Estado perdeu o rasto a cinco jovens romenos forçados a mendigar pelos pais

O Estado português perdeu o rasto a cinco jovens romenos que estavam numa instituição por ordem judicial. Ninguém sabe onde estão as três raparigas e os dois rapazes retirados à família, que os usava em falsos peditórios.

A 15 de novembro de 2017, os cinco jovens foram acolhidos numa instituição para crianças e jovens em perigo, depois de terem sido retirados à família que os usava em falsos peditórios. Nesse mesmo dia, os pais e um terceiro adulto foram detidos pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

Segundo o jornal Público, os jovens ficaram sob responsabilidade do Estado português, por decisão judicial. No entanto, as três raparigas e os dois rapazes, agora com idades entre os 12 e os 18 anos, desapareceram do lar de acolhimento, em junho deste ano, e o Estado não sabe sequer se as crianças estão em território nacional.

Contactado pelo matutino, o gabinete de imprensa do SEF explica que “atualmente estão difundidos pelo Sistema de Informação dos países europeus do Espaço Schengen vários pedidos de localização judicial dos menores desaparecidos, por determinação do tribunal de Família e Menores”.

Além disso, esclarece ainda que “após a detenção do grupo criminoso, o SEF colaborou com o Tribunal de Família e Menores do Porto e Diretoria da Polícia Judiciária do Porto, no sentido de prestar toda a informação possível” no que diz respeito a “moradas conhecidas e outra informação considerada relevante para eventualmente apurar o paradeiro dos menores”.

As autoridades tentaram descobrir o paradeiro dos jovens, mas sem sucesso. O Tribunal de Família e Menores do Porto acabou por arquivar, em 5 de junho de 2018, os processos de proteção abertos quando os adultos foram presos.

Duas raparigas e dois rapazes são filhos do casal. A estes quatro jovens juntou-se uma quinta menina que o casal foi buscar à Roménia em 2016. A mãe da criança deu consentimento para vir para Portugal e ficar a cargo de Ion Haralampie (de 37 anos) e Alina Calin (de 35 anos), os dois adultos, identificados como pais das quatro crianças. Nesta atividade, também participava um terceiro adulto, Tudoroi Radu, de 22 anos.

Os três adultos estão a ser julgados por quatro crimes de maus tratos, utilização das crianças para a mendicidade e por um crime de tráfico de seres humanos e associação criminosa.

As alegações finais dos advogados e do Ministério Público, que antecedem a leitura da sentença, estão previstas para esta quarta-feira.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Pastor presbiteriano é o novo (e quarto) ministro da Educação de Bolsonaro

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, nomeou esta sexta-feira o professor e pastor presbiteriano Milton Ribeiro para ministro da Educação, sucedendo no cargo a Carlos Decotelli, que se demitiu antes de tomar posse. É o quarto ministro …

Pedro Nuno Santos e Medina vão esperar sentados pelo lugar de Costa (mas o ministro já mexe os cordelinhos)

Há dois nomes que começam a ganhar força como possíveis sucessores de António Costa na liderança do PS - Pedro Nuno Santos e Fernando Medina. Mas ainda vão ter que esperar "bastante" por isso, prevê …

PJ fez novas buscas por Maddie em três poços no Algarve

A Polícia Judiciária (PJ) procurou o corpo de Madeleine McCann em três poços de água localizados em zonas rurais do concelho de Vila do Bispo, no Algarve. A informação é avançada este sábado pelo Correia da …

Berardo abre museu em Estremoz com fundos da União Europeia

O semanário Expresso avança na sua edição deste sábado que Joe Berardo instalou um museu em Estremoz, no distrito de Évora, financiado, na sua grande maioria, com fundos da União Europeia (UE). De acordo com o …

Há três dias que os casos aumentam em Itália. Espanha endurece medidas

Os casos de novas infeções com o novo coronavírus aumentaram pelo terceiro dia consecutivo, em Itália, onde nas últimas 24 horas se registaram mais 276 contaminações, comparando com 229, 193 e 138, nos dias anteriores. O …

MP investiga juiz acusado de pagar por sexo enquanto ouvia menores abusados (ele alega que o querem tramar)

O Ministério Público (MP) instaurou um inquérito à denúncia feita, no Parlamento, pela dona de uma casa de prostituição que revelou que um juiz pedia para lhe fazerem sexo oral enquanto via vídeos dos menores …

Câmara de Sintra admite 700 casos confirmados que ainda não foram contactados

O presidente da Câmara Municipal de Sintra, Basílio Horta, admitiu que existem cerca de 700 casos positivos de covid-19 no concelho que, apesar de identificados, não foi ainda possível contactar. Em entrevista ao jornal Público …

Jesus quer regressar ao Benfica. Acordo deve ficar fechado nas próximas horas

O futuro de Jorge Jesus continua a fazer correr muita tinta. Em Portugal, diz-se que o treinador tem um acordo quase fechado para regressar ao Benfica, enquanto que no Brasil há garantias de que ficará …

Erdogan anuncia que Santa Sofia volta a ser uma mesquita. UNESCO lamenta profundamente

O Presidente turco anunciou que as primeiras orações coletivas muçulmanas serão realizadas em 24 de julho em Santa Sofia, convertida em mesquita, acrescentando que o edifício permanecerá aberto a visitantes de todos os credos. "Vamos fazer …

PSD tem um substituto para o modelo Infarmed: reuniões no Parlamento transmitidas na televisão

O PSD considera que o "modelo Infarmed" já deu o que tinha a dar e, por isso, propõe substituí-lo por encontros públicos. O Expresso teve acesso a um projeto de resolução do PSD, entregue esta sexta-feira, …