Cientistas afirmam ter evidências de um universo anterior ao nosso

Cientistas afirmam que as evidências de universos passados ​​podem existir mesmo no céu noturno – sendo restos de buracos negros de outro universo.

De acordo com a New Scientist, a ideia baseia-se na Cosmologia Cíclica Conforme (CCC). A teoria dá conta de que o Universo passa por ciclos constantes de Big Bangs e compressões, ao invés de ter começado a partir de uma única explosão vinda do nada.

Enquanto a maior parte do Universo seria destruída de um ciclo para o outro, os cientistas afirmam que certa quantia de radiação eletromagnética poderia sobreviver ao processo de “reciclagem”. As descobertas foram publicadas no arXiv, sendo ainda passíveis de questionamento antes de serem publicadas numa revista científica.

“O que afirmamos ver é o material remanescente final depois de um buraco negro que evaporou no universo anterior”, disse o físico matemático da Universidade de Oxford, Roger Penrose, coautor do estudo e cocriador da teoria da CCC, em declarações ao site.

A evidência surge na forma de “pontos de Hawking“, em homenagem ao famoso físico britânico Stephen Hawking, falecido em março deste ano, que lançou uma teoria de que os buracos negros emitiriam um tipo de radiação que ficou conhecida como “radiação Hawking”. É isto que Penrose e os restantes colegas sugerem que passe de um universo para outro.

A equipa diz que os pontos de Hawking podem aparecer no Universo presentes no calor remanescente do Big Bang, conhecido como fundo cósmico de micro-ondas (CMB, na sigla em inglês para Cosmic Microwave Background). Os pontos de Hawking pareceriam círculos de luz no mapa do CMB, conhecidos como modos B.

Anteriormente, acreditava-se que esses pontos anómalos no CMB fossem causados ​​por ondas gravitacionais de poeira interestelar. Mas Penrose e os seus colegas afirmam que a sua teoria poderia fornecer uma resposta intrigante, e um desses pontos de Hawking pode até já ter sido encontrado pelo projeto BICEP2, que tem como objetivo mapear o CMB.

“Embora pareça problemático para a inflação cósmica, a existência de tais pontos anómalos é uma implicação da Cosmologia Cíclica Conforme“, escreveu a equipa no artigo.

“Apesar da temperatura extremamente baixa na emissão, na CCC, essa radiação é concentrada pela compressão de todo o futuro do buraco negro, resultando num único ponto no cruzamento para o nosso universo atual”, acrescentaram.

A teoria de um universo reciclado não surge sem controvérsia. A maioria das evidências sugere que a expansão do Universo tem acelerado, não sendo denso o suficiente para comprimir de volta num único ponto e se expandir novamente; às vezes chamado de teoria do Big Bounce.

Ainda estamos a tentar encontrar uma evidência concreta da radiação Hawking, assim como dos pontos de Hawking. Por isso, embora seja uma teoria interessante, ainda há muito trabalho a fazer antes que alguém reivindique a existência definitiva de um universo anterior ao nosso.

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Entendi perfeitamente o artigo 🙂 inclusivé essa de que antes do Big Bang o que anfinal tinha havido era outro Big Band e assim sucessivamente 🙂 🙂 🙂 agora o que me remete à minha extrema insignificância, para não dizer BURRICE é “os Cientistas afirmarem que as evidências de universos passados ​​podem existir mesmo no céu noturno – sendo restos de buracos negros de outro universo” ?!?!?!
    Só no céu nocturno? teríamos, afinal, num anterior universo, sido VAMPIROS 🙁

Sindicato denuncia mobilização forçada de médicos para tratar surto de Reguengos de Monsaraz

O Sindicado dos Médicos da Zona Sul (SMZS) denunciou hoje o que diz ser uma “mobilização forçada de médicos” pela Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo para o combate ao surto de covid-19 de …

Novo comboio-bala entra ao serviço na linha Tóquio-Osaka

O mais novo modelo de comboio-bala do Japão - o N700S - entrou ao serviço no dia 1 de julho, numa jornada inaugural de Tóquio a Osaka. A série N700S (sendo que o "S" significa "Supreme") …

Kanye West anuncia candidatura à Presidência dos EUA

O músico norte-americano Kanye West anunciou este sábado, Dia da Independência dos Estados Unidos, a sua candidatura à Casa Branca, depois de ter apoiado anteriormente o atual Presidente e candidato à reeleição, Donald Trump. "Agora devemos …

Vídeo revela, pela primeira vez, como é que o cérebro se livra dos neurónios mortos

Uma equipa de cientistas conseguiu usar, pela primeira vez, uma técnica que "mata" uma célula cerebral isolada e permite observar o processo de limpeza do sistema nervoso em tempo real. A equipa de investigadores conseguiu registar …

Reutilizável, dobrável e esterilizável. Novo "escudo" protege profissionais de saúde

Uma equipa de cientistas desenvolveu, recentemente, um dispositivo dobrável em forma de tenda que atua como um escudo físico para os profissionais de saúde na linha da frente contra a covid-19. A tenda redutora de gotículas …

O Lamborghini mais potente acelera dentro de água. É um iate com 4.000 cavalos

O resultado da primeira colaboração entre a a Lamborghini e os especialistas da Tecnomar é um iate de luxo, com 4.000 cavalos que recria a sensação de condução de um superdesportivo dentro de água. O mais …

Aproxima-se o lançamento do rover Perseverance

O rover Perseverance da NASA está a menos de um mês da data de lançamento prevista para 20 de julho. A missão de astrobiologia do veículo vai procurar sinais de vida microscópica passada em Marte, explorar …

Benfica 3-1 Boavista | Águias põem fim a quarentena caseira

O Benfica venceu na noite deste sábado o Boavista, naquele que foi o primeiro triunfo caseiro após a retoma da Liga. Poderá ter sido a redenção das águias? Após ter somado apenas dois triunfos, quatro desaires …

Cortina do abraço permite às famílias reencontrar os familiares num lar de São Paulo

Abraçar, tocar e até dançar. Uma cortina do abraço permite que filhos visitem seus pais residentes numa casa de repouso em São Paulo. O empresário Bruno Zani, autor da criação, pretende agora colocar a cortina …

Os golfinhos aprendem a utilizar ferramentas com os amigos

Os golfinhos aprendem a utilizar ferramentas não só com as suas progenitoras mas também com os seus pares, concluiu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade de Leeds, no Reino Unido. De acordo …