Espanhol ganha 3 mil euros por mês há 10 anos sem trabalhar

-

Pica o ponto todos os dias, às 7h da manhã, e ganha mais de três mil euros por mês, mas, em dez anos, não passou um único dia a trabalhar. O espanhol Carles Recio, chefe de uma Unidade de Arquivo em Valência, é conhecido como “o homem que nunca esteve ali”.

O caso reportado pelo jornal espanhol El Mundo envolve o chefe da Unidade Bibliográfica do Arquivo Geral e Fotográfico de Valência, em Espanha, Carles Recio, que foi designado para o cargo em 2006.

Contudo, em 10 anos, nunca exerceu o cargo nem trabalhou nas funções, embora tenha recebido sempre um salário chorudo que chega aos cerca de 50 mil euros anuais.

“O caso de Carles Recio pode simplificar-se como o de um funcionário para o qual se criou um cargo ‘a dedo'”, escreve o El Mundo, notando que no Arquivo Geral de Valência é conhecido como “o homem que nunca esteve ali”.

Todos os dias, Carles Recio pica o ponto às 7h30 horas, vai embora e volta às 15h30 horas para picar de novo o ponto, sem pôr sequer os pés nas instalações do Arquivo, conta o jornal espanhol. O único dia em que passa tempo nas instalações do Arquivo é aquele em que marca férias.

Não tem secretária, nem computador, nem tarefas – mas ganha entre 45 e 50 mil euros por ano.

Carles Recio deveria tratar da “supervisão dos fundos bibliográficos do arquivo”, “encarregar-se de projectos de exposições e de publicações”, gerir as “relações com arquivos e bibliotecas da província”, zelar pela “consolidação de projectos de difusão com outras entidades sociais e culturais”, refere El Mundo, citando o documento que, em 2006, criou o posto que ocupa.

Todavia, “o Arquivo dispõe apenas de livros e só há uma biblioteca auxiliar de consulta praticamente interna” e a Câmara de Valência tem uma Biblioteca Provincial que “se encarrega de todas as questões” atribuídas ao cargo de Carles Recio, acrescenta o jornal.

Os responsáveis municipais de Valência já revelaram, entretanto, que abriram um inquérito ao funcionário, para averiguar a situação.

Quanto a Carles Recio, diz ao El Mundo que só fez o que lhe pediram para fazer e garante que está “a desenvolver projectos fora” do Arquivo, recusando-se a dar mais pormenores por “questões de confidencialidade”.

“Um dia contarei por que me mandaram para o Arquivo”, diz por fim.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Não é novidade nenhuma. Existem dezenas (senão centenas) de FP em situações semelhantes. Até podem aparecer ou ter secretária mas não têm funções, e há também as centenas que ganham como diretores e não têm responsabilidades nem equipas para dirigir. Isto passa-se na Administração Central e Regional em Portugal e não são poucos. Toda a gente sabe. Porquê que as medidas sobre os suplementos e subsídios na função publica nunca foi para a frente e deixou de se falar? Ia expor muitos destes casos.

  2. Este é político….em todos os sentidos e na verdadeira acepção da palavra…

    No final quero ver se publicam “Um dia contarei por que me mandaram para o Arquivo”

RESPONDER

Sporting 2-1 Santa Clara | Super-Coates volta a ser herói

Arrancado a ferros… à campeão? O Sporting esteve a poucos segundos de registar o terceiro empate em casa, perante um Santa Clara que não foi em nada inferior aos “leões” e até conseguiu ser superior em …

Os gatos demonstram ser menos leais do que os cães (mas pode haver uma razão)

Ainda existe um estereótipo sobre a diferença entre cães e gatos. Normalmente as pessoas associam os cães a animais amorosos e leais, enquanto os gatos são tidos como distantes e indiferentes. Um novo estudo pode …

O mistério do "lago dos esqueletos" na Índia intriga cientistas há décadas

O Roopkund, localizado na parte indiana dos Himalaias, é um lago glacial com centenas de ossos humanos. E ninguém sabe como foram lá parar. Em 1942, um guarda florestal revelou ao mundo a existência deste lago …

A fronteira mais importante da China é imaginária: a Linha Hu

A Linha Hu, também conhecida como linha Heihe-Tengchong, é uma linha imaginária que divida a China em duas partes com áreas quase iguais. Estende-se da cidade de Heihe até Tengchong. Desenhada pela primeira vez em 1935, …

Algumas pessoas moram em aeroportos durante meses (ou até mesmo anos)

Aeroportos não servem de casa apenas para os sem-abrigo. Há pessoas que, involuntariamente ou não, ficam lá durante meses e, em alguns casos, até mesmo anos. Em janeiro, as autoridades de Chicago prenderam um homem de …

Senado da Carolina do Sul aprova fuzilamento como método de execução

Com esta decisão, a Carolina do Sul poderá converter-se no quarto estado do país a incorporar este método de execução de pena de morte, depois do Utah, Oklahoma e Mississípi. De acordo com a agência noticiosa …

"Oxigénio tornou-se ouro". Criminosos lucram com a sua escassez no México

A pandemia de covid-19 deixou a Cidade do México a atravessar uma grande escassez de oxigénio médico. Criminosos estão a aproveitar para lucrar com a situação. A capital mexicana registou um pico de infeções e hospitalizações …

Meteorito do tamanho de um damasco caiu em França (e os astrónomos precisam de ajuda para encontrá-lo)

Os entusiastas do Espaço estão a ser instados a procurar um meteorito do tamanho de um damasco que caiu no fim de semana passado no sudoeste de França.  O meteorito, com peso estimado em 150 gramas, …

Professora pediu a alunos para fingir que eram escravos e escreverem carta para África

Uma professora de uma escola secundária no Mississippi, nos Estados Unidos, está a ser alvo de críticas devido a uma fotografia de um trabalho de casa divulgada nas redes sociais. Foi pedido aos alunos do 8.º …

Obra de Churchill que pertencia a Angelina Jolie vendida por valor recorde

O quadro pintado pelo antigo primeiro-ministro britânico foi vendido por 8,3 milhões de libras. A pintura foi um presente de Winston Churchill para o presidente dos Estados Unidos, Franklin D. Roosevelt, e agora foi leiloada …