6-4 na I Liga: equipas de Braga vencem Lisboa… e todas as outras

Associações representadas na próxima época são oito, mas um terço das 18 equipas é da Associação de Futebol de Braga. Porto desceu para o terceiro lugar, Lisboa subiu para o segundo.

Não é a contabilidade mais importante do campeonato, mas certamente muitos seguidores do futebol já terão reparado que o distrito de Braga está forte na primeira divisão nacional. Na próxima época estará ainda mais representado, por causa do Vizela.

Um nome pouco visto no escalão principal do nosso futebol. Muito pouco visto: vai ser somente a segunda participação do Vizela na primeira divisão. A primeira, e única até agora, aconteceu em 1984/85; uma “viagem de ida e volta”, já que José Romão e os seus jogadores tinham subido na época anterior mas desceram logo na estreia.

Agora, com Álvaro Pacheco no comando da equipa, o Vizela terminou a II Liga no segundo lugar, com apenas quatro derrotas no campeonato. Foram 24 jogos seguidos sem perder e uma subida que surpreendeu muita gente – o Vizela começou o ano 2020 no Campeonato de Portugal, terceiro escalão. Foram assim duas subidas de divisão consecutivas, tal como o Arouca.

Este feito, aliado à permanência de Sporting de Braga, Vitória de Guimarães, Moreirense, Famalicão e Gil Vicente, fez com que a Associação de Futebol (AF) de Braga passasse a ter seis clubes na I Liga. Curiosamente, Vitória (sétimo), Moreirense (oitavo) e Famalicão (nono) ficaram encostados na classificação, com o Gil a aparecer logo atrás, na 11.ª posição.

A AF Braga já era a associação mais representada na primeira divisão, com cinco formações, mais uma do que a AF Porto – que agora tem três, por causa da descida do Rio Ave, ficando FC Porto, Paços de Ferreira e Boavista.

São três equipas do distrito do Porto, menos uma do que Lisboa, que subiu para o segundo lugar nesta tabela graças à subida do Estoril, que se juntou a Sporting, Benfica e Belenenses SAD.

As associações de Braga, Lisboa e Porto, juntas, terão 13 equipas na I Liga. E a AF Braga representará um terço do campeonato: seis equipas em 18. O promovido Arouca é o representante de Aveiro, Tondela representa Viseu, Portimonense o Algarve, e das ilhas teremos Santa Clara (Açores) e Marítimo (Madeira).

Em Portugal Continental, a zona Norte continua a ser claramente mais representada do que a zona Sul: 11 equipas “acima” de Tondela, cinco formações do Sul (quatro delas da zona de Lisboa).

  Nuno Teixeira, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE