Há quem dependa dos filhos para viver enquanto espera pela reforma

istevenxue / Flickr

Os números que foram revelados nesta semana pelo Portal da Queixa, refletem um crescimento significativo de reclamações.

“As queixas dispararam 88% face ao período compreendido entre 5 de maio de 2018 e novembro de 2018. Os dois períodos em análise mantêm em comum o principal motivo das reclamações: os atrasos na atribuição das reformas“, divulga o portal numa nota de imprensa.

“No Portal da Queixa, a relação dos utilizadores, enquanto cidadãos, com os organismos públicos, adquire uma importância acrescida face à sua relação com marcas privadas, tendo em conta que devem ser estes, os organismos públicos, a prestar um serviço de acordo com os padrões de qualidade exigidos e assumirem o referencial de confiança”, considera Pedro Lourenço, CEO do Portal da Queixa, ao Diário de Notícias.

“Por essa razão, têm sido inúmeras as entidades e os organismos do Estado que passaram a interagir com os cidadãos através do Portal da Queixa, possibilitando uma relação de proximidade e fomentando a literacia digital, ao mesmo tempo que demonstram publicamente a sua capacidade de resolução de problemas, garantindo a eficácia e reduzindo a inércia muitas vezes apontada como principal handicap do serviço público”, sublinha o responsável.

Para além da subida do número de reclamações, o Portal da Queixa detetou – através dos casos reportados na plataforma – “que há pessoas a aguardar uma resposta do CNP há, praticamente, três anos“.

Para completar este quadro pouco abonatório para aquele organismo do Estado, há ainda outro dado: a página do CNP no Portal da Queixa reflete a falta de resposta entre a marca/serviço e o consumidor, uma vez que aquela entidade pública “apresenta um Índice de Satisfação de 9,3 em cem e apresenta uma taxa de solução e resposta de apenas 7,9%, alusiva aos últimos 12 meses”.

Entre as reclamações apresentadas fica evidente a indignação pela longa espera por uma resposta ou resolução do problema, no que respeita à questão das reformas.

No último debate quinzenal do Parlamento, na semana passada, o primeiro-ministro voltou a ser confrontado com os atrasos no pagamento das pensões, alegadamente por causa da falta de funcionários nos serviços. António Costa deu a mesma resposta: “há uma carência enorme de recursos humanos na Segurança Social“, atirando a culpa para o anterior governo, da coligação PSD/CDS.

“Retirámos da mobilidade 600 funcionários que aí tinham sido colocados na legislatura anterior, abrimos um novo concurso para 155 técnicos e reforçámos a capacidade, quer por prestadores de serviços, quer através da mobilidade interna, quer por via do PREVPAP”, justificou, acrescentando que “a previsão que temos é que até ao final deste semestre tenhamos resolvido as situações de atraso”.

Os últimos dados revelados pelo Instituto da Segurança Social, em final de fevereiro, apontavam para 57 mil pedidos de reforma à espera de resposta. Entretanto, no ano passado a Provedoria de Justiça recebeu 920 queixas de atrasos na atribuição das pensões, um número que é três vezes mais do que as participações apresentadas em 2017.

Os utentes queixavam-se de estar à espera há nove ou dez meses por uma resposta, muito acima dos 90 dias previstos. Em alguns casos, o pedido estava pendente há mais de um ano.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Abandonar Aeroporto do Montijo e apostar em Alcochete custará ao Estado tanto como "15 hospitais"

O Aeroporto do Montijo está, de novo, em águas de bacalhau, mas se o Governo tiver mesmo de abandonar o projecto, o Estado terá de desembolsar uma indemnização de 10 mil milhões de euros. Além …

Equipas móveis vão percorrer o país para testarem alunos, professores e funcionários de escolas públicas

Equipas móveis - compostas por enfermeiros, técnicos e administrativos - vão percorrer o país para testarem todas as escolas públicas do continente. Numa primeira fase, o universo de testados rondará as 500 mil pessoas. O Público …

Disse para mim mesma: "Auriol, o primeiro é o teu lugar" - e foi

A portuguesa Auriol Dongmo conquistou, esta sexta-feira, a medalha de ouro do lançamento do peso nos Campeonatos da Europa de atletismo de pista coberta, que se estão a disputar em Torun, Polónia. Auriol Dongmo conquistou a …

Eduardo Quaresma não tem o que é preciso para singrar, diz olheiro de topo

Um olheiro internacional de topo considera que Eduardo Quaresma não tem aquilo que é preciso para singrar ao mais alto nível. Em declarações ao ZAP, o scout argumenta que lhe faltam qualidades físicas. Eduardo Quaresma é …

Governo aprova proposta de lei para retirar veto de autarquias a aeroportos

Após o chumbo do Montijo, o Conselho de Ministros aprovou, esta sexta-feira, uma proposta de lei que prevê a dispensa do parecer favorável das autarquias na construção de aeroportos. De acordo com o Observador, esta proposta …

João Loureiro regressou a Portugal. Diz ter sido "ingénuo ou utilizado" no caso do avião com cocaína

João Loureiro, antigo presidente do Boavista, aterrou esta sexta-feira em Portugal. Em declarações aos jornalistas, remeteu explicações para mais tarde. João Loureiro regressou a Portugal esta sexta-feira. O ex-presidente do Boavista afirmou ter sido “ingénuo” ou …

Pavlopetri é uma impressionante cidade subaquática na Grécia (e é das mais antigas do mundo)

A cidade foi descoberta nos anos 60 e acredita-se que tenha mais de 5 mil anos de história. Com o seu planeamento urbano praticamente intacto, o local ainda exibe ruas, pátios, edifícios e até mesmo …

Dos partidos aos patrões, há expectativas quanto ao plano de desconfinamento

O primeiro esboço do plano de desconfinamento será apresentado na reunião do Infarmed, marcada para a próxima segunda-feira. A apresentação do roteiro para a reabertura do país acontece no dia 11 de março. Esta semana, o …

"Estamos em pé de guerra." OMS defende dispensa de patente para países poderem fazer cópias baratas de vacinas

Os laboratórios devem dispensar as patentes se tal for necessário para garantir que todas as pessoas são imunizadas contra o novo coronavírus, defendeu o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS). Num artigo publicado esta sexta-feira …

Apalpar fruta passou à história. Cientistas criam novo método para saber quando está madura

Uma equipa de investigadores desenvolveu um método para saber se uma fruta está madura sem a apalpar. Para já, os testes foram realizados em mangas, mas os cientistas esperam alargá-lo a outras frutas. Apalpar fruta para …