Estudante vive há dois anos em Nova Iorque sem produzir lixo

Lauren Singer / trashisfortossers.com

Lauren Singer, há dois anos sem produzir lixo

“Um dia, parei à frente ao caixote do lixo e não podia acreditar que tinha produzido tanto lixo sozinha”, conta a estudante nova-iorquina Lauren Singer, de 23 anos.

Lauren Singer estudava Ciências do Meio Ambiente na New York University, nos Estados Unidos, e considerava-se uma ambientalista praticante.

“Mas, no último ano da universidade, tive um professor, Jeffrey Hollender, activista e co-fundador da distribuidora de produtos naturais Seventh Generation, que insistia muito para que vivêssemos de acordo com os nossos valores”, recorda-se Lauren.

“Foi então que me apercebi de que o que eu pregava e o caixote do lixo a transbordar de plástico eram uma contradição”.

Assim começou a busca de Lauren por uma vida sem lixo. “Há dois anos que não produzo qualquer lixo”, diz Lauren.

Nenhum? Nada??

“Bem, guardei o lixo que produzi nos últimos quatro meses: quatro etiquetas que vieram nas frutas orgânicas”.

As etiquetas estão expostas no site de Lauren, Trash is for Tossers. O lixo é para os tolos.

Reciclar e reutilizar

Lauren começou a mudar os seus hábitos substituindo recipientes de plástico por alternativas de vidro, que são reutilizáveis.

Passou a comprar alimentos a granel, o que reduziu consideravelmente a quantidade de lixo que gerava.

E decidiu usar só roupas em segunda mão. E aboliu o carro.

“Como vivo em Nova Iorque, vou para quase todo o lado a pé. Quando tenho que ir mais longe, uso os transportes públicos”, conta Lauren à BBC.

Lauren Singer / trashisfortossers.com

Todas as semanas, Lauren leva o seu lixo orgânico para ser transformado em adubo

Todas as semanas, Lauren leva o seu lixo orgânico para ser transformado em adubo

Mas e os dejectos que não podem ser evitados, como o papel higiénico, as cascas de fruta ou a roupa que ficou velha demais?

Todas as semanas, Lauren leva todo o seu lixo orgânico, incluindo o papel higiénico, a um centro de reciclagem, onde estes resíduos são transformados em adubo.

Também as roupas, lençóis e tecidos, quando estão já muito gastos, vão para um centro de reciclagem.

Fórmulas para tudo

Lauren explica que passar a evitar certos produtos não foi o mais complicado. Difícil foi encontrar alternativas orgânicas para o que usamos no dia a dia.

Em muitos casos, a solução foi passar a fabricar ela própria certos produtos. Lauren produz por exemplo o sabão em pó que usa na máquina de lavar roupa.

“Pasta dos dentes, cremes para a pele ou detergentes para limpeza”, conta Lauren, “deu bastante trabalho investigá-las e aperfeiçoá-las, mas agora tenho receitas para tudo.

Recentemente, Lauren criou uma empresa, a The Simply Co, para vender os produtos que fabrica.

Ao mesmo tempo, no seu site, Lauren explica a sua forma de vida, expõe as suas ideias e oferece as alternativas que foi descobrindo ao longo do tempo.

Entre outras alternativas, Lauren usa escovas de bambu em vez das tradicionais de plástico

Entre outras alternativas, Lauren usa escovas de bambu em vez das tradicionais de plástico

Alternativas

Escovas dos dentes em bambu em vez das clássicas de plástico. Sacos de tecido para substituir os plásticos, de supermercado. E até um substituto ecológico para os pensos higiénicos.

“É necessário um certo esforço, mas é totalmente possível evoluirmos para uma vida sem descartáveis“, assegura Lauren.

Mas a sua opção de vida não afectou os seus relacionamentos sociais? Não se sente isolada vivendo dessa maneira em uma cidade como Nova York?

“Pelo contrário!”, exclama Lauren, “acho que sou hoje uma pessoa mais sociável. Formou-se uma comunidade à volta deste tema e muita gente procura-me para pedir conselhos, partilhar ideias e propor alternativas”.

Se isto é possível numa grande cidade como Nova Iorque, é possível em qualquer lugar, assegura Lauren.

“Podemos viver sem produzir lixo. A escolha é sua“.

Lauren Singer / trashisfortossers.com

Um pic-nic lixo-zero em Nova Iorque

Um pic-nic lixo-zero em Nova Iorque

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas usam a Lua como espelho gigante para procurar extraterrestres

Os astrónomos ainda não desistiram de procurar vida para lá da Terra e acabam de criar um novo método para encontrar exoplanetas habitáveis, que envolve o uso da Lua como uma espécie de espelho gigante. Especialistas …

Astrónomos descobriram um buraco negro "incapaz" de fazer o seu trabalho

Astrónomos descobriram o que pode acontecer quando um buraco negro gigante não interfere na vida de um enxame de galáxias. Usando o Observatório de raios-X Chandra da NASA e outros telescópios, mostraram que o comportamento passivo …

Homem na casa dos 20 anos morre de peste no Novo México

Um homem na casa dos 20 anos morreu de peste septicémica no estado norte-americano do Novo México, anunciaram as autoridades de saúde deste estado. A vítima, cuja identidade não foi revelada publicamente, viva em Rio …

Cara do pintor italiano Rafael reconstruida para resolver mistério do seu túmulo

Uma equipa de especialistas fez uma reconstrução em 3D da cara do pintor italiano renascentista Rafael. Assim, confirmaram o seu aspeto físico e resolveram o mistério relativamente ao seu túmulo. O rosto do pintor italiano Rafael …

Novo método não-invasivo permite diagnosticar cancro cerebral sem fazer incisões

Diagnosticar tumores cerebrais pode ser difícil e muito invasivo. Agora, uma equipa de investigadores desenvolveu um método para detetar cancro no cérebro sem ser necessária qualquer incisão. Os tumores cerebrais são normalmente diagnosticados através de imagens …

A última plataforma de gelo intacta do Canadá colapsou. Criou um icebergue maior do que o Porto

A plataforma de gelo Milne, no Canadá, fragmentou-se no final do mês de julho, formando vários icebergues, dois dos quais de grandes dimensões. Cientistas ouvidos pela agência noticiosa AP referem que esta era uma plataforma especial, …

Ícones da moda de luto: a indústria fashion nunca mais será a mesma

Muitas são as áreas da economia a ser gravemente afetadas pela pandemia de covid-19. A indústria da moda não foge à tendência e já são muitos os líderes de grandes marcas a "declarar morte" à …

Covid-19: Cigarros eletrónicos aumentam riscos de infeção em cinco a sete vezes para jovens

O risco de contrair covid-19 entre adolescentes e jovens adultos que fumam cigarros eletrónicos é cinco a sete vezes superior, segundo um estudo liderado pela faculdade de Medicina da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos. O …

Apenas 10% da população escreve com a mão esquerda. Cientistas lutam para explicar porquê

Em praticamente qualquer lugar do globo, apenas 10% das pessoas são canhotas, isto é, têm maior habilidade com o lado esquerdo do corpo, especialmente com a mão, comparativamente com o lado direito. Os cientistas tentam há …

Para reavivar o turismo, esta pequena cidade está a contar com a ajuda dos "vampiros"

A pequena cidade de Forks, em Washington, nos Estados Unidos, é lar de 3.600 pessoas, cujos meios de subsistência nos últimos 15 anos foram impulsionados por uma indústria do turismo alimentada por "Crepúsculo", a série …