Estudante inventa robôs capazes de cultivar alimentos em Marte

Estudante de engenharia aeroespacial está a desenvolver dois robôs que, além de controlarem o crescimento das plantas, conseguem perceber o estado de saúde dos astronautas.

Uma grande preocupação relativamente à chegada do Homem a Marte é o cultivo de alimentos, uma vez que o terreno marciano não é tão fértil como por cá e quase não possui oxigénio.

Mas Heather Hava, uma estudante de engenharia aeroespacial da Universidade do Colorado em Boulder, nos Estados Unidos, quer ter a certeza que conseguimos ultrapassar esse problema.

A jovem acabou de inventar dois robôs que não só são capazes de cultivar frutas e vegetais no Espaço, como também conseguem monitorizar o estado de saúde dos astronautas.

O primeiro, chamado SPOT, consegue cultivar morangos, tomates, pimentos, couve e até ervas aromáticas, como o manjericão, dentro de uma câmara compacta.

Trata-se de um mini-jardim hidropónico, o que significa que os alimentos são cultivados a partir de um sistema sem qualquer tipo de terra, contando apenas com água com nutrientes.

A água, depois de utilizada para regar as sementes, é armazenada num recipiente que deve ser libertada pelos astronautas que, por sua vez, são também responsáveis pelo reabastecimento do líquido.

Segundo Hava, este pode ser um processo bastante terapêutico para os astronautas que, como se sabe, estão confinados a um espaço muito limitado.

“Podem ver, por exemplo, os morangos a crescer, a mudarem de cor-de-rosa para vermelho. Há um benefício psicológico muito grande durante todo o processo. E, no final, têm direito ao prémio”, justifica ao Tech Insider.

O SPOT conta ainda com um sistema de aquecimento e refrigeração que mantém a temperatura da água a um nível propício para o cultivo. Além disso, consegue controlar os níveis de pH, humidade e todos os estágios do processo de crescimento da colheita.

O robô conecta-se aos dispositivos através de uma aplicação de inteligência artificial, que pode ser utilizada quer pelos astronautas quer pelos funcionários da NASA.

O outro robô, batizado de AgQ, foi desenvolvido com o objetivo de monitorizar o estado de saúde das plantas, assim como a dos astronautas.

O dispositivo é capaz de alertar quando a água do cultivo precisa de ser trocada, se o pH do líquido está acima ou abaixo do nível adequado, ou se alguma planta está a morrer.

Com os astronautas, a sua aplicação funciona através de um fato especial que, quando vestido, consegue perceber se o sistema nervoso da pessoa em questão está alterado.

A estudante pretende testar as suas invenções no Mars Desert Research Station, um terreno no estado norte-americano do Utah que simula como seria viver em Marte.

Neste momento, encontra-se a desenvolver o terceiro SPOT, que deverá ser uma versão mais leve do primeiro. Está a tentar angariar 150 mil dólares para financiar estes robôs e conseguir acabar o seu doutoramento.

“Isto é só o início”, afirma a estudante ao mesmo site.

ZAP / Canal Tech

PARTILHAR

RESPONDER

As pessoas que comem mais gordura láctea têm menor risco de doença cardíaca

As pessoas que fazem uma dieta com maior teor de gordura láctea têm um menor risco de desenvolver doenças cardiovasculares, revela um novo estudo. Uma equipa internacional de cientistas estudou o consumo de gordura láctea de …

Alaphilippe revalida título de campeão mundial de fundo

O francês Julian Alaphilippe revalidou neste domingo o título de campeão mundial de fundo, ao cortar isolado a meta no final da “prova rainha” dos Mundiais de ciclismo de estrada, que decorreram na região belga …

Do céu ao inferno. Adeptos do Palmeiras chamam "arrogante" a Abel Ferreira

O Palmeiras perdeu e está cada vez mais longe da liderança do Brasileirão. Os adeptos estão insatisfeitos com as exibições e chamaram "arrogante" a Abel Ferreira. O Palmeiras, treinado pelo português Abel Ferreira, perdeu na deslocação …

Mesmo depois da morte de Ihor, centro do aeroporto ainda tem videovigilância "muito limitada"

Um ano e meio após a morte de Ihor Homeniuk, o centro de instalação temporária do aeroporto de Lisboa (CIT) continua sem cobertura total de câmaras de videovigilância em zonas comuns. A situação atual distancia-se daquilo …

Liveblog Autárquicas. Afluência de 42,34% até às 16h

Realizam-se este domingo Eleições Autárquicas em Portugal, nas quais está em jogo a eleição de 308 presidentes de câmaras municipais, os seus vereadores e assembleias municipais, bem como 3091 assembleias de freguesia. Acompanhe tudo no …

Arqueólogos desenterram (acidentalmente) ossadas com 800 anos no Peru

Os restos mortais de oito pessoas, com aproximadamente 800 anos de idade e enterrados com alimentos e instrumentos musicais na mesma câmara funerária, foram encontrados ao sul de Lima, no Peru, durante a instalação de …

Marcelo apela ao voto "por memória deste ano e meio que não esqueceremos"

O Presidente da República considerou que votar nas eleições autárquicas é mais importante do que nunca para o país recomeçar a viver e a sair das crises sanitária, económica e social. Este apelo ao voto foi …

Onde e como? Um guia para votar nas eleições autárquicas

As mesas de voto das eleições autárquicas abriram hoje às 08:00 no continente e na Madeira para a escolha dos dirigentes dos municípios e das freguesias para os próximos quatro anos. Nos Açores, as urnas abrem …

Ensino Superior: 33% dos candidatos ficaram de fora. Veja se ficou entre os colocados

Mais de 49 mil novos estudantes entraram agora para o ensino superior, tendo ficado sem colocação 33% dos candidatos à primeira fase do concurso nacional de acesso, revelam dados divulgados hoje pelo Ministério do Ensino …

Pessoas mais pobres são vistas como menos suscetíveis à dor

Um novo estudo indica que os indivíduos de classe baixa são estereotipados como insensíveis à dor física, o que pode impactar os seus cuidados médicos. “As estatísticas de saúde indicam que as pessoas ricas recebem um …