EUA vão retirar do mercado a maioria dos sabonetes antibacterianos

As autoridades norte-americanas decidiram proibir sabonetes para banho e corpo que contenham ingredientes vetados pela entidade reguladora, alguns dos quais estão presentes na maioria destes produtos.

A Food and Drug Administration (FDA), autoridade que regula alimentos e medicamentos nos Estados Unidos, determinou esta sexta-feira que, no prazo de um ano, não sejam mais vendidos sabonetes para banho e corpo que contenham algum dos 19 ingredientes vetados pelo órgão, como os agentes químicos triclosan e triclocarban, presentes na maioria destes sabonetes.

A publicidade a sabonetes antibacterianos lembra-nos insistentemente que o mundo está cheio de germes e que existem impurezas em todo o lado, mas estes produtos, precisamente pelas suas alegadas propriedades antibacterianas, podem fazer mais mal do que bem à saúde.

“Os consumidores podem acreditar que são mais eficazes para evitar a proliferação de germes, mas não temos provas científicas disso“, afirmou Janel Woodcock, diretora do Centro de Avaliação e Pesquisa de Medicamentos da FDA.

As autoridades norte-americanas afirmam que algumas marcas já começaram a retirar os ingredientes de seus produtos.

Por seu lado, o Instituto Americano da Limpeza, que representa os interesses dos fabricantes, garantiu que a “FDA já tem em mãos informações que provam a eficácia e a segurança dos sabonetes antibacterianos”.

A FDA destacou que a proibição se refere a produtos usados para serem enxaguados com água, e não abrange o gel antisséptico, toalhitas húmidas e outros produtos antibacterianos usados por serviços de saúde.

Antibacterianos não são melhores do que normais

Em 2013, as autoridades dos Estados Unidos pediram aos fabricantes que demonstrassem com pesquisas, incluindo estudos clínicos, que estes produtos são mais eficazes do que os sabonetes comuns no combate à propagação de doenças e redução de infecções.

A FDA garante que as empresas não conseguiram prová-lo, ou os resultados entregues foram considerados insuficientes para garantir a segurança e a eficácia dos produtos.

O pedido também se baseou em pesquisas que sugeriam que a exposição prolongada aos ingredientes em questão poderia levar a riscos para a saúde, como o aumento da resistência bacteriana ou alterações hormonais.

Agora, os fabricantes terão um ano para retirar os sabonetes antibacterianos do mercado ou mudar a sua fórmula.

As autoridades de saúde reforçam que lavar-se com água e sabonete continua a ser uma das medidas mais importantes para evitar doenças e a proliferação de germes.

Caso não haja água e sabonete disponível e se opte por um gél antisséptico, a FDA recomenda que seja um produto à base de álcool, com uma concentração de pelo menos 60%.

ZAP / BBC

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Os germes fortalecem o sistema imunitário. Quanto mais nos tentamos livrar deles, pior, pois ficam mais resistentes. Isto é mais que lógico.

RESPONDER

Operação Marquês. MP entrega recurso, mas Sócrates diz que o prazo "excepcionalérrimo" já acabou

O prazo para o MP avançar com o recurso acabou no dia 23, mas os procuradores entregaram os documentos esta terça-feira, nos três dias úteis adicionais que geralmente são concedidos. No entanto, a defesa de …

Chegou ao fim a "missão espinhosa coroada de sucesso" da task force

A task force responsável pelo plano de vacinação contra a covid-19 confirmou, esta terça-feira, o fim da missão no contexto da pandemia e a transição para um núcleo de coordenação. Tal como tinha sido avançado pelo …

Pizzi nunca jogou tão pouco como esta época

Nunca Pizzi jogou tão pouco como esta temporada ao serviço do SL Benfica. O médio era uma das peças mais importantes do plantel, mas tem vindo a perder relevância. "Ele não tem entrado tanto de início, …

Marcelo recusa crises políticas e defende discussão de reforma do Estado até às legislativas de 2023

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, defendeu esta segunda-feira que o país deve manter-se livre de crises políticas até 2023, mas considera difícil deixar de se fazer uma discussão sobre a reforma do …

Arqueólogos encontram o primeiro geoglifo do mundo em forma de touro

Um geoglifo em forma de touro foi encontrado num sítio arqueológico localizado no sul da Sibéria, informou o Instituto de História e Cultura Material da Academia de Ciências da Rússia. Apesar do touro ser um símbolo …

"O BE teve um mau resultado." Catarina Martins assume derrota, mas deixa aviso a Moedas

No day after, e já com a notícia consolidada da vitória de Carlos Moedas em Lisboa, Catarina Martins não hesitou em assumir a derrota do Bloco de Esquerda. Lisboa era a Câmara mais relevante para o …

Voto útil pode explicar vitória de Moedas (que precisa da esquerda para governar Lisboa)

Carlos Moedas está forçado a fazer acordos para governar a Câmara de Lisboa que tem uma maioria de esquerda de 10 vereadores contra 7 dos partidos à direita. O novo autarca da capital já disse …

É uma práctica comum dos atletas - mas será verdade que os banhos de gelo ajudam os músculos?

Os banhos de gelo trazem benefícios para atletas que treinem a resistência, mas podem ser prejudiciais para quem se dedica a treinar a força. É uma práctica recorrente entre os atletas e até entre pessoas comuns …

Sem maioria absoluta, Moreira começa a fazer contas à vida - mas acordo com a oposição pode estar longe

Rui Moreira voltou a garantir a liderança da autarquia portuense para os próximos quatro anos, mas sem maioria absoluta. Assim, terá de começar a pensar em possíveis acordos. PS e Bloco de Esquerda recusam compromissos. …

Twitter suspende conta de André Ventura

O presidente do partido Chega, André Ventura, tem desde segunda-feira a conta oficial no Twitter suspensa, facto que está a ser denunciado por páginas de movimentos ligados à extrema-direita naquela rede social. “Conta suspensa. O Twitter …