EUA “nunca estiveram tão próximos” de uma guerra nuclear com a Coreia

imcomkorea / Flickr

O antigo Almirante Mike Mullen, ex-chefe das Forças Armadas de George W. Bush e Barack Obama

Os Estados Unidos “nunca estiveram tão próximos” de uma guerra nuclear com a Coreia do Norte, afirmou hoje o ex-chefe das Forças Armadas norte-americanas Mike Mullen, para quem o Presidente Donald Trump criou uma atmosfera “incrivelmente perigosa”.

A presidência de Donald Trump “é incrivelmente destabilizadora e certamente imprevisível”, declarou Mike Mullen, antigo almirante e que foi chefe das Forças Armadas do republicano George W. Bush e do democrata Barack Obama, ao canal ABC.

“O Presidente escolheu claramente destabilizar e criar uma grande incerteza”, acrescentou o antigo militar, atualmente reformado.

“Aqueles que foram nossos amigos durante muitos anos têm dúvidas sobre a firmeza do nosso compromisso com eles” e “os nossos inimigos, aqueles que nos querem prejudicar, parecem tirar proveito dessa incerteza“, sublinhou.

“Existe uma atmosfera extremamente perigosa em toda essa incerteza, sobre como tudo isso vai terminar e, em particular , com a Coreia do Norte”, acrescentou. “Na minha opinião, nunca estivemos tão perto de uma guerra nuclear com a Coreia do Norte e na região”, considerou. “E não vejo como podemos resolver tudo isso através da via diplomática nesta fase”, adiantou.

O secretário de Estado norte-americano Rex Tillerson disse na quarta-feira que a “pressão será mantida” na Coreia do Norte. O regime norte-coreano acelerou nos últimos dois anos o desenvolvimento de programas banidos, aumentando os testes nucleares e balísticos.

Kim tem o botão nuclear à mesa

O líder norte-coreano Kim Jong-Un proclamou em novembro que seu país se tornou um Estado nuclear de pleno direito, depois de testar com sucesso um novo tipo de míssil que acredita que pode atacar os Estados Unidos em qualquer parte do seu território.

Esta segunda-feira, o líder norte-coreano foi mais longe e disse que o botão para disparar uma arma nuclear está na sua mesa. “O botão nuclear está sempre na minha mesa. Isto não é chantagem mas a realidade”, disse Kim Jong-Un.

No seu discurso de Novo Ano, o líder coreano afirmou que os Estados Unidos têm que reconhecer que o poder nuclear norte-coreano é uma realidade e não uma “ameaça”, que o seu país atingiu uma proeza “histórica” com o sucesso das suas forças nucleares e que todo o território dos Estados Unidos está ao seu alcance.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Jorge Jesus acusa Gil Vicente de antijogo: "Fez o que o árbitro permitiu"

Este sábado, o Gil Vicente visitou o Benfica e saiu com os três pontos na bagagem ao vencer por 2-1, num duelo relativo à 27ª jornada da Liga NOS. O Benfica perdeu no Estádio da Luz …

Site chinês "apaga" mulheres que não querem casar ou ter relações com homens

Vários grupos de feministas com ideias mais radicais começaram a ser bloqueados de um dos sites mais influentes na China. Num país conhecido pelo seu regime ditatorial e conservador, um grupo de mulheres uniu-se para lutar …

Grande Crise do Ketchup. A pandemia atacou um mercado improvável (e já há um mercado negro para o molho)

Os problemas da cadeia de suprimentos estão a chegar a um canto distante do universo empresarial: os pacotes de ketchup. O ketchup é o molho de mesa mais consumido nos restaurantes dos Estados Unidos, com cerca …

Justiça britânica perdoa dívida de 60 milhões a Vale e Azevedo

João Vale e Azevedo, ex-presidente do Benfica, foi declarado "exonerado da insolvência" que corria em Londres desde 2009. Um tribunal de Londres declarou que João Vale e Azevedo está exonerado de insolvência. Na prática, a justiça …

Aposta no Parlamento. 10% dos deputados são candidatos às autárquicas

De acordo com as contas do semanário Expresso, 23 deputados da Assembleia da República, ou seja, 10% dos 230 que compõem o hemiciclo, são candidatos às eleições autárquicas do outono. Na quinta-feira, foi aprovado na generalidade …

Relógio japonês parado pelo terramoto de 2011 volta a funcionar novamente (graças a outro sismo)

Um relógio japonês com 100 anos de idade que deixou de funcionar depois do devastador terramoto de 2011 voltou a trabalhar após um novo sismo este ano. De acordo com o jornal Maunichi Shumbun, o relógio, …

O "aeroporto do amanhã" está abandonado no meio de um pântano dos Estados Unidos

Era para ser o "aeroporto do amanhã", um centro intercontinental para aviões supersónicos com seis pistas e conexões ferroviárias de alta velocidade para as cidades vizinhas. Hoje, é pouco mais do que uma pista no …

Ventura tem "receio" que partido seja ilegalizado

Este domingo, o Chega vai organizar uma manifestação contra a ilegalização do partido. André Ventura admitiu ter um "receio muito significativo". O Observador avança que a manifestação tem início no Príncipe Real, passa pelo Tribunal Constitucional …

Três mortos e 441 novos casos em Portugal

Este domingo, Portugal regista mais três mortes e 441 novos casos de infeção, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde, o país …

Autoridades brasileiras ilibam João Loureiro

João Loureiro já não é suspeito no processo que envolve a apreensão de um avião com 500 quilos de cocaína, segundo as autoridades brasileiras. As autoridades brasileiras descartaram, este sábado, qualquer ligação do advogado português João …