Escândalo de espionagem na Alemanha cria fricções na coligação de Merkel

EPP / wikimedia

A chanceler alemã, Angela Merkel

A chanceler alemã, Angela Merkel

O escândalo à volta das atividades de espionagem da Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos (NSA) na Alemanha está a criar fricções dentro da coligação do governo liderado por Angela Merkel.

O atual ministro do Interior, Thomas de Maizière, vai ser interrogado na quarta-feira na comissão parlamentar de segredos oficiais sobre o tempo em que foi ministro da chancelaria e, como tal, responsável pela coordenação dos serviços secretos.

Questionada esta segunda-feira sobre o assunto numa conferência de imprensa conjunta com o seu homólogo checo, Merkel limitou-se a insistir que não deve existir espionagem entre países amigos e que a cooperação com os serviços secretos estrangeiros é de grande importância.

Uma das questões suscitadas pelo é se a NSA incorreu em atos de espionagem económica contra empresas alemãs e se, para isso, contou com a ajuda da Agência de Informações Alemã (BND).

Um porta-voz do Governo insistiu que todas as informações relacionadas com os serviços secretos devem ser prestadas à comissão de segredos oficiais e não à opinião pública.

Dentro do Governo alemão, começando pelo ministro de Economia e vice-chanceler, Sigmar Gabriel, há quem considere que as informações prestadas ao parlamento não são suficientes.

“O que estamos a viver é um escândalo à volta dos serviços secretos com capacidade de gerar um grande choque”, afirmou Gabriel na condição de presidente do partido Social Democrata (SPD, sigla em alemão).

O vice-chanceler apelou para que os dados de conexão dos computadores dos serviços secretos sejam entregues à comissão de segredos oficiais e à comissão parlamentar que investiga o escândalo.

Na mira das investigações está o atual ministro da chancelaria, Peter Altmeier, e os seus antecessores, Ronald Pofalla e De Maizière, todos membros da União Cristã Democrata (CDU), partido de Angel Merkel.

O escândalo da espionagem perturbou a ala bávara da CDU, a União Social Cristã, que pediu esta segunda-feira que o atual ministro dos Negócios Estrangeiros, o social-democrata Frank-Walter Steinmeier, que foi ministro da chancelaria durante o Governo de Gerhard Schröder (1998-2005), preste declarações.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

1.º de Maio. CGTP duplica lotação, UGT festeja online com ex-ministros socialistas

As centrais sindicais voltam a estar divididas quanto às comemorações do 1.º de Maio. A CGTP vai organizar dois desfiles e duplicar a concentração na Alameda Dom Afonso Henriques; a UGT cancelou qualquer iniciativa presencial …

"Vice" da bancada do PS contestado por pedir autocrítica do partido sobre Sócrates

Pedro Delgado Alves defendeu que o PS deveria refletir sobre a ação de José Sócrates. O deputado foi contestado por outros dirigentes do grupo parlamentar, nomeadamente Ana Catarina Mendes, que reagiu de forma dura à …

Japão responde à China e garante que derrame de Fukushima será seguro

O vice-primeiro-ministro japonês, Taro Aso, reafirmou esta sexta-feira, em resposta às críticas da China, que a descarga da central nuclear de Fukushima aprovada pelas autoridades japonesas estará dentro dos limites de segurança da água potável. "Estou …

Ninguém quer "a batata quente" do caso Sócrates. Ivo Rosa e Carlos Alexandre com nota máxima

Os juízes Ivo Rosa e Carlos Alexandre foram avaliados com a nota máxima de "Muito Bom" pelo Conselho Superior da Magistratura em inspecções realizadas entre 2013 e 2018, ou seja, abarcando o período da investigação …

João Leão afasta criação de imposto de solidariedade para pagar crise pandémica

O ministro das Finanças, João Leão, argumenta que a criação de um imposto de solidariedade para pagar a crise pandémica não ajudaria nem seria benéfica. Em entrevista ao semanário Expresso, o ministro das Finanças, João Leão, …

Isabel de Castela ficou conhecida por cheirar mal. Novos documentos põem fim aos mitos

A famosa rainha Isabel I de Castela, em Espanha, era conhecida por se lavar pouco e cheirar mal. Contudo, documentos recém-descobertos mostram que possuía uma quantidade enorme de perfumes de grande valor. Isabel I financiou a …

De Cristas aos encontros com Salgado. PS já tem 14 perguntas sobre o Novo Banco para Passos

Depois de Carlos Moedas e Cavaco Silva, o PS já tem perguntas que quer fazer ao ex-primeiro-ministro Pedro Passos Coelho no âmbito da comissão de inquérito ao Novo Banco.  De acordo com o semanário Expresso, o …

Um quarto da população portuguesa tem imunidade à covid-19

O Painel Serológico Longitudinal Covid-19 estima em 27% a taxa de imunidade à covid-19 para a população em Portugal. Até março, 13% da população teria sido infetada Um estudo hoje divulgado estima que 13% da população …

Desconfinamento recua em alguns concelhos e será suspenso noutros. Mas avança no resto do país

O primeiro-ministro, António Costa, fez uma declaração ao país no final da reunião do Conselho de Ministros que aprovou, esta quinta-feira, as medidas para a terceira fase de desconfinamento da pandemia de covid-19. Apesar do Rt …

Pfizer admite que deverá ser necessária uma terceira dose (e ser vacinado anualmente)

O CEO da Pfizer, Albert Bourla, disse que as pessoas vão, “provavelmente”, precisar de uma dose de reforço da vacina contra a covid-19, 12 meses após serem totalmente vacinadas. “Um cenário provável é que haja necessidade …