Escritor chinês detido por cometer os homicídios que inspiraram as suas obras

Um escritor chinês premiado foi detido esta sexta-feira por envolvimento num quádruplo homicídio que aconteceu em 1995, na China. O homem usou os crimes como inspiração para as suas obras.

O trabalho de Liu Yongbiao, de 53 anos, foi interrompido pelo toque da campainha. Do outro lado da porta, estava a polícia, mas o escritor não se afligiu: tinha “estado à espera este tempo todo”, confessou de imediato, segundo o Sixth Tone.

O chinês trabalhava no seu próximo policial, “A bela escritora que matou”, quando as autoridades foram a casa detê-lo pelo quádruplo homicídio que cometeu em 1995 e que terá inspirado as suas obras. O escritor teria um cúmplice, Wang, de 64 anos que também foi detido pelo mesmo crime.

O crime aconteceu há quase 22 anos, na noite de 29 de Novembro de 1995. Quatro pessoas morreram na sequência de um assalto numa casa de hóspedes: o casal proprietário, o neto de 13 anos e um hóspede. Todos foram vítimas de pancadas na cabeça com um objeto contundente.

Os dois detidos terão sido surpreendidos pelo hóspede quando tentavam roubar-lhe dinheiro, o homem mostrou resistência e foi espancado até à morte. Para encobrir o crime, terão feito mais três vítimas.

A ausência de sistema de vigilância e de registos de identificação dos hóspedes dificultaram a investigação. Apesar dos interrogatórios feitos a hóspedes, vizinhos e testemunhas, que conduziram a retratos robô, e das pistas deixadas no local, como toalhas usadas, impressões digitais e marcas de sapato, a polícia nunca foi capaz de desvendar o crime.

A investigação foi aberta várias vezes ao longo dos anos, não tendo havido nenhum progresso até à última delas, iniciada em Junho. A polícia local usou agora uma nova tecnologia de identificação de ADN que permitiu chegar a uma correspondência, depois de comparadas cerca de 60 mil impressões digitais, explica a mesma fonte.

O escritor chinês terá confessado os crimes numa carta que deixou à esposa. “Agora estou, finalmente, livre do tormento que aguentei por tanto tempo” escreveu Liu Yongbiao, segundo o jornal China Daily.

Liu Yongbiao nasceu em Anhui, uma das províncias mais pobres da China, e tornou-se escritor depois de não ter conseguido entrar na universidade.

O reconhecimento literário surgiu em 2005 com o romance “Um filme“, que ganhou vários prémios literários no país e foi publicado pela Writers Publishing House, a maior editora chinesa.

Em 2013, o romancista foi admitido na Associação de Escritores Chineses, controlada pelo Partido Comunista; entretanto, viu o seu sucesso passar do papel para o ecrã, quando uma das suas obras publicadas em 2014 adaptada à televisão.

No prefácio de um dos seus romances, “A culpa secreta“, pode ler-se: “Quero escrever um romance sobre uma escritora bonita que matou muitas pessoas num caso que se mantém por desvendar.” A imprensa chinesa questiona agora se esta obra e aquela que estava a escrever estarão relacionadas com o homícidio cometido.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Quanto vale a vida do seu cão (e a importância que isso tem)

Quanto vale a vida do seu cão? A resposta a esta pergunta pode ser mais importante do que aquilo que pensa e pode mudar drasticamente o preço que pagamos pela sua saúde e bem-estar. Os norte-americanos …

Asteróide passará esta sexta-feira pela Terra a 27.000 km/hora

Um asteróide de grandes dimensões passará pela Terra, atingindo o seu ponto mais próximo do nosso planeta esta sexta-feira, dia 6 de dezembro. O corpo celeste, importa frisar, não representa qualquer perigo para o Homem. …

Banco de França vai testar moeda digital em 2020

O governador do Banco de França anunciou na quarta-feira o lançamento de testes no próximo ano para uma moeda digital, que pode servir de precedente para uma iniciativa do mesmo tipo à escala da zona …

Atlético de Madrid na corrida por Gabigol

O Atlético de Madrid entrou na corrida pela contratação de Gabigol, o artilheiro que está ao serviço do Flamengo por empréstimo do Inter de Milão. A notícia é avançada pelo jornal italiano Gazzetta Dello Sport, …

Australiana condenada a prisão por ter mentido no currículo

Uma australiana de 45 anos foi condenada a um ano de prisão efetiva por ter mentido no seu currículo para conseguir uma vaga no Governo regional, conta esta quinta-feira a ABC Australia. Veronica Hilda Theriault foi …

Homem da comunicação de Rui Rio pertence à maçonaria

João Tocha, o homem que o líder do PSD escolheu para fazer parte da sua comunicação, é maçon, avança a revista Visão esta quinta-feira. Em declarações à Visão, João Tocha, iniciado no Grande Oriente Lusitano …

Marco Silva despedido do Everton

O treinador português Marco Silva foi hoje despedido pelo Everton, clube da Primeira Liga inglesa de futebol, um dia depois do desaire por 5-2 no reduto do rival da cidade, o campeão europeu Liverpool. “O Everton …

Líder Supremo do Irão aprova medidas para reconhecer como "mártires" os mortos dos recentes distúrbios

O líder supremo do Irão aprovou as recomendações de um relatório oficial propondo o reconhecimento como "mártires" dos mortos nos recentes distúrbios no país sem que tenham "desempenhado qualquer papel", indicou esta quinta-feira o seu …

OE2020. Governo quer baixar preço da luz sem mexer no IVA

O Governo socialista está a estudar hipóteses "alternativas" para baixar o preço da luz sem mexer na taxa do IVA, devendo estas soluções constar já da proposta inicial do Orçamento de Estado para 2020 (OE2020). De …

Pelosi acionou votação para impeachment a Trump. "Os factos são incontestáveis"

A Presidente da Câmara de Representantes dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, anunciou esta quinta-feira que o órgão irá avançar com a redação de acusações contra o Presidente norte-americano, no âmbito do processo de impeachment. “As ações …