Esporos de mofo resistem ao “ambiente marciano” da estratosfera

(dr) NASA

MARSBOx

Os esporos de mofo revelaram ser os micro-organismos que sobrevivem melhor nas condições extremas de temperatura, radiação e baixa pressão registadas na estratosfera.

Em setembro de 2019, astrobiólogos do Centro Aeroespacial Alemão (DLR) enviaram um ‘jardim zoológico’ de micro-organismos, como bactérias e mofos, numa viagem de nove horas, até 30 quilómetros acima da Terra, num foguete da NASA.

Nesta altitude, os efeitos protetores da atmosfera da Terra reduzem consideravelmente, sendo que a temperatura, a radiação e a pressão são semelhantes às condições encontradas em Marte.

Nas últimas semanas, a equipa da DLR esteve a analisar as amostras deste ‘zoo’, que ficou batizado MARSBOx (Microbes in Atmosphere for Radiation, Survival and Biological Outcomes Experiment), e concluiu que a maioria das bactérias acabaram por morrer, devido à forte radiação ultravioleta.

Em comunicado, os cientistas explicam que poucos estafilococos sobreviveram à viagem e, pelo contrário, esforos de mofo sobreviveram melhoram nestas condições extremas.

“Já se fazem pesquisas sobre bactérias no Espaço desde as missões Apollo. Os fungos também são considerados organismos relevantes para o Espaço. No entanto, esta investigação ainda está apenas no início”, começa por dizer Ralf Möller, microbiólogo do Instituto de Medicina Aeroespacial do DLR, sediado em Colónia, na Alemanha.

Möller tem uma possível explicação para a grande resistência dos mofos. “Para proliferarem, os mofos formam esporos que são altamente resistentes a condições extremas, como a secura e a radiação. Além disso, os fungos têm mecanismos de proteção muito eficazes contra a radiação, como uma forte pigmentação negra e uma reparação eficaz do ADN. Embora muitas bactérias tenham propriedades semelhantes, os esporos de mofo são muito mais resistentes às condições extremas de Marte do que as bactérias que testámos”.

“Os resultados demonstram quão importante é continuar a investigação sobre micro-organismos, particularmente fungos e as suas propriedades de sobrevivência no Espaço, sobretudo no interesse da saúde dos astronautas em missões a longo prazo para estações espaciais e, posteriormente, para habitats na Lua e em Marte”, considera o cientista.

Estes foram os primeiros resultados do estudo. Se tudo correr como previsto, este verão, serão transportadas amostras para a Estação Espacial Internacional (EEI) para investigar como são afetadas pelas condições de microgravidade a curto e a longo prazo.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Descoberto primeiro animal que não precisa de oxigénio para viver

Respirar oxigénio é uma característica fundamental dos animais multicelulares, mas os cientistas acabam de descobrir, pelo menos, um que não precisa de o fazer para sobreviver. É muito provável que tenha aprendido que todos os organismos …

"Marte está vivo". Sonda InSight regista mais de 170 eventos sísmicos no Planeta Vermelho

Resultados dos primeiros dez meses de exploração da sonda InSight da NASA revelaram que o Planeta Vermelho é um mundo com atividade sísmica ativa. "Marte está vivo e a cada diz que passa começo a ter …

Um planeta pode ter sido "roubado" do Sistema Solar

Uma nova análise de astrónomos da Universidade Stony Brook, em Nova Iorque, revelou que as estrelas "roubam" planetas umas às outras - e isso também poderá ter acontecido no nosso próprio Sistema Solar. Quase tudo o …

Netflix passa a mostrar "top 10" diário de séries e filmes

A Netflix disponibiliza, desde esta segunda-feira (24), uma nova feature para os utilizadores do serviço de streaming: uma lista com os 10 filmes e as 10 séries mais vistas no país em cada dia. Esta nova …

A Realidade Virtual pode ser a próxima terapia para tratar pânico, fobias e distúrbios

A Oxford VR, empresa britânica de realidade virtual, acaba de acumular mais de 13 milhões de euros para investir na terapia com a tecnologia do futuro. A companhia surgiu a partir do departamento de psiquiatria da …

Apple não deixa que vilões de filmes usem iPhones

A Apple não deixa que os vilões dos filmes de Hollywood usem os telemóveis iPhone no grande ecrã. Esta é apenas uma das empresas que não permite este tipo de coisa. Os filmes podem ter uma …

O coronavírus pode ser a "doença X" temida pelos especialistas

O coronavírus, que já matou 2.700 pessoas e infetou mais de 80 mil desde dezembro, está a tornar-se "rapidamente" no primeiro grande desafio pandémico do mundo, enquadrando-se nos moldes da "doença X" temida por especialistas. O …

Media Capital passou de lucros a prejuízos de 54,7 milhões

A Media Capital registou prejuízos de 54,7 milhões de euros no ano passado, contra lucros de 21,6 milhões de euros um ano antes, anunciou hoje a dona da TVI, que está em processo de compra …

Camas na classe económica dos aviões podem vir a tornar-se uma realidade

A companhia aérea neozelandesa Air New Zealand está a pensar incluir camas na classe económica de alguns dos seus voos mais longos. A ideia deverá avançar dentro de um ano. A companhia aérea neozelandesa Air New …

Temperatura do planeta pode estabilizar nos valores de há três milhões de anos

A temperatura no planeta pode estabilizar nos valores de há três milhões a cinco milhões de anos, caso a humanidade consiga estancar as emissões de gases com efeito de estufa até 2030, diz a especialista …