Estão a chegar os aviões movidos a hidrogénio. A Airbus é pioneira (e já está a trabalhar em três aeronaves)

Na passada segunda-feira, a Airbus apresentou três conceitos de aviões movidos a hidrogénio. A empresa quer estar na linha da frente no que toca às mudanças na indústria da aviação, e tem como objetivo pôr ao serviço a primeira aeronave alimentada por hidrogénio, em 2035.

De acordo com um estudo internacional recente, a aviação tem um peso de mais de 3% nas mudanças climáticas. Por isso, a Airbus está a projetar um futuro mais ecológico para a indústrias das aeronaves comerciais, e pretende alimentar os seus aviões com hidrogénio.

Guillaume Faury, CEO da Airbus, explica que “os conceitos que revelamos ao mundo, mostram a nossa ambição de conduzir uma visão mais ousada para o futuro do voo com zero de emissões”, acrescentando ainda que “o uso de hidrogénio, tem potencial para reduzir significativamente o impacto climático da aviação”.

Para já, ainda são poucos os detalhes conhecidos dos novos aviões, mas já se sabe que um dos conceitos deve ter um alcance de mais de 3700 km, e será capaz de transportar entre 120 e 200 passageiros. Os motores de turbina a gás serão alterados para que funcionem com hidrogénio líquido.

O segundo avião a ser desenvolvido, com capacidade para 100 passageiros, usará turboélices. Também este avião integrará motores de turbina a gás modificados, mas é mais direcionado para saltos curtos, sendo de esperar um alcance de 1852 km.

O terceiro avião da Airbus é o mais impressionante visualmente. A aeronave vai transportar até 200 passageiros, e possui uma asa voadora com uma capacidade e autonomia semelhantes ao conceito do turborreator.

Segundo explicou o diretor-geral da aviação civil francesa, Patrick Gandil, é principalmente no armazenamento e transporte que está a dificuldade do uso de hidrogénio como combustível. O hidrogénio requer quatro vezes mais espaço de armazenamento, e, acima de tudo, deve ser liquefeito a -250 graus.

Segundo o New Atlas, os tanques criogénicos devem resistir à pressão, e ter forma cilíndrica ou esférica, “por isso não podem ser colocados nas asas, como é feito atualmente” explica Gandil. Isto abre caminho para inúmeras mudanças possíveis na forma do avião, além de permitir implementar motores nas asas.

A Airbus, o grupo de motores Safran, a sua co-empresa Arianegroup e a Onera, avaliam desde o início do ano o uso do hidrogénio na aviação, mas todo este processo vai demorar cerca de sete anos a ficar concluído, diz Guillaume Faury, que revela que “a nossa ambição é ser o primeiro fabricante a colocar esse dispositivo em serviço em 2035”.

Estes planos correspondem ao objetivo de criar um “avião neutro em carbono” estabelecido pelo governo francês, que prevê aplicar 1.5 mil milhões de euros até 2022 em apoio ao setor.

Muitos estados europeus já fizeram do hidrogénio um dos principais eixos para o futuro desenvolvimento do setor aéreo.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Um dinossauro gigante com o dobro do comprimento dos tiranossauros dominou a cadeia alimentar

A nova espécie foi descoberta no Uzbequistão e tinha dentes semelhantes aos de um tubarão. Pesava cinco vezes mais do que o principal predador conhecido até agora, o tiranossauro. Há cerca de 90 milhões de anos, …

A teimosia de Simeone e a "cabeça dura" de Conceição vão defrontar-se já amanhã

O FC Porto e o Atlético de Madrid vão arrancar a campanha na Champions já amanhã, e os velhos amigos Sérgio Conceição e Diego Simeone deixaram recados um ao outro nas conferências de imprensa. É já …

Parlamento Europeu apela ao reconhecimento das uniões homossexuais em toda a União

Os eurodeputados querem que os casais homossexuais e as suas famílias sejam tratadas de forma igual em todos os estados-membros. Os eurodeputados exigiram esta quarta-feira que os casais homossexuais beneficiem dos mesmos direitos dos restantes em …

Dínamo Kiev 0-0 Benfica | Tanta posse para acabar a rezar a São VAR

As “águias” dominaram as operações durante grande parte deste primeiro encontro de Liga dos Campeões “a sério” em 2021/22, mas não materializaram essa superioridade e no fim viram Vlachodimos, os postes e o VAR a …

Reino Unido avança com terceira dose para maiores de 50 anos. Máscara pode regressar

Boris Johnson anunciou hoje o plano de protecção do Reino Unido para o Outono e Inverno, que inclui medidas que vão entrar já em vigor e que prevê o regresso da máscara e a exigência …

Uma bactéria que "come carne" está a causar mortes da Flórida

A bactéria está mais presente na água do mar em zonas quentes e já matou 125 pessoas no estado norte-americano desde 2008. Pelo menos oito pessoas já morreram este ano na Flórida devido a uma infecção …

Siemens vai criar comboio de alta velocidade que ligará Mar Vermelho e Mediterrâneo

Um consórcio liderado pela multinacional alemã Siemens estabeleceu um contrato de 4,5 mil milhões de euros para construir uma linha ferroviária de alta velocidade que ligue Ain Sukhna, no Canal de Suez, a Alexandria e …

Alaba joga no Real Madrid mas o seu sonho era jogar no Barcelona

Véspera do grande jogo entre Barcelona e Bayern Munique serviu para Uli Hoeneß divulgar uma conversa pouco simpática para as pessoas ligadas ao Barcelona. A fase de grupos da Liga dos Campeões está de volta. Neste …

Chuva está a ajudar a controlar incêndios em Espanha

Há quase uma semana que as chamas deflagram em Málaga e o incêndio já matou um bombeiro. A chuva tem ajudado a combater o fogo. Há seis dias consecutivos que os bombeiros estão a combater incêndios …

Voos da ONU para Cabul são retomados. Doadores angariam 850 mil milhões de euros de ajuda

Os talibãs garantem que vão proteger as equipas humanitárias da ONU que vão ajudar o Afeganistão, que enfrenta uma grave crise devido à seca. Desde 15 de Agosto que os voos com ajuda humanitária da ONU …