Estivadores do Porto de Setúbal em greve de 3 a 17 de fevereiro

Steven Governo / Lusa

O Sindicato dos Estivadores e Atividade Logística (SEAL) entregou um pré-aviso de greve ao trabalho extraordinário, de 3 a 17 de fevereiro, no Porto de Setúbal, para a empresa de estiva Sadoport, detida a 100% pelo grupo turco Yilport.

Na empresa de estiva Sadoport, a greve incidirá “sobre todo o trabalho suplementar, ou seja, sobre todo o trabalho que ultrapasse o turno normal de trabalho, em dias úteis, e sobre todo o trabalho em sábados, domingos e feriados”, refere o pré-aviso de greve.

O documento confirma também a possibilidade de a referida greve abranger os estivadores do Porto de Lisboa, mas apenas no que respeita à prestação do trabalho a navios ou cargas que tenham sido desviados de Setúbal para o Porto de Lisboa, até dia 17 de fevereiro.

O pré-aviso de greve salienta ainda que a greve não irá afetar a exportação de automóveis da Autoeuropa, que trabalha com a Navipor, empresa que nada tem a ver com o grupo Yilport.

Por outro lado, o pré-aviso de greve refere que uma empresa ligada ao grupo Yilport (Operestiva), que subscreveu o acordo entre patrões e sindicato, a 14 de dezembro de 2018, na presença da então ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, intentou uma ação judicial, a 7 de outubro de 2019, menos de um mês após a publicação do Contrato Coletivo de Trabalho (CCT) que resultou desse mesmo acordo.

“Na referida ação, em que são demandados o SEAL e as associações patronais outorgantes do CCT, entre as quais a ANESUL [Associação dos Agentes de Navegação e Empresas Operadoras Portuárias], que tinha como associada a Operestiva, quer no início, quer no fim do processo negociai, todos, sem exceção, pediram a condenação desta última como litigante de má-fé, o que mostra bem o modo como o SEAL e as associações patronais classificam o comportamento desta e, indiretamente, do Grupo Yilport nesta matéria”.

Em comunicado hoje divulgado, o SEAL, que representa a esmagadora maioria dos estivadores de Setúbal, salienta ainda que, neste porto, “os patrões que assinaram os acordos não os querem aplicar integralmente, castigando sobretudo os [trabalhadores] eventuais na distribuição do trabalho”, e que, no Porto de Lisboa, “os patrões continuam sem aplicar o acordo de atualização salarial de 2018 e os estivadores têm sido violentados com o seu salário pago em mais de 46 prestações nos últimos 16 meses”.

“O SEAL não tem alternativa a não ser exigir que todas as partes cumpram e apliquem o acordado, como condição para que se mantenha a paz social para a qual têm contribuído, avançando para formas de luta”, justifica o sindicato.

“Não é aceitável, e queremos acreditar que o Governo e as instituições judiciais não vão aceitar que se abra o precedente imoral de fecharem os olhos a que os patrões declaradamente violem a lei e os CCT em vigor”, acrescenta o comunicado do SEAL.

Entretanto, outro sindicato, o SEP 265 — que segundo alguns estivadores representa apenas seis de um universo de cerca de 180 trabalhadores efetivos e eventuais do Porto de Setúbal — garantiu hoje, em comunicado, que 70% dos estivadores de Setúbal não vão aderir à greve convocada pelo SEAL.

“O Sindicato SEP265 [Sindicato dos Estivadores Portuários de Setúbal] tomou conhecimento por fonte segura de que cerca de 70% dos trabalhadores portuários não vão aderir à paralisação”.

“Em causa (da não adesão por parte dos mesmos) está a pouca afluência de trabalho existente atualmente no Porto de Setúbal, consequente da última paralisação do mesmo, geradora de perdas de acordos contratuais com as empresas de transporte, exportação e importação de mercadorias por via marítima”, acrescenta o documento.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Campo magnético da Terra pode mudar 10 vezes mais rápido do que se pensava

As mudanças na direção do campo magnético da Terra podem ocorrer dez vezes mais rápido do que se pensava até então, sugerem novas simulações levadas a cabo por cientistas da Universidade de Leeds (Reino Unido) …

O buraco negro mais faminto do Universo engole por dia uma massa equivalente à do Sol

No centro do quasar mais brilhante já descoberto "mora" um dos maiores buracos negros que é também o mais "faminto" de todo o Universo: por dia, engole o equivalente à massa do nosso Sol. As …

Cientistas investigam estranho gelo cor-de-rosa num glaciar dos Alpes italianos

Uma equipa de cientistas anunciou esta segunda-feira estar a tentar averiguar a origem de gelo cor-de-rosa num glaciar nos Alpes italianos. O fenómeno deverá ser provocada por algas que aceleram os efeitos das mudanças climáticas. A origem …

Especialistas de 32 países alertam OMS: covid-19 também se transmite pelo ar

Numa carta aberta à Organização Mundial de Saúde, 239 cientistas pedem que a organização reveja as recomendações que tem emitido, alertando para o facto de a covid-19 poder transmitir-se pelo ar. Numa carta dirigida à Organização …

Moreirense 0-0 Sporting | Nulo em jogo de pólvora seca

A 30ª jornada fechou no Minho com um nulo entre Moreirense e Sporting, que continua sem derrotas sob o comando de Rúben Amorim. A formação leonina poderia muito bem ter vencido em Moreira de Cónegos, pois …

Armazém flutuante. A China está a guardar petróleo no mar (e já se sabe porquê)

A China está a guardar uma quantidade épica de petróleo no mar. De acordo com a CNN, o país comprou tanto petróleo estrangeiro a preços baratos que formou um congestionamento maciço de navios-tanque no mar, …

Peregrinos em Meca proibidos de tocar ou beijar a Caaba por causa da covid-19

Os muçulmanos que vão participar na peregrinação a Meca não poderão tocar ou beijar a Caaba nem a "pedra negra", presentes na Grande Mesquita, local considerado como um dos mais sagrados pelo Islão, informaram as …

Países Baixos continuam a abater milhares de martas. 20 quintas afetadas pela pandemia

Esta segunda-feira, as autoridades holandesas abateram milhares de martas em mais duas fazendas onde foram detetados surtos de covid-19. Esta segunda-feira, as autoridades abateram milhares de martas em mais duas fazendas, sendo agora 20 as quintas …

Cientistas criam robô para fazer testes à covid-19 (e proteger os profissionais de saúde)

O Korea Institute of Machinery & Materials (KIMM) desenvolveu um novo robô de coleta remota de amostras que elimina o contacto direto entre os profissionais de saúde e os pacientes, potencialmente infetados com o novo …

"Não use desodorizante". A peculiar estratégia de Berlim para promover o uso de máscaras nos transportes públicos

"Não use desodorizante". Esta é a peculiar campanha adotada pela empresa que controla os transportes públicos em Berlim, na Alemanha, para promover o uso correto de máscaras, evitando assim novos casos de covid-19.  Tal como escreve …