EUA vão retirar Sudão da “lista negra” de países apoiantes do terrorismo

Marwan Ali / EPA

O Sudão vai ser retirado da lista de países apoiantes do terrorismo, anunciou na segunda-feira o Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, numa medida que permitirá ao país africano voltar a ter acesso a empréstimos internacionais, noticiou a agência Lusa.

A decisão dependia de o Sudão cumprir o acordo de pagar 285 milhões de euros às vítimas de terrorismo norte-americanas e às suas famílias, permitindo ao país obter ajuda financeira essencial para reanimar a sua economia e salvar a transição para a democracia.

“Boas notícias! O novo governo do Sudão, que está a fazer grandes progressos, aceitou pagar 335 milhões às vítimas americanas de terrorismo e às suas famílias. Assim que for depositado, retirarei o Sudão da lista de Estados apoiantes do terrorismo. Por fim, justiça para o povo americano e um grande passo para o Sudão”, escreveu Trump no Twitter.

O anúncio acontece após a visita ao Bahrein do secretário do Tesouro norte-americano, Stephen Mnuchin, para cimentar o reconhecimento de Israel pelo país do Golfo e num momento em que a administração de Trump procura aumentar o reconhecimento árabe ao Estado hebreu.

Retirar o Sudão da ‘lista negra’ de países apoiantes de terrorismo é um incentivo chave para o governo sudanês normalizar as relações com Israel, segundo a agência Associated Press. O estabelecimento de ligações diplomáticas com Israel por parte do governo de transição do Sudão é mais uma vitória diplomática de Trump antes das eleições.

Por outro lado, a vinculação da decisão de retirar o Sudão da ‘lista negra’ por parte de autoridades dos EUA tem causado divisões dentro do governo militar-civil sudanês.

Mas a retirada da lista está, também, dependente de o Sudão pagar as compensações pelas vítimas dos bombardeamentos às embaixadas no Quénia e na Tanzânia, em 1998, conduzidos pela Al-Qaeda de Osama bin Laden quando o líder da organização terrorista vivia naquele país.

O Sudão atravessa uma difícil transição para um regime democrático depois de um levantamento popular no ano passado ter levado os militares a derrubar o líder autocrático, Omar al-Bashir, em abril de 2019.

O país é conduzido por um governo militar-civil que se deverá manter em funções até às eleições previstas para o final de 2022.

As negociações para retirar o Sudão da lista de países apoiantes do terrorismo decorrem há mais de um ano, mas os esforços norte-americanos para restabelecer relações com o país datam do final da administração do presidente Barack Obama, que iniciou o processo em janeiro de 2017.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Populações da Idade da Pedra Média ocuparam (repetidamente) a costa da África Ocidental

A ocupação das costas tropicais de África durante a Idade da Pedra é pouco conhecida. No entanto, estudos recentes na África oriental deram uma nova perspetiva, detalhando as mudanças comportamentais dinâmicas perto da costa do …

Novo apoio social de até 501 euros aprovado. Inclui sócios-gerentes, informais e estagiários

O Parlamento continua na maratona de votações no âmbito da apreciação do Orçamento do Estado para 2021 (OE2021) na especialidade. Nesta quarta-feira, os parlamentares aprovaram o novo apoio social de até 501 euros, bem como …

Deco exige 1,1 milhões de euros ao Vitória de Guimarães em tribunal

O empresário e ex-futebolista Deco exige 1,1 milhões de euros ao Vitória de Guimarães, da I Liga portuguesa de futebol, numa ação interposta no Juízo de Execução de Guimarães, informa o portal Citius, do Ministério …

PSD junta-se a BE e PCP para travar transferências para Novo Banco (e as Finanças ficam "estupefactas")

No último dia de votações na especialidade, o PSD juntou-se à esquerda para impedir a injeção de 476,6 milhões de euros do Fundo de Resolução ao Novo Banco em 2021, tal como previsto no Orçamento …

Há uma planta que evoluiu para se "esconder" do Homem

Uma planta utilizada na medicina tradicional chinesa evoluiu, mudando a própria pigmentação, para se tornar menos visível ao Homem, sugere uma nova investigação, dando conta que em causa está uma estratégia de sobrevivência. O estudo, …

Luz verde. PAN abstém-se e garante aprovação do OE2021

A votação final global do Orçamento do Estado para 2021 acontece esta quinta-feira no Parlamento. A sua aprovação está garantida devido à abstenção do PCP, PEV e PAN, apesar do voto contra do Bloco de …

Mais de 500 funcionários públicos vão ajudar SNS. Camas de cuidados intensivos podem chegar às 1.000

A ministra da Saúde, Marta Temido, anunciou, em entrevista ao Público e à Renascença, que mais de 500 funcionários públicos vão integrar as equipas de rastreio do Serviço Nacional de Saúde (SNS). Na entrevista conjunta ao …

Erro de fabrico levanta questões sobre vacina de Oxford

A AstraZeneca e a Universidade de Oxford reconheceram esta quarta-feira um erro de fabrico que está a levantar questões sobre os resultados preliminares e a eficácia da sua vacina experimental contra a covid-19. O comunicado, onde …

Partiu o "mais humano dos deuses" quando tentava mudar de vida. 9 ambulâncias socorreram Maradona, mas foi em vão

A Argentina está em choque com a morte de Diego Armando Maradona. O coração de El Pibe não aguentou numa altura em que estava a tentar mudar de vida, com exercícios físicos, dieta e a …

Manter o ar de casa limpo pode reduzir a probabilidade de propagar covid-19

Além das precauções atualmente recomendadas, garantir que o ar em espaços interiores esteja o mais limpo possível também pode ajudar a reduzir a probabilidade de propagar o novo coronavírus. A grande maioria da transmissão do SARS-CoV-2 …