Escola investigada por suspeita de discriminar alunos de etnia cigana

Pais acusam a escola de ter uma única turma para todas as crianças de etnia cigana, deficientes ou de raça negra. Além disso, estas crianças são obrigadas a comer de pé e junto ao lixo.

O Público avança que, após as denúncias de alegadas agressões verbais e físicas por parte de funcionários e de discriminação de crianças de outras etnias, a Escola Básica Major David Neto, em Portimão, está sob investigação.

Foi há cerca de duas semanas que a mãe de uma aluna do 4º ano denunciou alegados maus tratos à filha. A criança queixa-se de ter sido empurrada por uma funcionária no refeitório do estabelecimento, mas as queixas relativas a atos discriminatórios a crianças de etnia cigana já se verificam há três meses.

A autarquia já terá tomado uma posição, com a presidente da Câmara, Isilda Gomes, a confirmar que proferiu um despacho com “carácter de urgência, para que seja aberto um processo de averiguações para apurar toda a verdade”, no que diz respeito à funcionária da autarquia visada nas acusações de “maus tratos” no refeitório.

Além disso, a Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (Dgeste) – através da direção de serviços regionais do Algarve – está também a averiguar as alegadas práticas discriminatórias. Na próxima segunda-feira, a direção do Agrupamento de Escolas Manuel Teixeira Gomes, a que a escola em causa pertence, vai decidir o âmbito do “processo de inquérito interno” para apurar responsabilidades ao nível do estabelecimento de ensino.

A diretora do agrupamento, Maria Goreti Martins, garantiu que a turma em questão “não é a única que tem alunos de etnia cigana” e que “há outras em que os alunos de outras etnias, vindas de outros países, estão em maior número do que nesta”.

No entanto, recusou-se a dar qualquer informação sobre as queixas, alegando que estão a “decorrer averiguações” a diferentes níveis. A Provedoria de Justiça e o Ministério da Educação também receberam a queixa da mãe e já pediram esclarecimentos.

Segundo os pais, a situação toma mais relevância, ao tomarem conhecimento de que as crianças de etnia cigana comem de pé, alguns deles colocados estrategicamente perto do caixote do lixo”.

“São agredidos (não só eles, mas começou tudo por eles) fisicamente e verbalmente, existem palavrões fortíssimos dentro do refeitório da parte dos funcionários do mesmo”, lê-se no documento.

Os pais denunciaram ainda situações de insuficiência de comida, exemplificando com “a divisão ao meio de um filete” por outras crianças.

“A situação torna-se ainda mais grave quando a queixa foi apresentada e a senhora diretora da escola tomou conhecimento, dirigiu-se à sala de aula procurando pela minha filha porque eu me identifiquei na queixa e os foi ameaçar a todos, pois não poderiam contar aos pais o que se passa na escola”, refere o documento.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Benfica e Porto estarão interessados na contratação de Pepê

FC Porto e SL Benfica, juntamente com outros emblemas, estarão interessados na contratação do jovem brasileiro do Grêmio, Pepê. O clube pede entre 15 e 20 milhões de euros. Aos 22 anos de idade, Pepê tem …

Diamante de 183 quilates está à venda em leilão angolano

A Sodiam, empresa pública de comercialização de diamantes angolana, lançou na quarta-feira o segundo leilão para venda de diamantes brutos, que inclui uma pedra de 183 quilates, e no qual estão já registadas mais de …

Bruxelas aprova compra de Seguradoras Unidas e AdvanceCare pela Generali

A Comissão Europeia aprovou, esta quinta-feira, a compra das portuguesas Seguradoras Unidas e AdvanceCare ao grupo norte-americano Apollo pelo grupo italiano Generali, um negócio no valor estimado de 600 milhões de euros. O Executivo comunitário adiantou, …

"Rebeldes" que saíram do Partido Conservador concorrem como independentes ou pela oposição

Vários deputados dissidentes ou expulsos do Partido Conservador estão a candidatar-se como independentes ou por partidos da oposição nas legislativas de 12 de dezembro por se oporem ao Brexit negociado pelo primeiro-ministro. O antigo procurador-geral Dominic …

CGD já está a cobrar comissões nos depósitos de instituições financeiras

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) já começou a cobrar comissões nos depósitos das instituições financeiras, de modo a tentar contornar a política monetária do Banco central Europeu. A intenção de cobrar comissões nos depósitos de …

Câmara de Oliveira de Azeméis pagou contas de concelhia do PSD, acusa Ministério Público

O Ministério Público (MP) deduziu esta quarta-feira acusação contra 68 arguidos no âmbito da operação “Ajuste Secreto”. Entre os acusados está o antigo autarca da Câmara de Oliveira de Azeméis Hermínio Loureiro, que é a …

PAN defende atribuição de cartão de cidadão a sem-abrigo

A iniciativa recomenda ao executivo socialista, liderado por António Costa, que seja atribuído "um cartão de identificação a todos aqueles que não têm uma casa ou um teto". O PAN apresentou na Assembleia da República um …

Governo quer criar regras especiais para alunos do profissional acederem ao Ensino Superior

O Governo quer criar um modelo de acesso específico para alunos do ensino profissional que queiram prosseguir estudos superiores, uma proposta que chegou a estar desenhada na anterior legislatura, mas que ainda não avançou. Segundo noticiou …

Menos de metade dos médicos do SNS trabalha em regime de exclusividade

Menos de metade (42,9%) dos médicos do Serviço Nacional de Saúde (SNS) trabalha em regime de exclusividade, avança o Jornal de Notícias, citando números da Administração Central dos Serviços de Saúde.  Segundo dados apresentados esta quinta-feira …

Grávidas e crianças até aos 10 anos não devem comer peixe-espada e atum, recomenda Espanha

A Agência Espanhola de Segurança Alimentar e Nutrição publicou novas recomendações no final de outubro para o consumo de determinados tipos de pescado, nomeadamente o atum e o peixe-espada, tubarão ou cação e Lúcio. Em causa …