Espanha ameaça chumbar o Brexit. Tudo por Gibraltar

Party of European Socialists / Flickr

Pedro Sánchez, primeiro-ministro espanhol

O estatuto de Gibraltar é mais uma pedra na engrenagem do Brexit, com Espanha a ameaçar chumbar o acordo para a saída do Reino Unido da União Europeia, caso não haja alterações relativamente ao território que espanhóis e britânicos disputam.

“Se não houver mudanças sobre Gibraltar, Espanha votará não ao Brexit”. O aviso é do presidente do Governo espanhol, Pedro Sánchez, numa altura em que a primeira-ministra britânica alcançou um acordo com Bruxelas para a saída do Reino Unido da União Europeia (UE).

O território de Gibraltar é disputado por Espanha e pelo Reino Unido, e o país vizinho pretende que haja alterações no acordo alcançado entre Theresa May, primeira-ministra britânica, e a UE.

“Se temos este acordo, é porque alguém não fez bem o seu trabalho em Bruxelas”, salienta o presidente do Governo espanhol “visivelmente irritado e muito contundente”, como refere o jornal espanhol ABC.

Em causa está “o artigo 184” do acordo que “apareceu da noite para o dia”, conforme referiu o ministro dos Negócios Estrangeiros de Espanha, Josep Borrell, em conferência de imprensa em Bruxelas. Espanha quer “que se clarifique a sua interpretação” para dar o seu aval ao Brexit.

O Governo espanhol pretende que a questão de Gibraltar fique de fora das negociações do Brexit, mantendo-se o problema na tutela das diplomacias de Reino Unido e de Espanha.

Espanha quer, assim, que haja absoluta “claridade jurídica” relativamente a Gibraltar no acordo do Brexit, para que não haja interpretações dúbias no futuro, como realça Borrell.

Os termos do Brexit devem ser votados no próximo domingo, numa reunião extraordinária, e Espanha espera ver resolvida a questão de Gibraltar até lá.

É mais um problema para Theresa May que continua a enfrentar contestação interna, nomeadamente dentro do seu próprio Governo.

  ZAP //

 

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Era bom que ficasse definitiva e irremediavelmernte entregue a Inglaterra o tal penhasco de Gibraltar.
    Fazia pensar os espanhóis como é doloroso ser roubado, como o fizeram com Olivença. Seria muito bonito.

  2. Se assim for, Portugal terá, pela razão inversa, razão para pedir a exclusão de Espanha, enquanto não lhe for RESTITUÍDA OLIVENÇA!
    Recordando: Olivença foi assaltada À TRAIÇÃO por Manuel Godoy, então AMANTE DA RAINHA MARIA LUÍSA DE PARMA (casada com o rei Carlos IV, mãe da famigerada Carlota Joaquina, que foi rainha de Portugal, casada com o rei João VI).
    A razão invocada foi «colher um ramo de laranjeira com frutos» para oferecer como prenda à rainha…
    Esta (entre muitas atitudes de deslealdade de Espanha para com Portugal [não estranhamos o que agora nos fazem ao rio Tejo]) pode ser vista pelos internautas colocando no motor de busca «Guerra das laranjas.
    Lá nos roubaram Olivença, e Napoleão confirmou-lhes a posse quando o mesmo Godoy PRENDEU A RAINHA SUA AMANTE E O REI (é uma fatalidade… desde Menelau, rei de Esparta…) e lhos entregou presos….

  3. E Portugal devia bater o pé por Olivença. que Espanha anexou e ficou de nos devolver e já lá vão 200 anos. Os ministros em lugar de andar a dar abraços e beijinhos aos espanhois e a tornar-nos dependentes de Espanha,, deviam ler a História e perceber que de espanha nunca veio bom tempo nem bom casamento. Basta ler os Jornais espanhois para perceber o ódio dos espanhois aos Portugueses. Os Próprios jornalistas raramente escrevem artigos que beneficiem o nosso Aínda País.

