Para Marcelo, é “essencial” que os políticos não saiam dos cargos mais ricos do que entraram

Tiago Petinga / Lusa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa,

O Presidente da República considerou esta quarta-feira “essencial” que quem exerça “cargos públicos não saia deles mais rico do que entrou, nem saia para lugares que se prestem a ser pagamento de favores anteriores”.

A frase de Marcelo Rebelo de Sousa surgiu numa conferência que assinalou os dez anos do Conselho de Prevenção da Corrupção, na Fundação Champalimaud, em Lisboa.

“É essencial que seja normal que quem exerça cargos públicos não saia deles mais rico do que entrou, nem saia para lugares que se prestem a ser pagamento de favores anteriores, nem se rodeie de parentes e próximos”, defendeu o chefe de Estado, acrescentando: “Nem permitam a correligionários e amigos condutas em funções que deveriam ser inspiradoras que são intoleráveis para o comum dos mortais”.

E advertiu para a frustração dos cidadãos com a lentidão da justiça na punição da corrupção. “A legítima impaciência dos portugueses aumenta a ritmo imparável de dia para dia”, advertiu Marcelo Rebelo de Sousa. Segundo o Presidente da República, “essa impaciência é alimentada pelas elevadas expectativas suscitadas quanto à rápida conclusão de investigações criminais abertas e pelas subsequentes frustrações”.

É preciso que a desilusão não esvazie os balões de esperança que o anúncio do arranque de processos conhece quando se percebe que só terminarão uma ou duas gerações mais tarde”, defendeu, alertando para os danos que a falta de punição ou a punição tardia provoca na prevenção da corrupção.

Marcelo Rebelo de Sousa referiu que “tem crescido o escrutínio, o controlo público da corrupção” e que “múltiplas instituições a têm eleito como prioridade das suas funções”, o Conselho de Prevenção da Corrupção, o Tribunal de Contas, o Ministério Público, a Autoridade Tributária.

Porém, realçou a lentidão da justiça, mencionando que há “processos que ao fim de dez anos não conhecem a última decisão, isto é, transitada em julgado, ou ao fim de cinco anos não conhecem a primeira decisão judicial ou sequer acusação, ou ao fim de dois anos e meio ainda não viram iniciado o respetivo julgamento”, sem nomear nenhum caso.

No que respeita à ação dos políticos, o chefe de Estado pediu atenção “a episódios específicos que podem dar um sinal errado aos cidadãos acerca da correção ética no desempenho de poderes sociais”, igualmente sem dar nenhum exemplo.

No plano da prevenção, de acordo com o chefe de Estado exige-se “ação educativa, que comece nos mais jovens dos jovens e envolva todos os protagonistas escolares, profissionais e sociais”, para promover “os valores éticos que podem evitar a corrupção”.

“Humildade, transparência, isenção, lealdade, honorabilidade e verdade. E não oportunismo, clientelismo, nepotismo, arranjismo, promoção pessoal à custa dos outros, deslumbramento com o poder, arrogância e prepotência”, elencou. “É um longo caminho o que falta percorrer”, considerou.

O Presidente da República concluiu o seu discurso afirmando que este desafio “não é de um messias, de um D. Sebastião, de um grupo restrito de iluminados, nem implica demagogia ou ilusões miríficas”, é sim “um combate que tem de ser todos”.

À saída, em declarações aos jornalistas, reforçou esta mensagem: “Todos devemos fazer tudo para que se previna a corrupção e, ao mesmo tempo, quando ela existir, seja punida em tempo útil”.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Por isso têm contas offshore (em nome dos primos e sobrinhos) cá são uns desgraçados e pobrezinhos.
    até têm de mandar picar o ponto na (AR) Assembleia da Realeza para ganharem mais uns trocos ao fim do mês.
    Qualquer dia só falta proibir de entrar a comunicação social lá dentro e só emitiam pelo canal AR para o exterior (devidamente editado).
    Em casa de gente que se afirma honesta é preciso sê-lo e não só parecê-lo.
    Oh professor PR dedique-se ás selfies que o ofício de atirar areia para os olhos já vi que não tem jeito nenhum.

RESPONDER

China proíbe a venda de vários modelos de iPhone (e as ações da Apple caem)

As ações da gigante norte-americana Apple sentiram uma queda de 1,7% na bolsa de Nova Iorque depois de o Tribunal de Fuzhou, na China, ter proibido a venda de alguns modelos de iPhone no país. …

Suspeito da morte de Maëlys admite ter filmado agressões sexuais a crianças

O principal suspeito da morte da jovem lusodescendente Maëlys de Araújo admitiu ter filmado agressões sexuais contra a afilhada e a prima, de quatro e seis anos de idade, respetivamente, antes de, alegadamente, matar a …

Preço do bilhete para visitar o Taj Mahal sobe 400% (para os indianos)

Os especialistas alertam que o fluxo de pessoas está a causar danos irreversíveis ao monumento emblemático mais importante da Índia. O preço do bilhete para os visitantes indianos do Taj Mahal foi aumentado em 400%, na …

Morreu Gérman, o último habitante das ilhas Ciés

Germán Luaces Freijeiro, de 54 anos, instalou-se no arquipélago de Cíes, localizado na foz do estuário de Vigo, em meados dos anos 90 e nunca mais se voltou a mudar. Vivia sozinho naquelas ilhas onde acolhia …

Atentado no Mercado de Natal de Estrasburgo faz quatro mortos e nove feridos

Um tiroteio que ocorreu esta terça-feira na cidade francesa de Estrasburgo, no local onde ocorre o Mercado de Natal, fez pelo menos quatro mortos e nove feridos, anunciou a autarquia local. A Câmara Municipal de Estrasturgo …

Galatasaray vs Porto | Eficácia dá vitória e record de pontos

O FC Porto não abranda e somou a 12ª vitória consecutiva em todas as competições. Na deslocação ao terreno do Galatasaray, em jogo da sexta jornada do Grupo D da Liga dos Campeões, os “dragões” tiveram …

"O luxo do século XXI vai ser o interior de Portugal"

O Turismo está "a cumprir bem" o seu papel no combate ao despovoamento, considera o presidente da Turismo Centro, Pedro Machado, que vaticina que "o luxo do século XXI vai ser o Interior de Portugal". O …

Mãe tenta vender virgindade da filha na Internet por 21 mil euros

Uma mãe pôs à venda a virgindade da filha de 13 anos na Internet por 21.200 euros. A mulher chegou a enviar fotografias de carácter sexual da filha ao comprador, mas não esperava o desfecho …

Há polícias a dormir no carro devido aos preços dos quartos

Sem dinheiro para arrendar quartos, face aos preços praticados, "há polícias a dormir dentro de carros", denuncia o Sindicato dos Profissionais de Polícia (SPP). Acabados de formar na Escola Prática de Polícia, em Torres Novas, os …

António Lobo Antunes lamenta que Portugal e Espanha não sejam o mesmo país

O escritor António Lobo Antunes lamentou que portugueses e espanhóis não sejam cidadãos do mesmo país, numa entrevista dada ao jornal catalão La Vanguardia no âmbito da Feira Internacional do Livro de Guadalajara e publicada …