Milhões de estrelas-do-mar morreram transformadas em gosma. Cientistas já sabem porquê

Jerry Kirkhart / Wikimedia

Uma estrela do mar da espécie Pycnopodia helianthoides

Cientistas descobriram finalmente o culpado por trás da morte de milhões de estrelas do mar, que apareceram em várias regiões do mundo transformadas numa espécie de gosma.

Em 2013, milhões de estrelas-do-mar morreram de forma estranha, ao longo de toda a costa oeste da América do Norte, com os seus membros separados do resto do corpo e desfeitos numa espécie de gosma.

Mais de 20 espécies foram afetadas, conta o site Science Alert. Em algumas áreas, populações da estrela-do-mar do girassol (Pycnopodia helianthoides) caíram, em média, cerca de 90% em poucas semanas, uma perda que fez com que esta espécie, outrora comum e abundante, desaparecesse da maioria da região em apenas alguns anos.

Os cientistas começaram a suspeitar que o culpado desta situação fosse algum vírus ou bactéria, no entanto, os estudos realizados afastaram esse cenário. Mas agora, conta o mesmo site, uma equipa de biólogos marinhos desvendou finalmente o mistério.

Ao comparar os tipos de bactérias em estrelas-do-mar saudáveis e nas que sofrem desta doença debilitante, os investigadores descobriram que as que prosperam em ambientes com pouco oxigénio eram abundantes nos animais doentes, como os copiotróficos (organismos encontrados em ambientes ricos em nutrientes).

Experiências feitas em laboratório confirmaram que a água com escassez de oxigénio causou estas lesões em 75% das estrelas-do-mar. Adicionar muitos nutrientes ou fitoplâncton à água também fez com que a saúde destes animais diminuísse.

Ao reanalisar amostras de tecido de 2013, os cientistas detetaram excesso de azoto, um sinal de que estas estrelas-do-mar morreram sufocadas.

“As estrelas-do-mar difundem oxigénio sobre a sua superfície externa através de pequenas estruturas chamadas pápulas. Se não houver oxigénio suficiente à volta das pápulas, a estrela-do-mar não consegue respirar“, explicou, em comunicado, Ian Hewson, microbiologista marinho da Universidade Cornell, nos Estados Unidos, e um dos autores do estudo publicado, a 6 de janeiro, na revista científica Frontiers in Microbiology.

A equipa observou ainda que a maioria destes eventos foi relatada no final do outono ou do verão, quando o fitoplâncton que aumenta os níveis de nutrientes na água através da fotossíntese é mais abundante. Temperaturas mais altas são causas conhecidas do florescimento de fitoplâncton.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Já há uma calculadora que prevê o risco de se ser infetado com covid-19 (em diversos cenários)

Já existe uma ferramenta online que calcula o risco de se ser infetado com covid-19. Chama-se microCOVID, baseia-se em dados recentes, analisa diferentes cenários e foi desenvolvida por um grupo de amigos. Numa altura em que …

Alargamento de teletrabalho não deve abranger empresas de menor dimensão

O Governo defendeu esta sexta-feira, na Concertação Social, que "as empresas de menor dimensão" devem ficar excluídas da medida que prevê o alargamento do teletrabalho a pais com filhos menores de oito anos, sempre que …

Costa acusa oposição de “absoluta impreparação” por não saber o que é o PRR

O secretário-geral do PS, António Costa, acusou esta sexta-feira a oposição de “absoluta impreparação” por não saber o que é o PRR, nem a “missão patriótica” que consiste em pô-lo “em marcha para o bem …

Asteroide que dizimou dinossauros permitiu que as cobras evoluíssem (e se espalhassem pelo mundo)

As cobras devem, em parte, o seu sucesso na Terra ao asteroide que atingiu o planeta há 66 milhões de anos e levou à extinção dos dinossauros, aponta um novo estudo. Além da extinção dos dinossauros …

Novo modelo geofísico ajuda a prever furacões com origem no Golfo do México

Ao analisar a temperatura da atmosfera, que se encontra a vários quilómetros acima da Terra, os investigadores descobriram uma forma de prever quantos furacões podem afetar o Golfo do México no verão e no outono. Os …

Requiem. Supernova irá fazer uma "reaparição fantasmagórica" em 2037

Uma supernova distante, chamada Requiem, vai fazer uma "reaparição fantasmagórica" em 2037. O Hubble captou-a três vezes em 2016, graças a um fenómeno conhecido como lente gravitacional. A Requiem é o resultado de uma explosão estelar …

A polícia holandesa achava que tinha em mãos o mafioso mais procurado da Europa. Afinal, era só um fã de F1

Um homem de Liverpool de 54 anos pensava que o grande evento da sua viagem aos Países Baixos seria assistir ao Grande Prémio de Fórmula 1, mas acabou detido numa prisão de alta segurança por …

Cobertura global de corais caiu para metade desde 1950, revela relatório

A cobertura global de recifes de coral caiu para metade desde 1950, cenário originado pelo aquecimento global, pesca excessiva, poluição e destruição de habitats naturais, revelou uma análise divulgada esta sexta-feira. Desde a Grande Barreira de …

O sonho de Christo concretizou-se, 60 anos depois. O Arco do Triunfo foi embrulhado como um presente

Já desde o início dos anos 60 que Christo imaginava como seria cobrir o Arco do Triunfo em tecido. A sua visão foi finalmente concretizada e pode ser visitada entre 18 de Setembro e 3 …

Holanda. Ministra da Defesa renuncia devido à crise de evacuação do Afeganistão

Após a ministra das Relações Externas holandesa, Sigrid Kaag, renunciar devido ao desastre da evacuação do Afeganistão, esta sexta-feira foi a vez da ministra da Defesa, Ank Bijleveld. Segundo relatou o Guardian, acredita-se que os ministros …