Está acabar o ingrediente mais importante para a exploração espacial: o plutónio

NASA

Lançamento do Skylab a partir do Kennedy Space Center da NASA, no Cabo Canaveral, na Florida, EUA, 4 de Maio de 1973

É muito difícil para os nossos cérebros interpretar com exatidão as distâncias do universo. Por mais perto que os planetas do sistema solar estejam, quando comparados com outras estrelas, galáxias e exoplanetas ainda estão muito longe. E muitas vezes, são muito frios e remotos para que qualquer nave espacial os explore usando apenas a energia solar.

A boa notícia é que existe o plutónio-238: um radioisótopo (ou uma forma radioativa de um elemento) cuja energia pode ser convertida em eletricidade. Quando colocado dentro de dispositivos chamados fontes de energia de radioisótopos (RPS), o plutónio-238 pode sustentar as missões mais épicas da NASA durante décadas.

O problema é que a maior parte do plutónio-238 foi forjada durante a Guerra Fria, e o material preparado para as missões pode estar esgotado dentro de oito anos, de acordo com um relatório do Escritório Governamental de Prestação de Contas dos EUA.

O Departamento de Energia americano está a trabalhar para criar mais plutónio para a NASA, mas segundo o relatório, problemas com o programa “podem comprometer a capacidade da NASA de usar RPS como fonte de energia para futuras missões”.

Os radioisótopos são poderosas fontes de combustível tudo-em-um. À medida que se deterioram e se transformam em novos elementos, libertam quantidades impressionantes de energia. Esse calor pode aquecer circuitos robóticos frágeis e executar fontes de energia compactas, leves e capazes de fornecer eletricidade durante décadas.

Mas dos cerca de 2.900 tipos de radioisótopos conhecidos pela humanidade, apenas 22 são capazes de alimentar uma sonda de espaço profundo, de acordo com um estudo de 2009 das Academias Nacionais de Ciências. E 21 deles possuem muitos desafios para serem de uso prático, uma vez que muitos são muito caros, emitem muita radiação perigosa para trabalhar ou não emitem calor suficiente.

O único que preenche todos os requisitos da NASA é o plutónio-238. E, ao contrário do seu isótopo irmão Pu-239, o Pu-238 não pode ser transformado em bombas nucleares explosivas.

É como um isótopo mágico. É apenas certo“, diz Jim Adams, responsável da NASA. Parte do segredo do Pu-238 é que a sua meia-vida – o tempo necessário para metade de qualquer quantidade do isótopo decair – é de 87,7 anos. Isso significa que dentro de um século, qualquer quantidade emitirá pouco menos da metade do calor que emite hoje.

Isso é importante porque o tempo é uma batalha no espaço.

A longa vida de Pu-238 é a razão pela qual a NASA ainda pode conversar com as sondas Voyager 40 anos depois de terem sido lançadas e já estarem fora do sistema solar.

Os engenheiros têm muitas outras maneiras de alimentar sondas de ciência planetária, incluindo baterias, células de combustível, energia solar e até mesmo reatores nucleares. Mas todos os estudos têm colocao o plutónio-238 como a melhor escolha por uma longa lista de razões.

A maior delas é a falta de espaço em foguetes. Excesso de massa ou peso pode tornar a missão inviável, pelo que, se uma fonte de energia é muito grande ou pesada, os cientistas devem sacrificar as ferramentas e capacidades de um robô.

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Está-se a tornar a situação complicada aqui na Terra com os políticos e fabricantes de armamento tão empenhados em destruir todo este belo planeta andam outros à procura de novos mundos longínquos e inóspitos e os meios para tal a acabarem-se.

RESPONDER

Santa Casa vai doar receitas dos jogos do Natal às vítimas dos incêndios

A Santa Casa de Lisboa vai destinar as receitas dos jogos na semana anterior ao Natal a um fundo para apoiar as vítimas dos incêndios, numa verba estimada entre quatro a seis milhões de euros. Em …

Tempestade Ana causou um morto, 789 quedas de árvores e mil ocorrências

A Proteção Civil registou esta noite mais de 1.100 ocorrências relacionadas com a tempestade Ana, a maior parte (789) quedas de árvores, mas também inundações e quedas de estruturas. O mau tempo fez também uma …

Entrega do Nobel marcada por relato comovente de sobrevivente de Hiroshima

A cerimónia de entrega do Nobel da Paz, em Oslo, teve este ano o relato de Setsuko Thurlow, que sobreviveu à bomba nuclear lançada contra Hiroshima, e que define armas nucleares como "mal extremo". A ICAN, …

Setúbal vs FC Porto | Vendaval azul à beira Sado

FC Porto regressou aos triunfos na Liga NOS e logo em grande estilo. Na visita ao Vitória de Setúbal, os “dragões” golearam por 5-0, num jogo sem história e de sentido único, e no qual Vincent …

Marcelo espera apuramento dos factos no caso da gestão da “Raríssimas”

O Presidente da República congratulou-se hoje com o facto de o Ministério do Trabalho, Segurança Social e Solidariedade anunciar que vai avaliar a situação da associação Raríssimas e eventual gestão danosa ou outras irregularidades. "O Estado …

Presidentes do PSD duram 2,5 anos e têm 40% de hipóteses de ser primeiro-ministro

O PSD escolhe a 13 de janeiro o seu 18.º presidente, num partido que, em média, muda de líder a cada dois anos e meio e que já produziu sete primeiros-ministros e dois Presidentes da …

Portugal é pela primeira vez Melhor Destino Turístico do Mundo

Portugal foi este domingo pela primeira vez considerado Melhor Destino Turístico do Mundo. Tornou-se também o primeiro país europeu a conquistar a distinção, derrotando concorrentes como o Brasil, Grécia, Maldivas, EUA, Marrocos, Vietname ou Espanha. A …

Rebentamento de conduta de água abre "cratera" de 20 metros em São Pedro de Moel

O rebentamento de uma conduta de água da rede pública de São Pedro de Moel provocou esta manhã "uma cratera de vinte metros de extensão" numa zona residencial, obrigando ao corte da circulação, informou a …

Empresas alemãs sob suspeita de corrupção no caso do submarino argentino

As duas empresas alemãs que forneceram as baterias do submarino desaparecido ARA San Juan estão sob suspeita terem pagado subornos para conseguir o contrato e de ter oferecido peças de qualidade inferior, segundo informações da …

Tempestade obriga a cancelar voos Lisboa-Londres e fechar estradas no Reino Unido

O aeroporto de Birmingham, no centro da Inglaterra, cancelou os seus voos deste domingo devido à forte nevasca que cai em grande parte do Reino Unido, que fechou estradas e provocou uma grande alteração nos …