Afinal, o esparguete à bolonhesa não existe

Quando se trata de refeições italianas clássicas, a maioria das pessoas pensa em pratos simples como uma pizza Margherita, lasanha e esparguete à bolonhesa.

Contudo, segundo Virginio Merola, presidente de Bolonha, em Itália, o esparguete à bolonhesa é, na realidade, “fake news” e não existe.

Merola está agora a lançar uma campanha de consciencialização para ensinar as pessoas a verdade. “Queridos residentes, estou a recolher fotografias de esparguete à bolonhesa de todo o mundo em relação com a notícias falsas”, escreveu Merola no Twitter. “Este é de Londres, por favor me envie o seu. Obrigado.”

https://twitter.com/virginiomerola/status/1100041420772118528

Merola está a colecionar todas as imagens para exibi-las numa exposição no novo FICO Eataly World de Bolonha, que é o maior parque temático de alimentos do mundo.

O esparguete à bolonhesa não existe, mas é famoso em todo o mundo”, disse Merola à emissora italiana RAI. “O que nós preferimos que o mundo saiba é que Bolonha inventou tagliatelle, tortellini e lasanha.”

Em vez de “esparguete à bolonhesa”, o que se pode encontrar é o Ragù alla Bolognese, o equivalente ao molho à base de carne. Raramente é servido com esparguete – os italianos tendem a optar por um tipo de massa mais forte, com uma área de superfície maior para segurar o molho, como o tagliatelle.

O esparguete à bolonhesa horrorizaria as pessoas da Emilia-Romagna – a região onde fica Bolonha -, mas além das fronteiras italianas o prato é muito apreciado e solicitado. Aqueles que pedem estão convencidos de que estão a comer uma verdadeira receita italiana, mas não estão. A crença de que o esparguete à bolonhesa é de Bolonha é um erro que se tornou viral.

O esparguete à bolonhesa é uma das especialidades preferidas pelas famílias alemãs, que o compram congelado ou compram o molho em pacotes ou latas. Em 2014, ficou em terceiro lugar entre os pratos mais populares consumidos pelos funcionários alemães nos cafés no local de trabalho.

De acordo com Henry Dimbleby, co-fundador de uma cadeia de fast food inglesa, a massa bolonhesa “é agora o segundo prato mais popular servido nas casas da Grã-Bretanha”.

ZAP //

 

PARTILHAR

19 COMENTÁRIOS

  1. Confirmo!
    Em Bolonha ninguém sabe o que é o tal spaghetti…
    Um bolonhês até se sentiu insultado quando lhe mostrei uma foto e disse logo que devia ser obra dos americanos!…

    • Se bem que, mesmo em Itália, em alguns pontos se faz referência ao “spaghetti alla bolognese”.
      Claro que se há algum Emiliano (habitante da região Emília, de que Bologna é capital) por perto, leva logo um ‘caldo’…

    • É um bocado como a Pizza. A Pissa como nós a conhecemos é uma invenção americana.
      Se fossem a Itália nos anos 50 ou 60 e pedissem uma Pizza num restaurante urbano, os empregados olhavam para nós como se fossemos campónios, por que era a comida dos trabalhadores rurais pobres, á medida da nossa “Bôla”. Mas era apenas composta de massa-pão, molho de tomate e uma pitada de basílica ou orégãos.

      • Pesquisa a origem da pizza no Goggle.
        Não só, imensas ‘pizzerie’ de Roma (em particular, mas não só, devido à “bella vita” dos anos 50 e 60) ainda hoje expõem nas paredes inúmeras fotografias das personagens famosas da sociedade e do espectáculo que as frequentavam na época.

    • E mais,…’alla bolognese’ é uma expressão que a maioria das cozinhas de todo o mundo designa para pratos que contém o molho de tomate com carne.
      à semelhança da expressão ‘à portuguesa’, que é tudo o que leva um ovo estrelado.

  2. Zap:

    “”como o tagliatelle”” – tagliatelle è feminino e plural; significa “tirinhas cortadas”.

    Sugiro corrigir para “”como *as* tagliatelle””.

    • caro/a Ah,
      Obrigado pelo reparo, que parece fazer sentido.
      No entanto, a pesquisa no Google, filtrada no domínio pt, da expressão o tagliatelle, retorna um número de resultados muito superior ao da pesquisa de as tagliatelle (apenas 30).
      Sendo a primeira expressão, errada ou não, de uso generalizado, optámos por mantê-la.

