Estudo controverso não encontra provas de que a canábis alivia a dor crónica

Os resultados de um grande estudo recentemente publicado levantam dúvidas sobre se a canábis reduz a intensidade da dor e o uso de opiáceos.

O estudo, recentemente publicado na Lancet Public Health, que analisou a relação entre o uso de canábis e a dor crónica, está a mostrar-se bastante controverso, dado que contradiz o crescente número de investigações que comprovam que a canábis reduz a intensidade da dor.

A investigação australiana, levada a cabo pelo National Drug & Alcohol Research Center, em Sidney, analisou mais de 1500 pessoas durante quatro anos. Os participantes sofriam de dor crónica, não oncológica, e tomavam opiáceos. Através de questionários e entrevistas, os indivíduos relataram a gravidade da dor, o seu bem-estar mental e o uso de opiáceos e canábis.

Ao contrário do que se esperava, os resultados não mostraram qualquer prova de que o uso de canábis reduz a intensidade da dor. Pelo contrário, o estudo revelou que aqueles que usavam canábis mostraram níveis mais elevados de dor e ansiedade, comparativamente com os pacientes que não usavam a droga.

“Aqueles que relataram o uso de canábis disseram sentir mais dor e lidar pior com ela. Além disso, afirmaram também que a dor interferia com a sua vida”, disse o investigador Gabrielle Campbell, autor principal do estudo.

“Em suma, não houve uma evidência clara de que o uso de canábis tenha interferido na dor, levando a uma redução da intensidade, ou à redução do uso de opiáceos”, afirmou.

No campo da investigação médica, este estudo está a revelar-se bastante controverso, dado que os seus resultados são aparentemente contraditórios se comparados com estudos semelhantes e igualmente recentes.

Segundo o New Atlas, apesar de os estudos sobre os efeitos desta droga terem apresentado resultados contraditórios ao longo da história, tal justifica-se pela falta de especificidade em muitas dessas investigações, bem como à incapacidade de determinar uma métrica objetiva para avaliar a intensidade da dor.

Além disso, é de salientar que estudos anteriores mostraram que dosagens mais específicas de administração de canábis podem traduzir-se em diferentes efeitos, dado que uma dosagem baixa – ou alta – pode fazer a diferença na eficácia dos efeitos em relação à dor crónica.

Bem-estar geral

Embora as análises longitudinais não tenham encontrado diferenças na intensidade da dor entre quem usa canábis e quem não usa, este estudo mostrou que o relato dos indivíduos que tomam esta droga sugere que ela é efetiva para a dor.

No entanto, os investigadores sustentam que este resultado tem a ver com os efeitos da canábis sobre outros aspetos do estilo de vida dos participantes. Por exemplo, a canábis ajuda a que os indivíduos durmam melhor e isso, por sua vez, melhora o bem-estar da pessoa.

Este facto complica a investigação em torno do uso da canábis, dado que os efeitos do uso da droga não podem ser medidos apurando, simplesmente, a gravidade da dor.

Mas uma das limitações mais significativas deste estudo prende-se com o facto de este ser maioritariamente australiano, no qual a canábis medicinal é ilegal. Isto faz com que os dados recolhidos não revelem a forma como os indivíduos estavam a consumir a droga.

Por este motivo, David Caldicott, investigador da Universidade Nacional Australiana, diz que “este estudo mostra que um mercado não regulamentado não funciona”.

ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

      • Bem dito CBD… Compro em Espanha vários cremes ricos em CBD e confirmo atenua da dor de costas cronica, dores de dentes quando aplicado na cara…. Funciona o problema é que não é rentável como drogas sintéticas para os grupos farmacêuticos.

        • Exato!
          Modesto, informo que não é preciso ir a Espanha comprar CBD, existe à venda o óleo puro, com conta gotas, nas lojas Celeiro em Portugal.

RESPONDER

Astrónomos localizaram com precisão o centro do Sistema Solar

Pela primeira vez, uma equipa internacional de cientistas foi capaz de localizar com precisão o centro de gravidade do Sistema Solar. De acordo com o portal Science Alert, que recorda que o baricentro (centro gravidade) …

Misteriosa cruz de mármore com 1.200 anos encontrada no Paquistão

Uma cruz de mármore foi recentemente descoberta no cimo das montanhas do Baltistão, no Paquistão. Os investigadores acreditam que tem cerca de 1.200 anos e que pode ser um sinal da presença de uma antiga …

Nona Sinfonia de Beethoven revela novos detalhes sobre o cérebro humano

A Nona Sinfonia de Ludwig van Beethoven, 250 anos após a sua criação, ajudou a demonstrar a existência de células conceituais no cérebro. Quase 200 anos depois da morte de Beethoven, a maior obra do músico …

Governo vai suspender devolução dos manuais escolares

O ministro da Educação informou hoje que o Governo vai suspender a devolução de manuais escolares, em curso desde 26 de junho, cumprindo a decisão do parlamento, que aprovou uma proposta nesse sentido. O plenário da …

Cuba prestes a abrir portas ao turismo (exceto aos cubano-americanos)

Depois de fechar as suas fronteiras para os turistas no final de março por causa da pandemia da covid-19, Cuba prepara-se agora para reabrir várias das suas baías ao turismo - mas há algumas exceções. …

Cidade do México enterrou os rios para prevenir doenças, mas a covid-19 resiste e prospera

Na tentativa de evitar a disseminação de doenças como a malária e a cólera, a Cidade do México enterrou os seus rios. Agora, como consequência, criou inadvertidamente as condições necessárias para a covid-19 prosperar. A Cidade …

Descoberto sistema de túneis da I Guerra onde estarão enterrados dezenas de soldados

A Agência do Património da Bélgica anunciou esta semana a descoberta de um sistema de túneis alemão da I Guerra Mundial, onde estarão, muito provavelmente, dezenas de soldados enterrados. Em comunicado, citado pela Russia Today, …

Cinco funcionários da Tesla dizem ter sido despedidos por terem ficado em casa durante a pandemia

Cinco funcionários da produtora automóvel Tesla dizem ter sido despedidos por terem ficado em casa durante a pandemia, avança o The Washington Post. De acordo com o jornal norte-americano, foram cinco os colaboradores dispensados da …

"Qual o lugar mais seguro?". Costa compara infetados no Reino Unido e Algarve

O primeiro-ministro apresentou hoje uma tabela que mostra o Reino Unido muito acima do Algarve em número de infetados com covid-19 por cem mil habitantes e pergunta qual o lugar mais seguro para umas férias …

Azul anuncia venda de 6% da TAP ao Estado por 10 milhões de euros

A companhia aérea brasileira Azul, de David Neeleman, anunciou hoje a venda de 6% da TAP, no âmbito do acordo anunciado esta quinta-feira entre o Estado e os acionistas privados, que “garante a continuação” da …