/

Euro 2020: Luis Enrique não viu nenhuma seleção melhor do que a Espanha

Luis Enrique, selecionador de Espanha

Confiança do selecionador nacional espanhol, antes do jogo dos quartos-de-final diante da Suíça. O adversário poderia ser a França: “Quem passou foi a Suíça, o resto não importa”.

A Espanha não começou bem o Euro 2020. No Grupo E, empatou sem golos diante da Suécia e depois empatou a uma bola contra a Polónia. Dois jogos disputados e a permanência no torneio estava complicada.

Mas, à terceira jornada, a primeira vitória (5-0), frente à Eslováquia. E motivação para os oitavos-de-final, que terminaram com mais cinco golos marcados e um triunfo por 5-3 contra a Croácia.

Quatro partidas depois, um jornalista perguntou a Luis Enrique: “Já viu alguma seleção melhor do que a sua, durante o Euro 2020?”. O selecionador de Espanha respondeu num segundo: “Não”.

https://twitter.com/SeFutbol/status/1410618603909439488

O treinador deixou elogios, sobretudo ao sector mais recuado da Espanha: “Somos, sem dúvidas, uma das melhores seleções a nível defensivo. Fiquei muito contente com a forma como gerimos a defesa, na parte final do jogo com a Croácia”.

“Se virem os números dos quilómetros percorridos pelos jogadores da Espanha, esses números são impressionantes” – uma ideia confirmada pelas estatísticas oficiais da UEFA.

Luis Enrique reforçou que confia nos 24 jogadores que convocou para a fase final do Europeu: “Confio em todos. A vertente física está muito ligada à vertente mental. Se estás bem emocionalmente, parece que voas. Fisicamente, estamos no topo”:

Apesar de estarem no topo, foi muito comentado o erro de Unai Simón contra a Croácia, num passe de Pedri que terminou com golo na própria baliza. “Não há que martirizar ou flagelar. O importante é como reages depois do erro, não é o erro. E ele reagiu bem. A memória de peixe funciona no futebol, tal como no ténis”, comentou.

O Espanha-Suíça é o jogo que vai inaugurar o programa dos quartos-de-final do Euro 2020, nesta sexta-feira. A maioria dos adeptos estava à espera de um Espanha-França: “A realidade é que foi a Suíça que se apurou. As outras hipóteses não têm importância. Vai ser um rival muito complicado. Enquanto bloco, a Suíça é uma das melhores seleções europeias. Estão ao nosso nível”.

“A Suíça tem um selecionador com muita experiência. Têm um nível alto e vão criar-nos muitos problemas”, continuou o selecionador, que não sabe se, nesta altura, os críticos da seleção espanhola deixaram de criticar: “Perguntem isso a eles”.

Espanha e Suíça encontraram-se duas vezes na recente edição da Liga das Nações. Em casa a Espanha venceu por 1-0, na Suíça houve empate a um golo.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

  Nuno Teixeira, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.