Esqueleto do século XIII revela primeiros sinais de tortura em Itália

(dr) MiBAC / Soprintendenza ABAP di Milano

O esqueleto do homem do século XIII, encontrado no norte de Itália, que pode ter morrido por causa do método de tortura “a roda”

A História está cheia de mortes horrendas mas, de todas as formas cruéis de perder a vida, poucas são tão terroríficas como aquela documentada num esqueleto do século XIII recentemente descoberto em Itália.

Segundo o IFLScience, arqueólogos da Universidade de Milão desenterraram o esqueleto de um homem que parece ter morrido depois de um método de tortura doloroso e uma decapitação fracassada.

As primeiras impressões dos seus restos mortais mostraram que o indivíduo, que teria entre 17 e 20 anos, sofreu ferimentos simetricamente posicionados nos braços e nas pernas, o que sugere algum tipo de lesão intencional.

Com base nos registos históricos, os investigadores levantaram a hipótese de o homem ter sido torturado através da “roda”, também conhecida como “roda de despedaçamento” ou “roda de Santa Catarina”.

Este foi um objeto de tortura usado para execuções na praça pública em grande parte da história da Europa até ao início da era moderna (c. 1500). Os relatos de como foi usado por vezes diferem, mas geralmente envolviam o esmagamento dos membros, seguido de outros traumatismos.

Em alguns relatos, os torturadores começavam por largar a pesada roda em cima das pessoas, começando nas canelas e depois subindo para outros membros.

Peter Stubbe Woodcut / Wikimedia

“A roda”, método de tortura usado na Europa até à era moderna

Depois de o corpo estar suficientemente ferido, a pessoa era firmemente presa à roda com uma corda. Os ferimentos seriam então mais dolorosos. Os torturadores usavam lâminas, objetos pontiagudos, fogo, chicotes ou pinças em brasa.

No final, a roda era montada num poste e orgulhosamente pendurada como se fosse uma bandeira. A vítima ficaria ali durante algum tempo — talvez dias ou semanas — até morrer definitivamente ou sendo depois executada.

A técnica de tortura era usada frequentemente contra os acusados por crimes graves mas, no norte de Itália, onde este corpo foi encontrado, este tipo de tortura era geralmente reservado para pessoas suspeitas de serem propagadoras da peste, uma das doenças mais mortíferas daquela época.

“A vítima da roda poderia ter sido considerada diferente pelos seus contemporâneos, e possivelmente essa discriminação pode ter sido a causa da sua condenação final, podendo ter sido sacrificada, como uma ‘aberração’, por uma multidão furiosa, e como um propagador da peste”, escreveram os autores do estudo publicado na revista científica Journal of Archaeological Science.

Como se isso não bastasse, a análise forense do esqueleto também revelou fraturas lineares incomuns na base do crânio. Os cientistas dizem que o mais provável é ter sido o resultado de um forte traumatismo causado por uma arma pesada durante uma “decapitação desastrada”.

Se esta hipótese estiver correta, esta equipa de investigadores poderá ter documentado a primeira evidência arqueológica de um ser humano torturado pela roda, não só no norte de Itália, mas provavelmente em todo o mundo.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Metro de Nova Iorque pede à Apple para melhorar sistema de reconhecimento facial

A autoridade que gere o metro de Nova Iorque, nos Estados Unidos, pediu à gigante tecnológica Apple para melhorar o reconhecimento facial dos seus dispositivos depois de serem observados vários passageiros a retirar a máscara …

Rival da Tesla diz que o seu carro terá uma autonomia de 832 quilómetros

A empresa Lucid Motors, concorrente direta da Tesla no mercado automóvel elétrico, afirma que o seu carro Air terá uma autonomia de 832 quilómetros. A confirmar-se a autonomia deste carro, o automóvel da Lucid Motors ultrapassará …

Moradores das Maurícias estão a cortar o próprio cabelo para ajudar a evitar um desastre ambiental

Moradores das Maurícias estão a cortar o seu próprio cabelo para para tentar minimizar os danos causados pelo derrame de petróleo de um navio janponês encalhado nos recifes de coral ao largo da ilha. Estima-se que …

Atalanta 1-2 PSG | Reviravolta épica vale bilhete para as “meias”

Um final impróprio para cardíacos e o epílogo perfeito num excelente jogo. O PSG esteve a perder desde o minuto 27, mas em apenas três minutos dos descontos deu a volta ao texto diante da …

Um emblemático transplante nos EUA aconteceu graças a um coração "roubado"

Um dos primeiros transplantes de coração realizados no mundo aconteceu no Estados Unidos. O que muitos não sabem é que este caso de sucesso também deu aso ao primeiro processo civil no país por homicídio …

"Pandemia de sem-abrigo" nos EUA. Há 30 milhões de pessoas sob risco de despejo

Nos Estados Unidos da América avizinha-se uma "pandemia de sem-abrigo". Até ao final de setembro, 30 milhões de norte-americanos estão em risco de despejo devido à covid-19. Nos Estados Unidos, a pandemia de covid-19 pode estar …

Tráfego nas autoestradas cai para quase metade. Foi o pior trimestre de sempre

A rede da Associação Portuguesa das Sociedades Concessionárias de Autoestradas ou Pontes com Portagens (APCAP) registou de abril a junho "o pior trimestre de circulação e tráfego médio desde que há registos", recuando 46% devido …

Bielorrússia cortou acesso à internet e tentou fazer com que parecesse um acidente

No seguimento da reeleição de Alexandr Lukashenko na Bielorrússia, multiplicam-se os apagões de internet. O Governo diz que se trata de um ataque cibernético, mas há suspeitas de que seja um plano do presidente. Os protestos …

Resgatados 28 cães sem registo ou vacinas de barracões onde também vivia a proprietária em Lisboa

Vinte e oito cães foram retirados pela PSP terça-feira de barracões em Lisboa onde também vivia a proprietária, avança a agência Lusa, detalhando que os animais serão depois colocados para adoção.  Os animais foram posteriormente recolhidos …

Pela primeira vez em 300 anos, é possível visitar esta ilha em Cabo Cod

Pela primeira vez em 300 anos, uma ilha ao largo da costa de Cabo Cod, península em forma de gancho no estado norte-americano de Massachusetts, está aberta ao público. A Ilha Sipson é propriedade privada desde …