Estudantes de Aveiro criam app de “boleias personalizadas”

DR

Os fundadores da Thumbeo, João Pedro Pedrosa e Eduardo Duarte, são licenciados pela Universidade de Aveiro

Os fundadores da Thumbeo, João Pedro Pedrosa e Eduardo Duarte, são licenciados pela Universidade de Aveiro

João Pedro Pedrosa e Eduardo Duarte, alunos da Universidade de Aveiro, criaram uma aplicação de partilha de boleias. Mais de 600 viagens já foram feitas através da Thumbeo.

João Pedro Pedrosa viajava frequentemente de boleia entre Leiria, a sua cidade natal, e Aveiro, onde estava a fazer uma licenciatura em Tecnologias e Sistemas de Informação. E não era o único: na universidade, muitos colegas usavam a mesma estratégia para viajar e poupar uns euros.

Foi com esse pano de fundo que João e Eduardo Duarte se lembraram de criar a Thumbeo, uma aplicação de partilha de boleias que quer levar exatamente onde se quer.

A ideia de criar um sistema de partilha de boleias não é propriamente inovadora. Então, o que distingue este sistema, lançado oficialmente em maio deste ano?

“O que fazemos de diferente é ser mais personalizado. Concentramo-nos em sítios específicos e eventos. Por exemplo, em vez de uma boleia entre Aveiro e Lisboa, o utilizador pode conseguir uma viagem entre a rua x de Aveiro e o Estádio da Luz ou um festival”, responde João Pedrosa.

thumbeo / Facebook

-

Depois de ser descarregada, a app — gratuita e, para já, disponível apenas para Android — exige um rápido registo (que pode ser feito através de email ou Facebook) e deteta a localização do utilizador, dando imediatamente a informação sobre as boleias disponíveis num raio de 50 quilómetros.

Parcerias com festivais de música

A Thumbeo permite fazer pesquisas por condutores, “hashtags” (como nomes de festivais, por exemplo) e origem e destino. É também possível subscrever “hashtags” e receber notificações sempre que são criadas viagens com esse destino e criar “boleias recorrentes”.

“Posso dizer que de segunda a sexta, durante um mês, vou fazer uma determinada viagem. Nas aplicações existentes isto só podia ser feito criando eventos novos todos os dias”.

Depois de acordada uma boleia, as pessoas que a vão partilhar podem ainda conversar num “chat” da aplicação.

“É nessa altura que podem ser acertados pormenores como preços, algo que são as pessoas que decidem e no qual não nos metemos. Ou alguém pode avisar que se vai atrasar, por exemplo”.

O sistema de João Pedro Pedrosa, 23 anos, e Eduardo Duarte, 22, foi inicialmente criado para uma cadeira da licenciatura que frequentavam na Universidade de Aveiro. E tinha, nessa altura, um foco ligeiramente diferente.

“A nossa ideia inicial era criar algo relacionado com táxis, como a Uber”. Foi já depois de terem saído vencedores de um concurso — que tinha como prémio ficarem incubados numa empresa — que os jovens mudaram o foco. “Nas boleias encontramos mais espaço de mercado”.

Com o apoio das empresas aveirenses Ubiwhere e Oakreative, os jovens vão continuar a melhorar a versão Android — que conta já com 200 utilizadores e mais de 600 boleias criadas — e, a partir de setembro, devem mergulhar no universo iOS. Em andamento estão já negociações para parcerias com diversos festivais de música.

JPN

Creative Commons logo  Artigo publicado sob licença Creative Commons BY-NC-ND 2.0
PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Um ano após o confinamento de Wuhan o mundo continua em crise devido à covid-19

Quase um ano depois da imposição do confinamento na cidade de Wuhan para travar o vírus SARS-CoV-2, que se assinala este sábado, o mundo continua em luta contra a pandemia, apesar do aparecimento de vacinas. A …

Pessoas com certas características podem ser mais suscetíveis a "ouvir" os mortos

Uma equipa de cientistas identificou certas características que podem tornar as pessoas mais suscetíveis a alegar que “ouvem” os mortos. Um novo estudo sugere que as pessoas que se descrevem como "clariaudientes" - em oposição a …

Sporting 1 - 0 SC Braga | Leões conquistam Taça da Liga com golo de Porro (e algum sofrimento)

O Sporting reconquistou hoje a Taça da Liga de futebol, ao vencer na final o Sporting de Braga, por 1-0, em Leiria, com um golo de Pedro Porro e enorme resistência durante a segunda parte. O …

Estados Unidos querem rever o acordo com rebeldes talibãs no Afeganistão

Os Estados Unidos indicaram hoje às autoridades afegãs o seu desejo de rever o acordo entre o Governo norte-americano e os talibãs, assinado em fevereiro de 2020, particularmente para "avaliar" o respeito dos rebeldes pelos …

"Excedeu todas as expetativas". Implante de córnea artificial devolve visão a homem cego

Um homem de 78 anos que estava cego dos dois olhos há 10 anos recuperou a visão após receber o primeiro implante de uma córnea artificial desenvolvida pela startup israelita CorNeat Vision. O implante CorNeat KPro …

Tenista João Sousa falha Open da Austrália após ter estado infetado

João Sousa vai falhar o Open da Austrália depois de ter estado infetado com o novo coronavírus, por determinação das autoridades australianas, anunciou hoje o tenista português. "É com muita tristeza que vos dou a conhecer …

Cientistas criam nova forma de produzir carne em laboratório (e prometem manter o sabor e a textura)

Uma equipa da McMaster desenvolveu uma nova forma de carne cultivada, através do uso de um método que promete manter o sabor e a textura mais naturais do que as outras alternativas à carne tradicional. Os …

Papa pede "jornalismo corajoso" e controlo de notícias falsas na Internet

O papa Francisco pediu hoje um "jornalismo corajoso" que venha ao encontro das pessoas e histórias, propondo ainda o controlo das notícias falsas na Internet, especialmente neste período de pandemia da covid-19. “Opiniões atentas lamentam, há …

A cidade mais antiga das Américas está sob ameaça de invasão (e a culpa é da pandemia)

Tendo sobrevivido durante cinco mil anos, o sítio arqueológico mais antigo das Américas está sob a ameaça de invasores que afirmam que a pandemia de covid-19 os deixou sem outra opção a não ser ocupar …

Suspeito do homicídio de Bruno Candé nega ter agido impulsionado por racismo

Evaristo Marinho disparou vários insultos racistas contra Bruno Candé: “Vai para a tua terra, preto, tens a família toda na sanzala e também devias lá estar”, foi um deles. Três dias depois acabou por matá-lo, …