Documentos revelam que EUA ponderaram ataque nuclear à China em 1958

Os militares norte-americanos ponderaram um ataque nuclear à China para evitar uma possível invasão de Taiwan, mesmo sabendo do perigo de uma retaliação por parte da URSS para apoiar o seu então aliado, o que poderia ter desencadeado uma guerra nuclear de larga escala.

De acordo com o documento agora publicado pelo jornal New York Times, peritos militares norte-americanos remeteram à Casa Branca planos para usar armas nucleares contra a China durante a chamada crise do Estreito de Taiwan, em 1958.

Tal como recorda a rede televisiva RT, quando o Partido Comunista chinês chegou ao poder em 1949, depois de uma sangrenta guerra civil, o governo do líder nacionalista Chiang Kai-shek retirou-se para a ilha de Taiwan.

Considerada por Pequim como parte do seu território, a ilha tornou-se nas décadas seguintes, e até aos dias de hoje, palco de vários confrontos, que atingiram o seu ponto máximo em 1958. Nesse ano, os ataques chineses levantaram rumores de uma iminente invasão comunista, levando Washington a apoiar militarmente o seu aliado Kai-shek.

O plano dos Estados Unidos incluía a elaboração de planos de ataques nucleares contra a China continental, segundo o documento confidencial agora divulgado pelo ex-analista do Pentágono Daniel Ellsberg.

O documento revela que o comando militar dos EUA assumiu o risco da possível intervenção da União Soviética para defender o seu então aliado, Pequim, o que poderia ter desencadeado uma guerra nuclear de larga escala.

Na altura, o general Nathan Twining, presidente do Estado-Maior Conjunto, deixou claro que se os ataques nucleares contra bases aéreas chinesas não interrompessem o conflito, “não haveria alternativa a não ser conduzir ataques nucleares no interior da China até Xangai”, cita o jornal nova-iorquino.

Ellsberg, agora com 90 anos, é conhecido por ter divulgado, em 1971, vários documentos confidenciais sobre a Guerra do Vietname, mais conhecidos como os “Pentagon Papers”.

O ex-analista, que também copiou o estudo secreto sobre a crise no Estreito de Taiwan, está a revelar agora estes documentos, numa altura em que as tensões entre os Estados Unidos e a China, em relação a Taiwan, aumentam.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Caros senhores ZAP:
    Depois do lead, os senhores escreveram nos 2.° e 3.° parágrafo: “(…) quando o Partido Comunista chinês chegou ao poder em 1949, (…) o governo do líder nacionalista Chiang Kai-shek retirou-se para a ilha de Taiwan.

    (…) a ilha tornou-se nas décadas seguintes palco de vários confrontos, que atingiram o seu ponto máximo em 1958”.

    Não sei se é perceptível o que pretendo salientar. Em todo o caso não é muito lógica esta redacção. Entre 1949 e 1958, passaram, não várias décadas, mas apenas nove anos. Percebe-se o que pretendem dizer. Não é, todavia, a redacção mais feliz. Talvez se passassem as décadas seguintes para o singular ficasse melhor. Mas é apenas uma sugestão. Poderiam acrescentar que a tensão se mantém até hoje. Em todo o caso, o ajuste mais fácil seria o singular. Cumprimentos

    • Caro leitor,
      Obrigado pelo seu reparo.
      Entendemos o seu ponto, mas parece-nos que a redação está correta. Seria o mesmo que ter escrito algo como:
      “… a ilha tornou-se entre 1949 e 1979 palco de vários confrontos, que atingiram o seu ponto máximo em 1958”.
      Entretanto, acrescentámos antes da frase a sua sugestão acerca da continuação dos confrontos, o que pode ajudar a clarificar o texto.

RESPONDER

Myanmar. Junta militar anula resultados das eleições de 2020

Militares entendem que a votação não foi "livre e justa". Anúncio da anulação das eleições de 2020 não foi acompanhado de uma data para a realização de um novo ato eleitoral — tal como seria …

Contas públicas agravam-se face a 2020. Receita fiscal volta a crescer

Ministério de João Leão atribui incumprimento à terceira vaga da economia, que significou novas restrições à circulação e nos horários dos estabelecimentos. A receita fiscal e contributiva cresceu, um sinal animador para uma recuperação económica …

Ugarte está a caminho de Alvalade, mas Amorim quer mais três reforços

O Sporting já terá garantido a contratação de Manuel Ugarte, mas Rúben Amorim ainda quer trazer mais um avançado, um extremo e um defesa-central. Depois de várias rondas de negociações, o Sporting finalmente chegou a acordo …

Marcelo começou a receber partidos. "Recuperação socioeconómica" é preocupação comum

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, começou a receber os partidos políticos com assento parlamentar esta segunda-feira. À saída do encontro com Marcelo Rebelo de Sousa, João Cotrim de Figueiredo disse que levou até …

"Não consigo aceitar": português chora depois de perder nos Jogos Olímpicos

Anri Egutidze ficou claramente desiludido por ter perdido logo no seu primeiro combate no torneio masculino de judo: "Vim para ganhar, mesmo". Anri Egutidze chegou aos Jogos Olímpicos para lutar por uma medalha no judo, categoria …

Jogos Olímpicos: Lucas joga com máscara no rosto

Lucas Saatkamp, uma das figuras da seleção brasileira masculina de voleibol, utiliza máscara de proteção contra a COVID-19 durante os jogos em Tóquio. Quem assistiu ao grande jogo desta segunda-feira, o Brasil-Argentina, no torneio masculino de …

PS responde à letra: "O BE pode continuar a fazer a vista grossa aos avanços" no SNS

O PS rejeitou esta segunda-feira as críticas do BE sobre a fixação de profissionais no Serviço Nacional de Saúde, argumentando que o executivo tem sido "consistente" na valorização destes trabalhadores e apelando ao diálogo para …

Jogos Olímpicos: a "estrela" da casa já foi eliminada

Naomi Osaka não foi além dos oitavos-de-final do torneio feminino de ténis. Markéta Vondroušová foi a protagonista da surpresa. Era a líder do ténis mundial há pouco tempo, é a número 2 da tabela WTA e …

Wayne Rooney: lesionar o seu jogador e rodeado de mulheres

Jason Knight só deverá voltar a jogar no final de outubro, por causa de uma disputa de bola com o seu treinador. O ano 2021, pelo menos para já, não vai ficar na lista dos melhores …

Teoria dos dentes do "quebra-nozes" de Paranthropus desmentida

Um novo estudo vem deitar por terra a teoria do "homem quebra-nozes", que sugeria que o Paranthropus tinha enormes dentes posteriores para mastigar sementes e nozes. O Paranthropus ("Paralelo ao Homem") é um género extinto de …