      • Porra, vocês parecem aqueles chatos dos meus amigos que estão sempre a ser mal educados e a interromper as pessoas para corrigir a sua gramática ou sintaxe.
        As pessoas quando estão a falar (ou a escrever) o que pretendem é comunicar eficazmente. Não é para receberem lições de línguas que não são, nem solicitadas, nem bem vindas.
        Lá porque ficaram mais umas horas atrás de uma carteira escolar sem se distraírem com os passarinhos não têm o direito de impor aos outros a vossa ‘mestria’ e ‘domínio’ da língua.
        É por causa de professores ( de geografia ou ciências da natureza) ‘chatos’ assim é que agora temos que gramar com o “Acordo ortográfico”

        • Comunicar eficazmente passa – ou mesmo, significa – falar/escrever BEM.

          Experimente re-escrever a notícia como se fosse um sms, se te diverte tanto. Depois dá-a a ler e conta quantos dos teus amingos chegam ao fim, e dos que lá chegerem, quantos perceberam tudo.

RESPONDER

O novo recurso da Google encontra qualquer música. Basta cantarolar, assobiar ou cantar

Na semana passada, a gigante tecnológica da Google lançou uma versão atualizada da aplicação que ajuda a encontrar qualquer música que esteja presa na sua cabeça - mas que não saiba o nome. Com a nova …

Pintura de Jacob Lawrence desaparecida há 60 anos foi encontrada em Nova Iorque

Uma visitante do Met, nos Estados Unidos, descobriu o paredeiro do quadro desaparecido de Jacob Lawrence. A mulher associou o quadro a um pendurado na sala de estar dos seus vizinhos, suspeitando que poderia fazer …

Fezes ancestrais ajudam a descobrir como o microbioma afeta a nossa saúde

Um novo estudo, realizado em Israel e na Letónia, analisou fezes ancestrais e comparou-as com o nosso microbioma para tentar descobrir pistas sobre as doenças modernas. A equipa de investigadores, que trabalhou enterrada até aos joelhos …

Santa Clara 1-2 Sporting | “Leão” mostra POTEncial nas ilhas

Ao final da tarde deste sábado, o Sporting venceu o Santa Clara por 2-1, num duelo a contar para a 5ª jornada da Liga NOS que decorreu no Estádio de São Miguel, em Ponta Delgada. …

Robô ultrarrealista pode vir a substituir os golfinhos em cativeiro em parques temáticos

A empresa de engenharia Edge Innovations, com sede em São Francisco, Estados Unidos, projetou e construiu um golfinho-robô que se parece e age quase exatamente como um. Nadando ao redor da piscina enquanto um grupo de …

PCP avisa: Abstenção é “apenas e só” para discutir o OE2021

O secretário-geral do PCP avisou este sábado que a abstenção anunciada pelo partido visa "apenas e só" fazer passar o Orçamento do Estado de 2021 a "outra fase de discussão" e recusou estar garantido um …

Convento medieval encontrado sob parque de estacionamento em Inglaterra

Uma equipa de arqueólogos britânicos encontrou um convento medieval, há muito perdido, debaixo de um parque de estacionamento em Inglaterra. Há muito que os arqueólogos britânicos especulavam sobre a potencial localização de um antigo convento medieval, …

Virgin Galactic leva cientista planetário ao Espaço pela primeira vez

O norte-americano Alan Stern será o primeiro a realizar experiências científicas financiadas pela NASA, a bordo de uma aeronave comercial da empresa espacial privada Virgin Galactic. A NASA revelou a semana passada que o cientista planetário …

Português responsável por limpeza de hospitais condecorado pela Rainha Isabel II

O português Maciel Vinagre pensou que era mentira ou engano ao ler a notificação de que tinha sido distinguido pela Rainha Isabel II pelo trabalho como responsável da limpeza de dois hospitais públicos britânicos durante …

Japonês inventa sacos de plástico "comestíveis" (para salvar o veado sagrado de Nara)

Um empresário local no destino turístico japonês de Nara desenvolveu uma alternativa aos sacos de plástico de compras para proteger o veado sagrado da cidade. Hidetoshi Matsukawa, que trabalha na Nara-ism, um agente de souvenirs, disse, …