Está acabar o ingrediente mais importante para a exploração espacial: o plutónio

NASA

Lançamento do Skylab a partir do Kennedy Space Center da NASA, no Cabo Canaveral, na Florida, EUA, 4 de Maio de 1973

É muito difícil para os nossos cérebros interpretar com exatidão as distâncias do universo. Por mais perto que os planetas do sistema solar estejam, quando comparados com outras estrelas, galáxias e exoplanetas ainda estão muito longe. E muitas vezes, são muito frios e remotos para que qualquer nave espacial os explore usando apenas a energia solar.

A boa notícia é que existe o plutónio-238: um radioisótopo (ou uma forma radioativa de um elemento) cuja energia pode ser convertida em eletricidade. Quando colocado dentro de dispositivos chamados fontes de energia de radioisótopos (RPS), o plutónio-238 pode sustentar as missões mais épicas da NASA durante décadas.

O problema é que a maior parte do plutónio-238 foi forjada durante a Guerra Fria, e o material preparado para as missões pode estar esgotado dentro de oito anos, de acordo com um relatório do Escritório Governamental de Prestação de Contas dos EUA.

O Departamento de Energia americano está a trabalhar para criar mais plutónio para a NASA, mas segundo o relatório, problemas com o programa “podem comprometer a capacidade da NASA de usar RPS como fonte de energia para futuras missões”.

Os radioisótopos são poderosas fontes de combustível tudo-em-um. À medida que se deterioram e se transformam em novos elementos, libertam quantidades impressionantes de energia. Esse calor pode aquecer circuitos robóticos frágeis e executar fontes de energia compactas, leves e capazes de fornecer eletricidade durante décadas.

Mas dos cerca de 2.900 tipos de radioisótopos conhecidos pela humanidade, apenas 22 são capazes de alimentar uma sonda de espaço profundo, de acordo com um estudo de 2009 das Academias Nacionais de Ciências. E 21 deles possuem muitos desafios para serem de uso prático, uma vez que muitos são muito caros, emitem muita radiação perigosa para trabalhar ou não emitem calor suficiente.

O único que preenche todos os requisitos da NASA é o plutónio-238. E, ao contrário do seu isótopo irmão Pu-239, o Pu-238 não pode ser transformado em bombas nucleares explosivas.

É como um isótopo mágico. É apenas certo“, diz Jim Adams, responsável da NASA. Parte do segredo do Pu-238 é que a sua meia-vida – o tempo necessário para metade de qualquer quantidade do isótopo decair – é de 87,7 anos. Isso significa que dentro de um século, qualquer quantidade emitirá pouco menos da metade do calor que emite hoje.

Isso é importante porque o tempo é uma batalha no espaço.

A longa vida de Pu-238 é a razão pela qual a NASA ainda pode conversar com as sondas Voyager 40 anos depois de terem sido lançadas e já estarem fora do sistema solar.

Os engenheiros têm muitas outras maneiras de alimentar sondas de ciência planetária, incluindo baterias, células de combustível, energia solar e até mesmo reatores nucleares. Mas todos os estudos têm colocao o plutónio-238 como a melhor escolha por uma longa lista de razões.

A maior delas é a falta de espaço em foguetes. Excesso de massa ou peso pode tornar a missão inviável, pelo que, se uma fonte de energia é muito grande ou pesada, os cientistas devem sacrificar as ferramentas e capacidades de um robô.

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Está-se a tornar a situação complicada aqui na Terra com os políticos e fabricantes de armamento tão empenhados em destruir todo este belo planeta andam outros à procura de novos mundos longínquos e inóspitos e os meios para tal a acabarem-se.

RESPONDER

Para muitos, ir ao Rock in Rio é para "viver a experiência"

Há quem gaste 200 euros, quem não dispense um brinde e quem espere à sombra até ao concerto desejado. Para muitos dos espetadores, a ideia é viver “a experiência” do Rock in Rio Lisboa, que …

Francesa esteve detida 2 semanas por atravessar por engano fronteira EUA-Canadá

A francesa Cedella Roman, de 19 anos, passou o "maior susto da sua vida": foi detida pelo serviço de imigração norte-americano e esteve presa durante duas semanas num centro de imigrantes por ter atravessado acidentalmente …

Os buracos negros podem ser dois wormholes que colidiram

Quando dois wormholes colidem, são criadas ondulações no espaço-tempo. Esses ecos gravitacionais poderiam ser detetados por instrumentos futuros, fornecendo evidências de que essa hipotética colisão através do espaço-tempo existe mesmo. O Observatório de Ondas Gravitacionais por …

Bruno de Carvalho destituído da presidência do Sporting

O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, foi destituído do cargo, por decisão da maioria dos sócios que votaram em Assembleia Geral extraordinária, este sábado, na Altice Arena, em Lisboa. O presidente da Mesa da Assembleia …

É hoje: mulheres sauditas conquistam o direito de conduzir automóveis

A Arábia Saudita levanta este domingo, 24 de Junho, a proibição imposta às mulheres de conduzirem automóveis nas estradas do reino, decisão do príncipe herdeiro Mohammad bin Salman integrada num plano de modernização do país. "Será …

Sobrinho alvo de tentativa de agressão. Bruno foi votar

O empresário Álvaro Sobrinho, líder da Holdimo, segundo maior acionista do Sporting, foi hoje alvo de tentativa de agressão dentro do Altice Arena, em Lisboa, durante a Assembleia Geral (AG) de destituição que decide o …

Marcelo já teve alta. Causa do desmaio apurada

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, já deixou o hospital de Braga onde foi observado depois de se ter sentido mal ao final da manhã, tendo o próprio explicado aos jornalistas que teve …

Bélgica vs Tunísia | Goleada “dos diabos”

Num dos melhores jogos desta fase de grupos, a Bélgica apurou-se para os oitavos-de-final do Mundial, graças a uma goleada por 5-2 ante a Tunísia. Sete golos numa partida de futebol ofensivo, aberto, com muitas …

Este é o primeiro dia do resto da vida do Sporting

Os sócios do Sporting reúnem-se hoje para a primeira Assembleia Geral (AG) de destituição da história do clube, na qual decidirão o futuro do presidente, Bruno de Carvalho, legitimado há quatro meses por larga maioria. A …

Costa recupera assessor arguido no caso das viagens ao Euro2016

O assessor económico de António Costa que foi constituído arguido na sequência da investigação às viagens pagas pela Galp para assitir a jogos do Euro2016, em França, continua a trabalhar com o primeiro Ministro. O economista …