Estudo controverso sugere que o Universo não é, afinal, um holograma

MathewKennedy / Deviant Art

O universo não é, afinal, um holograma?

O universo não é, afinal, um holograma?

Investigadores do Fermi National Accelerator Laboratory (Fermilab), nos EUA, testaram uma das pedras angulares da Teoria das Cordas e da gravidade quântica e afirmam, baseados na sua experiência controversa, que o universo não é, afinal, um holograma.

O princípio holográfico até agora aceite pela comunidade científica afirma que toda a matéria e energia do universo podem ser descritas projectando a sua informação numa “tela”.

Se isso fosse verdade, o mundo precisaria de uma dimensão a menos para ser explicado – por exemplo, um universo de três dimensões poderia ser descrito em termos das suas propriedades em duas dimensões.

O Fermilab testou se seria possível conhecer com exatidão a posição 3D numa escala muito pequena – 10-35 metros, biliões de vezes menor do que um quark.

Se o universo fosse um holograma – exigindo, portanto, menos uma dimensão que as que vemos -, poderíamos não ser capazes de medir todas as direções (frente-trás, de cima para baixo, esquerda-direita) com a mesma precisão.

A equipa chamou esta incerteza de “ruído holográfico“.

Sem abanão

Para testar a teoria, os cientistas usaram um interferómetro, um sistema de lasers e espelhos que pode detetar diferenças subtis na luz durante a sua viagem entre a emissão até o detetor.

Craig Hogan, o físico teórico por trás da experiência, acredita que se o universo fosse um holograma os lasers enviados em direções diferentes não encontrariam a posição com precisão.

Fermilab

Um membro da equipa do Holómetro ajusta o dispositivo de medição do espaço-tempo no Fermilab, Illinois

Um membro da equipa do Holómetro ajusta o dispositivo de medição do espaço-tempo no Fermilab, Illinois

O ruído holográfico faria o laser “abanar” e os instrumentos são capazes de detectar essas alterações mínimas – mas nenhum abanão foi detetado.

A experiência é controversa porque vários físicos não acreditam que o princípio holográfico exigiria a existência deste ruído.

Yanbei Chen, teórico do Instituto de Tecnologia da Califórnia, afirma não compreender plenamente a teoria por trás do ruído holográfico, mas elogia Craig Hogan e a equipa do Fermilab por procurar por uma confirmação experimental das previsões da Teoria das Cordas.

“Pelo menos estão a fazer algum esforço para fazer um teste experimental”, aponta Chen. “Deveríamos fazer mais disto, e se os teóricos das cordas se queixam de que isto não é um bom teste ao que eles estão a fazer, poderiam bem começar a fazer os seus próprios testes”.

HypeScience

PARTILHAR

RESPONDER

Foguete impresso em 3D está quase pronto para a sua primeira missão no Espaço

A Relativity Space é uma empresa que pretende lançar em órbita o primeiro foguete imprimido a 3D. A startup diz que já recolheu o financiamento necessário para a sua primeira missão. Com uma visão inovadora, a …

Casaco e guitarra de Kurt Cobain vão a leilão (e valem milhares de euros)

O casaco que o líder dos Nirvana usou no lendário concerto MTV Unplugged in New York vai ser leiloado, com um preço de venda estimado em 270 mil euros. Uma guitarra de Cobain pode ficar …

"50 sombras" da Idade Média. Páginas censuradas de um livro francês encontradas nos EUA

As páginas de um romance medieval foram descobertas nos arquivos da Diocese de Worcester, no estado norte-americano de Massachusetts.  Investigadores descobriram uma versão perdida de um romance medieval, que contém cenas eróticas. O poema francês - …

A tecnologia usada na Bitcoin também está a ser usada para encontrar o amor

Várias dating apps (aplicações de encontros) estão a recorrer ao blockchain para que os seus utilizadores possam encontrar a cara-metade de uma forma mais segura e transparente. O Tinder é provavelmente a dating app mais usada …

Elon Musk quer enviar passageiros para o Espaço já no próximo ano

O bilionário Elon Musk, também fundador da fabricante de automóveis elétricos Tesla, fez um anúncio surpreendente: quer que pôr passageiros no Espaço já em 2020. “Isto pode soar totalmente louco, mas queremos tentar entrar em órbita …

Cientistas reverteram principal sintoma da esquizofrenia em camundongos

Um medicamento que está atualmente a ser desenvolvido para tratar a leucemia reverteu (em camundongos) um sintoma de esquizofrenia anteriormente intratável: o enfraquecimento da memória de trabalho. A memória de trabalho é um processo cerebral fundamental usado …

Para as criaturas marinhas, as doenças infecciosas são a sentinela da mudança

Uma recente investigação analisou as mudanças nas doenças relatadas em espécies submarinas num período de 44 anos. A conclusão não surpreende: a saúde dos oceanos está a piorar a passos largos. A compreensão das tendências oceânicas …

Solidariedade e ambiente. Nos EUA, já é possível doar as suas peças Lego

Nunca somos demasiado velhos para brincar com peças Lego. No entanto, se estiver a ficar sem espaço para as arrumar e estiver à procura de uma forma de garantir que os seus blocos acabam em …

Eis os primeiros smartphones pensados e fabricados em África

https://vimeo.com/365789486 No Ruanda nasceram os primeiros rebentos do grupo Mara, que anunciou o lançamento dos seus dois primeiros smartphones. São os primeiros a serem totalmente fabricados em África. Estes são os dois primeiros smartphones totalmente fabricados em …

Siza Vieira recebe Grande Prémio da Academia de Belas-Artes francesa

O arquitecto Álvaro Siza Vieira recebeu o Grande Prémio de Arquitetura da Académie des Beaux-Arts, pelo conjunto do seu percurso, no valor de 35 mil euros. “É uma grande honra, porque é um prémio importante. É …