Estados Unidos filtram imigrantes que possam ser um “fardo” para o país

Os imigrantes que optem por residir permanentemente nos EUA, mas que o Governo considere que são um encargo para as finanças públicas, podem ver negado o seu visto, de acordo com uma lei que entra esta segunda-feira em vigor.

A partir desta segunda-feira, os imigrantes que queiram residir nos Estados Unidos, que alterem o seu estatuto ou queiram um visto de longa duração estão sujeitos ao escrutínio do Governo norte-americano, que avaliará os encargos que a nova situação envolverá.

A chamada regra do “encargo público” começa a ser aplicada a partir desta segunda-feira, depois de duas decisões do Supremo Tribunal dos Estados Unidos terem revertido decisões judiciais de tribunais de diversos estados que consideravam ilegal o novo dispositivo de seleção na política de imigração.

A regra não se aplica a quem solicita cidadania, nem é retroativa e também exclui refugiados e exilados, bem como pessoas com proteções migratórias, como as que são concedidas a vítimas de violações de direitos humanos.

À luz do novo regulamento, um imigrante legal será definido como um “encargo público” se receber um ou mais subsídios públicos por mais de 12 meses, durante um período de três anos. Esta condição de “encargo público” pode constituir uma dificuldade para os imigrantes que procurem uma autorização para residir permanentemente nos Estados Unidos, com estatuto de green card (carta verde).

“Quase como um teste de riqueza”

O objetivo é garantir que os imigrantes não se tornam um fardo para os sistemas de apoio públicos, obrigando-os a apresentar prova de capacidade financeira para subsistirem sem esse género de subsídios. “A regra é quase como um teste de riqueza”, explica Aaron Reichlin-Melnick, consultor do Conselho Americano de Imigração, que acrescenta que esta preocupação já existia na legislação anterior.

De acordo com este consultor, o que muda agora é a abrangência do conceito de apoio público, que passa a ser aplicado a planos de alimentação, saúde e habitação.

Catalina Sol, diretora da organização não-governamental Clínica do Povo, explica que não haverá muitos imigrantes a serem afetados pela legislação que entra esta segunda-feira em vigor, já que muitos dos programas federais de apoio estão limitados a residentes permanentes há mais de cinco anos.

“Na verdade, esta é uma regra desenhada para assustar as pessoas que pensem ser elegíveis para programas públicos”, diz Catalina Sol.

Fica excluído para os novos imigrantes o acesso a programas de benefícios ligados a seguros de saúde para crianças, programas de nutrição para mulheres e crianças, programas de formação profissional, serviços de assistência infantil, entre outros.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Mulan a preço premium estreia na Disney+ em setembro

A adaptação live-action de Mulan tem nova data de estreia. O anúncio foi feito pela Disney nesta terça-feira (4). O filme chega à plataforma de streaming Disney+ no dia 4 de setembro, estando disponível em …

Belgas trocam as voltas à pandemia e passam férias nas árvores

Enquanto uns passam o verão em casa, outros atrevem-se a ter uma experiência diferente. Alguns belgas estão a passar as noites de verão pendurados em árvores, em tendas em forma de lágrima. A pandemia de covid-19 …

Máscara inteligente traduz até oito línguas (mas não protege do coronavírus)

Esta máscara inteligente, criada por uma empresa japonesa, consegue traduzir o discurso do seu utilizador em várias línguas (mas, por si só, não o protege do novo coronavírus). Quando a pandemia de covid-19 transformou as máscaras …

Empresa fica com excedente de 40 mil quilos de frutos secos devido à covid-19

A GNS Foods, a empresa que nos últimos 30 anos forneceu os frutos secos à American Airlines, ficou com um excedente de 40 mil quilos por causa de restrições impostas devido à covid-19. Servir frutos secos …

Astronautas da NASA fizeram partidas por telefone para "matar" tempo durante o regresso à Terra

Os astronautas da NASA Bob Behnken e Doug Hurley fizeram algumas partidas por telefone durante o regresso à Terra a bordo cápsula Dragon, da empresa SpaceX de Elon Musk, num voo que foi duplamente histórico. …

Em plena pandemia, há um venezuelano que assegura os funerais no Peru

Ronald Marín é a última esperança para os habitantes de Comas, em Lima. O venezuelano é o único que realiza funerais católicos num cemitério longe do centro da capital, em plena pandemia. Vestido com uma túnica …

Covid-19 pôs mais de um milhão de portugueses em teletrabalho no 2.º trimestre

Um milhão de pessoas esteve em teletrabalho no segundo trimestre, sobretudo devido à covid-19, o equivalente a 23,1% da população empregada, enquanto mais de 600 mil não trabalharam nem no emprego nem em casa. De acordo …

Dia da Defesa Nacional regressa ao formato presencial a 2 de setembro

O Dia da Defesa Nacional, que está suspenso desde o dia 9 de março devido à pandemia de covid-19, irá regressar ao formato presencial a 2 de setembro, anunciou o Governo esta quarta-feira. Em comunicado, o …

Norte-americano detido depois de usar fundos da covid-19 para comprar um Lamborghini

As autoridades dos Estados Unidos detiveram um empresário que comprou um carro de luxo da marca Lamborghini com dinheiro que recebeu de programas federais para ajudar os afetados pelo novo coronavírus (covid-19). A notícia é …

FC Porto e Benfica disputam Supertaça a 23 de dezembro

O jogo da Supertaça, que vai opor o FC Porto ao Benfica e que deveria a abrir a temporada 2020/21, vai disputar-se a 23 de dezembro, anunciou, esta quarta-feira, a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). Em …