o analfabetismo e viu a economia crescer em média 5% ao ano – um desempenho elogiado pelo Fundo Monetário Internacional, que tanto critica.

Com o argumento de que seria preciso mais tempo para consolidar o processo revolucionário, o governo propôs a reforma da Constituição.

Mas a oposição reagiu, argumentando que a falta de alternância política é sinónimo de autoritarismo.

Contribuíram para a derrota de Evo Morales, a morte de seis pessoas num protesto e o aparecimento de denúncias, nas redes sociais, de que teria favorecido uma ex-namorada com a concessão de contratos governamentais.

Evo – que tem 56 anos e é solteiro – reconheceu ter tido um filho da empresária Gabriela Zapata em 2007, e que a criança morreu.

Mas o presidente nega as acusações de que teria outorgado contratos governamentais à empresa chinesa para a qual Zapata trabalha.

Segundo Evo Morales, as denúncias não comprovadas são apenas parte de uma campanha suja da direita para destruir a sua imagem.

ZAP / ABr

PARTILHAR

RESPONDER

Diplomata suspeito de tentar matar com ácido sulfúrico detido

A PSP conseguiu deter, esta quarta-feira, o diplomata guineense suspeito de ter atacado o companheiro da ex-namorada com ácido sulfúrico. Depois do incidente, em Sintra, as autoridades não tinham conseguido prender por causa do seu …

TAP baptiza avião em homenagem a Raul Solnado

Raul Solnado, um dos maiores nomes do humor português, vai dar nome, a partir desta quinta-feira, a um avião da TAP. A homenagem acontece no Dia Mundial da Televisão. O batismo do "Avião Raul Solnado" acontecerá …

Fisco quer devolução de 3,5 milhões de euros por erro em declarações de IRS de 2015

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) identificou um erro na liquidação de declarações de IRS relativas a 2015, que implicou um novo apuramento do imposto em cerca de dez mil declarações no valor de 3,5 …

Afeganistão declara derrota do Daesh no principal bastião no país

O Presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, anunciou esta terça-feira a derrota do grupo extremista Daesh na província de Nangarhar, no leste, considerado um dos principais bastiões do grupo 'jihadista' no país. "Quem poderia imaginar há um …

Parlamento vota Orçamento do Estado a 10 de janeiro

O Orçamento do Estado para 2020 será discutido na generalidade em 9 e 10 de janeiro, na Assembleia da República, com votação final global marcada para 7 de fevereiro. Segundo o jornal Público, as duas primeiras …

Legionella. Fase de instrução do surto de Vila Franca de Xira começa hoje

O início desta fase facultativa, em que o Tribunal de Instrução Criminal de Loures vai decidir se o processo segue e em que termos para julgamento, está agendado para as 09h30 e decorrerá à porta …

Um dos mais influentes empresários de Malta foi detido no caso da morte de jornalista

Foi detido no seu iate o magnata Yorgen Fenech, um relevante empresário de Malta, no âmbito das investigações à morte da jornalista Daphne Caruana Galizia que estava a investigar pessoas influentes do país pelo alegado …

Presidente argentino diz que vai pagar dívida ao FMI, mas recusa mais ajustes fiscais

O Presidente eleito da Argentina, Alberto Fernández, assegurou na terça-feira ao Fundo Monetário Internacional (FMI) que o país vai cumprir com os compromissos em matéria de dívida, mas rejeitou aplicar mais ajustes fiscais. "Desenvolvemos um plano …

Vieira garante "reforma" de 3,8 milhões de euros com OPA do Benfica à SAD

A OPA parcial lançada pelo Benfica à sua própria SAD desportiva vai beneficiar os accionistas com um encaixe potencial de mais de 24 milhões de euros. Luís Filipe Vieira está entre esses beneficiados, podendo encaixar …

Pingo Doce

Trabalhadora do Pingo Doce terá sido impedida de ir à casa de banho (acabou por urinar na caixa)

Uma funcionária de um hipermercado Pingo Doce terá solicitado, por várias vezes, para ir à casa de banho, sem ter sido autorizada para isso, o que a levou a urinar-se no posto de trabalho. Uma …