Estado podia ter poupado 100 milhões usando software livre

European Parliament / Flickr

O Estado português poderia ter poupado 100 milhões de euros em software de sistemas de informação geográfica e em software de produtividade/escritório entre 2008 e 2013, revela um estudo da Universidade de Coimbra divulgado esta terça-feira.

O Estado terá gasto 113 milhões de euros durante esse período, esclarece o mesmo estudo, coordenado por José Gomes dos Santos, docente no Departamento de Geografia da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (UC), e que será apresentado mais exaustivamente durante as Primeiras Jornadas Lusófonas de Ciências e Tecnologias de Informação Geográfica, a decorrer de 11 a 13 de setembro na instituição.

De acordo com a informação divulgada pela UC, o Estado português, só em software de Sistemas de Informação Geográfica (SIG), gastou mais de 24 milhões de euros – mais especificamente, 24 752 909,08 euros – durante o período entre 2008 e 2013, quando no mercado existem soluções alternativas de software livre “a custo (praticamente) zero”.

A pesquisa, realizada no âmbito da cadeira de SIG e Open Source, do Mestrado em Tecnologias de Informação Geográfica da UC, diz também que estes valores atingiriam os 113 milhões caso se acumulasse o valor consumido em “software de produtividade/escritório”.

Os valores, de acordo com a UC, “foram apurados com base na inventariação e análise efetuadas aos dados contratuais disponíveis em plataformas públicas Online de Acesso Livre, como a Base.gov, relativos a instituições ligadas ao Ensino Superior e a instituições cuja moldura estatutária as enquadra na estrutura administrativa pública do Estado Português”.

O estudo “Jangada de SIG na Administração Pública Portuguesa” justifica-se, de acordo com José Gomes dos Santos, “pela dinâmica crescente que o software livre/de código aberto tem vindo a protagonizar, em particular na última década, o que se traduz numa oferta plural de aplicações interoperáveis de elevada qualidade, e que pode permitir gerir melhor o dinheiro de todos nós”.

José Gomes dos Santos dá o exemplo do Brasil, onde a “utilização de software livre/de código aberto é praticamente obrigatória nos organismos públicos – incluindo os de Ensino Superior”.

As vantagens e desvantagens da utilização do Software Livre é um dos vários temas em discussão nas Primeiras Jornadas Lusófonas que reúnem, em Coimbra, mais de uma centena de participantes da Comunidade de Países de Língua Portuguesa com o objetivo de partilhar experiências e fomentar a construção de pontes lusófonas no âmbito da investigação e ensino das Geotecnologias (onde se incluem as tecnologias geoespaciais).

/Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Podia ter poupado “100 milhões de euros em software” e podia começar a pagar fundo de desemprego ao trabalhadores das empresas de IT que iam falir! É claro que isto é exagerado mas é também exagerado o: “a custo (praticamente) zero”! Quem lida com tecnologia sabe que não é bem assim e como diz o povo: “O barato sai caro!”.
    Há muito em que cortar antes de se cortar na saúde, na educação, na cultura… Sim é verdade.

  2. Se os jornalistas falarem – off the record – com alguns técnicos superiores ou até ex-chefes de divisão que fizeram informações para evitar desperdício no Estado, ficarão a saber que há mafias ligadas a partidos e a empresas de Informática que não têm interesse em poupanças… Os “boys” e as #girls# dos partidos têm ligações com grandes interesses fora do Estado que precisam das encomendas do mesmo. Nós todos pagamos através do impostos, mas alguns ganham, desde que tenham os amigos certos. Só deitando abaixo o regime…

  3. Open-Source não significa custo zero!
    O estudo foi feito maioritariamente por alunos e já sabemos que o meio académico é, maioritariamente, adepto do open-source, pelo que suspeito que este estudo não seja totalmente imparcial.

RESPONDER

"Em Casa d’Amália": RTP comemora cententário da fadista

A Fundação Amália Rodrigues junta-se à RTP para assinalar o centenário da fadista. O programa Em Casa d’Amália tem estreia marcada para a próxima sexta-feira (10) e reúne várias figuras da música portuguesa da atualidade. O …

Desapareceram 21 milhões de números de telefone na China. Mas o mistério foi resolvido

O porta-voz de uma das três maiores operadoras chinesas confirmou o desaparecimento dos utilizadores, mas deu uma explicação para este mistério. Nos últimos dias, surgiram vários relatos de notícias que davam conta de que, entre janeiro …

Mercadona doa 20 mil quilos de chocolate aos profissionais de saúde e aos mais carenciados

A Mercadona anunciou, esta quarta-feira, a doação de 20 mil quilos de chocolate ao Banco Alimentar Contra a Fome do Porto. O objetivo é proporcionar uma Páscoa mais doce aos mais carenciados e aos que …

"Paciente 1" em Itália recupera (e dá as boas-vindas a Giulia, a sua filha recém-nascida)

Giulia, a filha recém-nascida do "paciente 1" de Itália, veio para trazer alguma esperança ao país, em plena pandemia de covid-19. Mattia, de 38 anos, foi internado no dia 20 de fevereiro no hospital de Codogno, …

Investigadores transformaram o coronavírus em música (e já o podemos ouvir)

Uma equipa de investigadores do Instituto de Tecnologia de Massachussets (MIT) conseguiu transformar em som a estrutura da proteína spike, que permite que o novo coronavírus adira às células para infetá-las. Até agora, já pudemos ver …

Autoeuropa quer recorrer ao lay-off (e retomar produção a 20 de abril)

A administração da Autoeuropa quer promover um regresso gradual ao trabalho a partir de 20 de abril, pretendendo recorrer ao lay-off simplificado para os trabalhadores que não regressem ao trabalho nessa data. “O regresso ao trabalho …

Ex-mulher de astronauta acusada de mentir sobre o "primeiro crime espacial"

A ex-mulher da astronauta da NASA Anne McClain, Summer Worden, foi acusada formalmente de mentir sobre o "crime espacial" que McClain terá cometido. Em agosto de 2019, o jornal norte-americano The New York Times noticiou que …

Em Singapura, os parques de estacionamento são agora quintas urbanas

A pandemia de covid-19 está a obrigar alguns países a adaptarem-se. É o caso de Singapura, que está a transformar os parques de estacionamento em quintas urbanas para aumentar a produção alimentar. Só 1% do território …

O empresário mais odiado do mundo quer sair da prisão (para desenvolver um medicamento para a covid-19)

Martin Shkreli, o empresário mais odiado do mundo, quer sair brevemente da prisão para ajudar a desenvolver um tratamento para a covid-19. Num artigo publicado no site da empresa de Shkreli, Prospero Pharmaceuticals, juntamente com outros …

Ceferin acusado de ganância. "Manter a Liga dos Campeões foi um ato criminoso irresponsável"

O primeiro-ministro da Eslovénia, Janz Jansa, teceu duras críticas à forma como a UEFA e o seu presidente, Aleksander Ceferin, lidaram com a fase inicial da pandemia de covid-19. "Manter a Liga dos Campeões foi um …