Estudo identifica origem dos órgãos genitais

Patrick Tschopp / Harvard Medical School

-

Quando os animais invertebrados evoluíram do mar para a terra, foram necessárias algumas mudanças drásticas, já que os seus ancestrais marinhos não tinham necessidade de órgãos sexuais externos.

Agora, um novo estudo revela as mudanças genéticas que permitiram que os animais terrestres desenvolvessem órgãos sexuais.

A investigação divulgada na publicação científica Nature sugere que a chave da origem dos órgãos genitais estaria nos membros – pelo menos em cobras e lagartos. Nesses casos, para que as genitálias (chamadas de hemipenes) se desenvolvam, um centro de sinalização dá instruções para que os genes relevantes sejam ligados.

Inicialmente, os investigadores queriam perceber por que é que as cobras não desenvolvem membros, mas logo descobriram que os primeiros estágios do desenvolvimento genital se assemelhavam à formação dos membros.

Descobriram ainda que, com um “empurrãozinho”, células embrionárias de membros de lagartos e cobras poderiam ser transformadas em órgãos genitais. Em ratos, as células da cauda poderiam ser manipuladas de forma semelhante.

A equipa conseguiu isso movendo a posição de “uma fonte de sinalização” chamada de cloaca – uma estrutura embrionária transitória que emite moléculas de sinalização para “ligar ou desligar” genes.

“Isso demonstra que há uma flexibilidade sobre o tipo de célula que pode ser recrutada durante o desenvolvimento para formar a genitália”, disse Patrick Tschopp, da Faculdade de Medicina de Harvard (EUA), autor do estudo.

“O que nós fomos capazes de mostrar é que se transplantarmos essa cloaca em células dos membros ou da cauda, essas células respondem de uma forma que reflete o seu desenvolvimento sendo redirecionado para um destino genital. Em outras palavras, ao extraviar um sinal molecular, podemos desviar essas células nas sua trajetória de desenvolvimento.”

Com o objetivo de mudar os destinos dessas células, os investigadores traçaram as populações de células que formam os órgãos genitais durante o desenvolvimento.

“Recrutamento” de células

Os investigadores, então, analisaram os componentes genéticos das células embrionárias para identificar quais foram os genes ativados e desativados extraindo e sequenciando moléculas de RNA, os mensageiros de cada gene.

O estudo também constatou que nos ratos os órgãos sexuais tinham origens genéticas na cauda. Segundo os investigadores, isso ocorreu devido a uma posição diferente da cloaca que alterou as células que poderia “recrutar” para formar a genitália.

Tschopp explicou que a evolução genital foi outra medida de adaptação vital para a vida na terra, semelhante à forma como os membros têm uma origem evolutiva nas nadadeiras.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Canadá. Indígena e neta de 12 anos detidos ao tentarem abrir conta em banco

Um indígena apresentou duas queixas por racismo após ter sido detido e algemado, juntamente com a sua neta de 12 anos, quando tentava abrir uma conta no BMO - Banco de Montreal, no Canadá. Em dezembro, …

ONG encontra alianças de casal de migrantes que sobreviveu a naufrágio

As alianças encontradas pela ONG espanhola pertencem a um casal de migrantes argelinos que sobreviveu, em outubro, a um naufrágio ao largo da costa de Lampedusa, em Itália. De acordo com o jornal The Guardian, foi no …

Turquia condena 337 pessoas a perpétua por ligação à tentativa de golpe

Mais de 300 pessoas foram condenadas a prisão perpétua, esta quinta-feira, na maioria oficiais e pilotos militares, no principal julgamento relacionado com a tentativa de golpe falhado de 2016. De acordo com o jornal Público, a …

Rangers 2-2 Benfica | "Power" das águias chega para empatar

Num último assomo, o Benfica conseguir empatar um jogo que parecia irremediavelmente perdido. No espaço de três minutos – dos 78 aos 81 -, um autogolo de Tavernier, com intervenção decisiva de Gonçalo Ramos, e …

Lulas gigantes estão a deixar enormes cicatrizes em tubarões brancos

Cientistas marinhos encontraram evidências que sugerem que grandes tubarões brancos (Carcharodon carcharias) estão a ser atacados por lulas gigantes no Oceano Pacífico. Uma equipa de investigadores encontrou 14 tubarões brancos (Carcharodon carcharias) com evidências de cicatrizes …

Twitter passa a alertar utilizadores que colocam "like" em informações incorretas

O Twitter passou a alertar os utilizadores quando estes tentam 'curtir' uma publicação que contenha informações consideradas incorretas, medida que faz parte da esforço da empresa para combater a desinformação. Esta mudança significa que os utilizadores …

Erosão causada por tempestade tropical revela naufrágio do século XIX na Florida

Depois da tempestade tropical Eta arrebatar o norte da Florida no início deste mês, um banhista fez uma descoberta inesperada enquanto caminhava na costa de St. Augustine. Ao caminhar pelas dunas de areia de Crescent Beach, …

Uma mentira de um trabalhador de uma pizzaria forçou o confinamento na Austrália do Sul

O estado da Austrália do Sul decretou um confinamento geral, no dia 18 de novembro, depois de um funcionário de uma pizzaria ter mentido. Segundo o Huff Post, o homem, de nacionalidade espanhola, estava infetado com …

Jogar Monopólio, Scrabble ou até bilhar pode ser (ainda) mais divertido com uma nova mesa touch

Por mais divertidos que sejam os jogos de tabuleiro, estes podem ser um passatempo caro pois quem realmente gosta não se cansa de os comprar. Agora, a empresa Arcade1Up criou o Infinity Game Table que …

A apreensão histórica de cetamina na Tailândia não foi assim tão histórica. Eram só aditivos alimentares

Análises laboratoriais revelaram que a apreensão "histórica" de cetamina anunciada pelo Governo da Tailândia há cerca de duas semanas foi, na verdade, uma apreensão de aditivos alimentares e agentes de limpeza. As autoridades tailandesas anunciaram, …