Espanhol ganha 3 mil euros por mês há 10 anos sem trabalhar

-

Pica o ponto todos os dias, às 7h da manhã, e ganha mais de três mil euros por mês, mas, em dez anos, não passou um único dia a trabalhar. O espanhol Carles Recio, chefe de uma Unidade de Arquivo em Valência, é conhecido como “o homem que nunca esteve ali”.

O caso reportado pelo jornal espanhol El Mundo envolve o chefe da Unidade Bibliográfica do Arquivo Geral e Fotográfico de Valência, em Espanha, Carles Recio, que foi designado para o cargo em 2006.

Contudo, em 10 anos, nunca exerceu o cargo nem trabalhou nas funções, embora tenha recebido sempre um salário chorudo que chega aos cerca de 50 mil euros anuais.

“O caso de Carles Recio pode simplificar-se como o de um funcionário para o qual se criou um cargo ‘a dedo'”, escreve o El Mundo, notando que no Arquivo Geral de Valência é conhecido como “o homem que nunca esteve ali”.

Todos os dias, Carles Recio pica o ponto às 7h30 horas, vai embora e volta às 15h30 horas para picar de novo o ponto, sem pôr sequer os pés nas instalações do Arquivo, conta o jornal espanhol. O único dia em que passa tempo nas instalações do Arquivo é aquele em que marca férias.

Não tem secretária, nem computador, nem tarefas – mas ganha entre 45 e 50 mil euros por ano.

Carles Recio deveria tratar da “supervisão dos fundos bibliográficos do arquivo”, “encarregar-se de projectos de exposições e de publicações”, gerir as “relações com arquivos e bibliotecas da província”, zelar pela “consolidação de projectos de difusão com outras entidades sociais e culturais”, refere El Mundo, citando o documento que, em 2006, criou o posto que ocupa.

Todavia, “o Arquivo dispõe apenas de livros e só há uma biblioteca auxiliar de consulta praticamente interna” e a Câmara de Valência tem uma Biblioteca Provincial que “se encarrega de todas as questões” atribuídas ao cargo de Carles Recio, acrescenta o jornal.

Os responsáveis municipais de Valência já revelaram, entretanto, que abriram um inquérito ao funcionário, para averiguar a situação.

Quanto a Carles Recio, diz ao El Mundo que só fez o que lhe pediram para fazer e garante que está “a desenvolver projectos fora” do Arquivo, recusando-se a dar mais pormenores por “questões de confidencialidade”.

“Um dia contarei por que me mandaram para o Arquivo”, diz por fim.

ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Não é novidade nenhuma. Existem dezenas (senão centenas) de FP em situações semelhantes. Até podem aparecer ou ter secretária mas não têm funções, e há também as centenas que ganham como diretores e não têm responsabilidades nem equipas para dirigir. Isto passa-se na Administração Central e Regional em Portugal e não são poucos. Toda a gente sabe. Porquê que as medidas sobre os suplementos e subsídios na função publica nunca foi para a frente e deixou de se falar? Ia expor muitos destes casos.

  2. Este é político….em todos os sentidos e na verdadeira acepção da palavra…

    No final quero ver se publicam “Um dia contarei por que me mandaram para o Arquivo”

RESPONDER

Jovem indonésio sobreviveu 48 dias à deriva no Pacífico

Um jovem indonésio sobreviveu 48 dias com a ajuda de uma plataforma para captura de peixe até ter sido resgatado por um cargueiro a cerca de dois mil quilómetros do território norte-americano de Guam, no …

Câmara de Braga condenada a pagar mais 4 milhões pelo Estádio

Construído nos mandatos de Mesquita Machado, o estádio tinha um orçamento inicial de 65 milhões, mas acabou por custar mais de 150 milhões. O Tribunal Administrativo e Fiscal condenou a Câmara de Braga a pagar mais …

Movimento de Rui Moreira confronta António Costa sobre Infarmed

A Associação Cívica Porto, o Nosso Movimento pediu, este domingo, ao primeiro-ministro que esclareça se apoiou o ministro da Saúde na decisão de reavaliar a eventual transferência do Infarmed para o Porto. A associação Porto, o …

Nova acusação de assédio sexual contra juiz nomeado por Trump para o Supremo

O juiz nomeado pelo Presidente dos EUA para o Supremo Tribunal foi acusado por uma segunda mulher, este domingo, de assédio sexual na década de 80.  A New Yorker noticiou, este domingo, que os democratas que …

"Hard Brexit" pode ser o fim do Reino Unido

A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, tem sido alertada por elementos do seu Executivo para o possível desmembramento do Reino Unido, num cenário de saída da União Europeia sem acordo, o chamado ‘hard Brexit’. Após …

Duas sondas japonesas pousaram num asteróide e fizeram História

Pela primeira vez na história, o Homem conseguiu aterrar dois rovers não tripulados num asteróide. A proeza histórica aconteceu este sábado e deveu-se aos japoneses. "Fiquei impressionado com o que conquistamos no Japão. Este é apenas …

Milionário da Somague declara falência e pede perdão de 67 milhões de euros

O ex-presidente da Somague, Diogo Vaz Guedes, declarou falência, pedindo o perdão de dívidas superiores a 67 milhões de euros. O Novo Banco e o BCP estão entre os credores do milionário. O jornal Correio da …

A China está (literalmente) a comprar um país africano

A Zâmbia corre o risco de perder a sua soberania devido à enorme dívida externa que tem com a China. O país poderá ser obrigado a entregar a Pequim a propriedade das suas principais infraestruturas de …

Conselho Superior de Magistratura não abre inquérito a juízes que desvalorizaram violação

O Conselho Superior de Magistratura considera que não existem "erros grosseiros" ou "linguagem manifestamente inadequada" no acórdão que confirma pena suspensa de dois homens julgados em primeira instância por violação. O Conselho Superior de Magistratura não …

Pai de jihadistas mortos na Síria pede apoio para trazer noras e netos para Portugal

O pai dos irmãos jihadistas portugueses que terão morrido na Síria está a pedir apoio às autoridades para que as esposas e os filhos destes possam vir para Portugal. Os irmãos Celso e Edgar da Costa, …