  4. Ja agora era muito conveniente que MNE e seu ministro, como alias sr PR prof MRSousa e o sr pm ACosta, informassem povo espanhol qu PORTUGAL nao mais se pronunciara favoravelmente a qualquer resolucao pedido etc de Espenaha a EC enquanto njao nos for entregue a soberania de todo o distrito de Olivenca que nos foi roubado e depois ocupado.
    Ha um tratado internacional do inicio seculo 19, quando acabou o pesadelo do nAPOLEAO APOS REVOLUCAO FRANCESA, EM QUE Espanha e PORTUGAL ASSINARAM ACORDO de ENTREGA, em documento internacional também assinado por Franca Austria e outros representantes de estados, mas Espanha nunca posteriormente entregou e portanto ocupa e administara o que nao é deles. Ate ja vendeu parcelas significativas agraicolas do distrito a arabes endinheirados para terem lá essas cavalgaduras e seus cavalos arabes ,,,, .

  5. Para além de nós portugueses roubados nos casos de Olivença, Ceuta e Melilla, o que pensarão também os colonizados povos do País Basco, Catalunha e Galiza acerca da posição de Madrid? Nós compreendemos e percebemos todas as artimanhas de Madrid para aos poucos ir mantendo o seu domínio imperialista sobre esses povos, mas há uma coisa que jamais controlarão que será a liberdade de pensamento de cada um.

RESPONDER

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, conversa com o presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues

Marcelo pediu e Ferro esteve atento. Esquerda prefere um novo OE e Presidente tem um dilema em mãos

Marcelo Rebelo de Sousa pediu ao presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, para ir acompanhando e informando o chefe de Estado sobre a situação no Parlamento, face a um eventual chumbo do OE2022. …

Com novo Orçamento pendurado, Portugal pode ficar meio ano em duodécimos

António Costa diz que não se demite, nem com o chumbo do Orçamento, e admitiu governar o país em duodécimos até junho. Face a um eventual chumbo do Orçamento do Estado para 2022 (OE2022), avizinha-se um …

O óvulo humano é 10 milhões de vezes maior que o espermatozoide. Agora, já sabemos porquê

A evolução levou a que a maioria das espécies deixassem de ser isogâmicas — com gametas semelhantes entre os dois sexos — e passassem a ser heterogâmicas, o que ajuda a explicar a diferença nos …

Jair Bolsonaro, Presidente do Brasil

Senadores aprovam relatório e pedem o indiciamento de Bolsonaro

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que investigou no Senado brasileiro a gestão da covid-19, aprovou o relatório final, esta terça-feira, e pediu 80 indiciamentos por crimes durante a pandemia, entre eles do Presidente. Por sete …

PM sudanês deposto levado para casa após ter sido detido em "golpe de Estado"

Países pertencentes ao Conselho de Segurança da ONU não conseguem chegar a um consenso relativamente à condenação do golpe, já que alguns, como a Rússia, não o reconhecem. O primeiro-ministro sudanês deposto, Abdallah Hamdok, foi levado …

Marcelo defende que "a força das democracias está nos moderados" e pede convergências

Chefe de Estado quer evitar cenários como os vividos no final da I Guerra Mundial e após a Gripe Espanhola, onde, entende, se quis viver em pouco tempo e de forma eufórica o que se …

Um tubo de lava incandescente de um vulcão submarino

A maior erupção subaquática já registada deu à luz um enorme vulcão

Em 2018, a maior erupção subaquática alguma vez registada deu à luz um "bebé" gigante: um enorme vulcão do tamanho de um arranha-céus. Os cientistas descobriram um vulcão de 820 metros de altura no Oceano Índico …

Encontrados sinais do primeiro planeta fora da Via Láctea

Uma equipa de astrónomos acredita ter encontrado provas da existência de um planeta em Messier 51, o primeiro fora da Via Láctea. O telescópio Chandra X-Ray, da NASA, descobriu indícios do novo planeta na galáxia Messier …

Delphi é uma Inteligência Artificial que dá conselhos éticos — mas mostrou ser racista

Delphi é uma Inteligência Artificial que responde a utilizadores, ajudando a resolver dilemas éticos. No entanto, em algumas respostas mostrou ser racista e machista. A vida é um jogo de decisões, em que nem sempre sabemos …

Entre "bomba atómica" e "cozinhado" de última hora, Marcelo recebeu Rangel (para irritação de Rio)

O Presidente da República recebeu Paulo Rangel numa altura em que tenta ainda "cozinhar" um entendimento de última hora para aprovação do Orçamento de Estado para 2022, de modo a evitar a "bomba atómica" da …